terça-feira, 8 de maio de 2007

Não te direi adeus..



Entendes esta imagem ? Sei que sim... Só tu podias ...

Sempre pensei que fossem os dias que passamos juntos que nos salvam . Tem sido assim na verdade . Mas algo mudou .
Agora, os dias que passamos juntos , fugindo a uma realidade que é a tua , inventando tempo e espaço onde não existe , inventando um lugar para nós por algumas horas , começam a ser verdadeiramente dolorosos pela sua brevidade .

Porque te quero cada vez mais ...

Porque te sinto cada vez mais dentro de mim ...

Dou o melhor de mim e nada mais resta para te dar . Porque te entrego vida , coração e alma . E não posso , não sei fazer mais .

Sei hoje , claramente , o que sou para ti .

Sou o teu Sonho ... jamais real .

Sou tua companheira ... na distância .

Sou tua noiva ... eternamente.

Sou a tua maior impossibilidade e a tua mais dificil circunstância .

Escrevo-te com Amor , com delicadeza , com brandura . Escrevo-te sem mágoa , sem te apontar culpas ou acusações . Escrevo-te como se a tua mão estivesse na minha e eu te pudesse acarinhar e abraçar com os meus olhos .

Mas agora sei mais ...

Sei que não terminamos esta nossa história hoje , por pura impossibilidade de te perder , de me perderes . Por um Amor que sempre soubemos imperdível .

Mas hoje sei a resposta . E estou aqui . Continuo aqui . Agora , sem lágrimas, com a calma possível de uma decisão tomada nos teus braços .

Nunca te prometerei que posso ficar ... Que a dor e o desalento não serão mais fortes que tudo .

Sim, meu Amor , tu estás parado nesse lugar que é teu , de onde eu não te posso tirar . Mas aquele leve véu de esperança ainda está aqui , sobre nós . Encontraremos um caminho ...

E se não encontrarmos , sei que nunca nos perderemos um do outro , haja o que houver .

Estar nos teus braços , respirar a tua pele , sentir os nossos beijos doces continua a ser Vida ...

Não há despedidas ...
Não quero perder essa Luz , esse riso , essa felicidade nos nossos olhos .
Não quero perder a tua voz a quebrar todos os silêncios .
Não quero perder a tua mão carinhosa sobre os meus cabelos , o teu olhar puro e sereno .
Não quero perder as madrugadas em que me acompanhas por palavras e ternura ... nem os dias tão nossos onde sei que és meu para sempre .
Não quero perder o meu olhar do teu , a tua imagem quando te vejo chegar e o meu sorriso que surge imediato .
Não quero perder as palavras, a doçura , o desejo imenso .
Não quero , meu Amor , perder o único homem que amei na vida ...

Sempre te pedi isto : " Não me percas " ... E hoje , tu querias perder-me ... Como ?
Como acordarias amanhã , como adormecerias sem Nós ?
Como seria cada minuto de cada hora , de todos os dias intermináveis em que já não estivessemos ?
Não entendes que somos um ?
Não entendes que essas tuas lágrimas são minhas também, mas que hoje quero apagá-las ?...

Ainda não , meu Amor , não partas ainda ...

O nosso Amor não se cala , nunca se escondeu , nunca brincou connosco . Apresentou-se imponente e imbatível , puro e eterno . Como podemos desiludi-lo ? Como podemos não viver ? ... Como podemos desistir ? ...

Sempre gostei desta frase e hoje sinto-a em mim . Entrego-a a ti também :

" Para os erros , perdão ; para os fracassos , chances; para os amores impossiveis : tempo . " .

Até já , meu Amor ...

6 comentários:

assimsoueu disse...

Ola mh Linda;)

Mais tarde, voltarei com mais calma ler-te, arrepiaste-me, simplesmente sublime...
Amor, esse sentimento tão belo e tão puro q sentes!

Volto mais logo!
Deixo.te um beijo terno

por uma lágrima disse...

Há palavras que o momento não dita...
Há palavras que se dão...
Há palavras que se furtam...
Há momentos em que as palavras não saem...que nos embargam a voz...
Sinto-me num desses momentos...
Não há adjectivos... não tenho palavras...
Beijo doce duma lágrima (que corre) salgada

Broken disse...

Minha Amiga,

Choro, choro e choro. Sabes que sim.

Palavras?! Pois, escasseiam, fogem-me, escondem-se perante a tua sensibilidade, a tua franqueza, a tua dor.

Perder-te?! Não, NUNCA. Ninguém perde nem se deixa perder perante um Amor tão verdadeiro e tão belo como o Vosso.

Já to disse e volto a dizer - pertencem-se - não importa como, nem quando, mas o futuro é a comunhão do Vosso Amor sem barreiras, sem obstáculos, sem culpa.

Linda, somos muito parecidas, na "história", na forma como a encaramos, na forma como nos entregamos, na forma como nos dispomos a esperar sempre, na forma como conseguimos não sentir mágoa.

Por isso sei que terás a força necessária para deixar que o tempo e o destino se encarreguem de vos unir para sempre.

Amiga, sofro contigo, estou aqui, sempre que de mim precisares.

Sou "madrinha" desse Amor e tudo farei para te ajudar a suportar os momentos menos bons, que por vezes, amores impossíveis nos fazem passar.

Adoro-te.

Lia disse...

Quando se ama nunca há adeus, pode haver um até já, ou até à próxima vez... porque um amor, verdadeiro e puro, nem o tempo ou a distância o apagam...
Quando se ama, entrega-se o coração, com toda a nossa alma...
Não há, nem nunca haverá adeus...
Eu não o consegui dizer... e tu também não o serás capaz de fazer...

Um beijo com carinho

anne disse...

Um adeus? Jamais, quando ficou tanta coisa a ser dita. Enquanto ele não vem, escrever é a única forma de te completares, leva ao papel o sentimento, rabisca as frustações e firma as ilusórias vitórias. Ele vem... ele vem... rs. beijinhos
Anne

Daniel Aladiah disse...

Os nossos desejos e pensamentos transformam a realidade a nosso favor. Assim, tens tudo a teu favor, apesar de tudo...
Um beijo
Daniel