quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Feliz Natal


Quero desejar um Natal muito feliz a todos os que me acompanham aqui .

Natal é na sua essência , Amor . Fala de um menino de há muito tempo atrás e fala dos nossos mais puros sentimentos e da criança que ainda reside dentro de todos nós e não resiste perante o deslumbramento do Amor , da comunhão de uma época tão especial .

Sei que ando ausente , mas o Amor não se ausentou da vida nem do coração . E hão-de existir muitos Natais para partilhar esse Amor ... Acredito hoje mais do que nunca .

Ao longo deste tempo de escrita muitas pessoas têm tocado o meu coração . E até as que passam por aqui e silenciam , são especiais para mim . A todos , desejo o melhor do mundo . A minha ausencia é apenas um momento e nada tem a ver com o grande Amor que continuo a partilhar com o mais lindo dos homens . A nossa história tem um caracter infinito e nada nos poderá afastar . Ninguem poderá afastar-nos. Continuamos unidos e juntos, sonhamos .

Feliz Natal .

Paula

sábado, 15 de novembro de 2008

Para sempre


O que é que aconteceu hoje , meu Amor ?

Sentiste o meu desespero ?

Sentiste medo de me perder ?

Sentiste o quanto te chamei em silêncio ?

Não , não me respondas . Eu sei a resposta . Sentiste que quando um homem e uma mulher partilham de um Amor sobrehumano e se tocam na alma , muito além do olhar , então nada os pode afastar , nem a mais inultrapassável impossibilidade .

Eu amo-te por me sentires . Amo-te por me abraçares e nesse abraço entregares toda a tua vida . Eu amo-te com um Amor puro , inocente , total . Com o mesmo Amor que me ofereces .

O que tu não sabes talvez , é que nunca me perderás . Talvez não to devesse dizer , mas tu mereces sabê-lo . Porque és o homem mais bonito que conheço , porque quero que saibas que o "para sempre " que tão bem conhecemos jamais será uma promessa vã . Sempre foi uma certeza , meu Amor ...

Hoje vieste até mim com tanta emoção . Com um carinho que precisava sentir uma vez mais . Caminhaste comigo pelos meus lugares de sempre onde nunca antes tinhas entrado . Foste meu e tive o privilégio de te mostrar meu .

Necessito que estejas agora aqui, ao pé de mim , para te explicar isto . Por isso , vem e deixa que o meu Amor te desenhe ao meu lado . Deixa que te fale um pouco mais . Deixa que a minha mão pouse na tua , devagar . Ainda te sinto nos meus braços e nos meus olhos ... Quero que saibas meu Amor , o milagre que és para mim . Quero que saibas , meu Amor , que enquanto me abraçavas os meus olhos se enchiam de lágrimas onde tudo se misturava ... felicidade, Amor, tristeza . Nem eu te sei explicar ao certo porque chorava enquanto me envolvias serenamente em ti antes de mais uma vez partires. Quero que saibas que te disse numa só frase o que senti tão verdadeiramente : " Eu nunca queria ter de me despedir de ti ... " . E senti então na tua voz o teu próprio desespero , o teu drama "Eu também queria nunca me despedir de ti ". Frase simples , reflexo da minha , mas tão sentida , tão funda . Frase que vi nos teus olhos humidos quando fechaste a porta do meu carro e foste para a tua vida .

Mais uma vez uma saudade terrivel toma conta de mim . Lembro as tuas palavras de hoje , a razão da grandeza do Amor que te liga a mim , de um primeiro Amor quase , de uma primeira namorada , do susto que é descobrir que se ama pela primeira vez . E quando quiseste encontrar uma palavra para o definir , já essa palavra se tinha formado dentro de mim antes da tua voz a tornar real e quase a disse quando a disseste : Puro , um Amor puro .

Que estranho tal Amor ... Repara ... Ignorou todos os obstáculos e fez do Sonho a sua unica luz. A vida ou o destino , seja o que for , conduziu-nos até ao incrivel do que estava para vir : um sentimento inegualável , enorme , por vezes, como um mar em furia espelhando na sua força o quanto nos queremos , outras vezes , uma pacificação imensa , uma ternura infinita .

Como te amo... A tua mão tem permanecido na minha em todas as circunstâncias . Tu és precioso para mim.

Até já , meu Amor .

Paula


Ps: Às pessoas lindas que passam por aqui e que não julgam, não condenam , mas apenas sentem a verdade e que deixam ou não as suas palavras , obrigada . Quanta força tenho recebido , quantas vezes me tocaram o coração ... obrigada .

A ti , Cristina , um beijo e o elogio a uma Amiga que no meio dos seus próprios problemas e medos , me deu sempre carinho e apoio incondicional . Obrigada Amiga .

Paula

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Um dia mais, sem ti ...


Ontem, quando cheguei a casa , era tarde . Estava cansada por tantos motivos , mas talvez o maior cansaço fosse aquele que sinto tão fundo, tão fundo ... o de não te ter aqui, ao pé de mim. Fiquei muito tempo sentada dentro do carro , à porta de casa , sem vontade de entrar . Percebendo o absurdo que é amar-te assim e não te poder ver , percebendo o absurdo que é estar tão longe . E a única vontade que tinha era rodar a chave do carro e ir ter contigo , sabendo do impossivel desse acto . E do absurdo desse impossivel ...

Meu Amor , meu perfeito e puro Amor ... Há duas semanas atrás , precisamente a esta hora , estavamos no Porto , abraçados , felizes, longe de tudo o que nos separa . Na nossa paz . Na verdade, não nos enganemos ... Nunca é "normal " , existem sempre fantasmas , existe sempre o tempo numa contagem cruel que decresce até te deixar ir uma vez mais para longe da minha vida . Existe sempre o absurdo de largar a tua mão e dizer-te "até já , meu Amor" , sabendo que esse "até já" transmite uma falsa esperança de brevidade . Muitas vezes não é assim . O tempo é estranho e mal o meu olhar abandona o teu , já as saudades rebentam numa angustia que não me larga .

Mais uma vez o Porto acolheu o nosso Amor . Cidade linda , mágica que nos vê passar como namorados , de mãos unidas e corações cheios . Ainda sinto a tua mão sobre o meu ombro , o teu carinho , a tua felicidade tão pura e nitida , os teus gestos ternos , a tua vontade de me veres feliz e de me ofereceres momentos inesqueciveis . Foram inesqueciveis , como todos os que já vivemos . Existe uma profundidade inexplicável e eterna em cada momento que vivo contigo e que me acompanhará a vida inteira .

Como poderia esquecer o teu sorriso ou a ternura que me vem de ti , o abraço quieto perante a beleza de uma noite fria na mais bonita Avenida do Porto , o jantar calmo , a nossa cumplicidade, até o gesto simples de fechares o meu casaco porque estava muito frio e eu sorri e deixei-te cuidar de mim... Sabes porquê , meu Amor ? Porque é tão raro poder entregar-me assim a ti , deixar-me ser frágil e sentir que cuidas de mim. Por vezes, eu também queria apenas refugiar-me em silêncio em ti e deixar que passes a mão sobre o meu cabelo , com calma e doçura . Mas tu nunca estás , meu Amor ...

E eu penso no absurdo de tudo isto . Sim, podia pensar que encontrei o Amor e isso já é um Sonho maior , inalcançável para tantos . Mas o preço que pago por ter encontrado em ti o Amor é este fechar de mais uma noite sozinha , é apagar a luz e saber que amanhã será igual .

Passei a odiar o silêncio . Tu tornaste impossivel o silêncio e a solidão . Eu , que até gostava de quietude , agora procuro-te em todos os silêncios e em todos os lugares .
Como me parece estranho e belo , meu Amor , estender a mão e tocar-te . Um gesto simples , mas raro para mim, para ti . Como me parece único conduzir com a tua mão sobre o meu joelho , num gesto silencioso , como se fosse habitual . Quem me dera que fosse , quem me dera que os teus passos me acompanhassem por todas as horas e todos os dias . Mas essa não é a vida que escolheste para nós ...

Desde que te conheci, a minha vida tem sido uma montanha russa de emoções , meu Amor . As subidas são emocionantes e felizes , mas as descidas assustam muito . São demasiado rápidas e tortuosas . Tudo porque te amo tanto, tanto...
Hoje senti-me mais uma vez em baixo. Verdadeiramente esmagada pela realidade de não te ter . Involuntariamente , olho as outras pessoas, os outros casais e sinto-me ferida. Penso o que será de nós ... Tenho de pensar , meu Amor . A vida não é feita apenas de momentos inesqueciveis . Sorrio serenamente quando me dizes que na tua mente , vives outra vida comigo , que não esta , feita de distância e de ausência ... Talvez essa ilusão te salve , mas a realidade ganhará sempre . Sei que a sentes quando apagas a luz todas as noites .
Sou muito feliz contigo , muito mesmo . Mas será que sentes como me magoa cada despedida ? Eu não tenho capacidade para tantas despedidas , para estar sempre a deixar aquilo que mais amo e desejo . Não tenho, meu Amor...
Por vezes parece-me impossível viver um único segundo mais sem ti , meu Amor ...
Paula

domingo, 19 de outubro de 2008

Anoitece...








Anoitece a minha espera ... Transforma-se o dia em noite e tu anoiteces e amanheces em mim ... Tão meu , parte indissociavel do que sou ...
Parece que te espero sempre, meu Amor . Parece que espero um milagre impossível de tocar , inacessível. Espero que batas à minha porta e me leves, que me digas que és meu , que decidiste , que ficas .
Sorrio ... Sei que não acontecerá . Como te disse há dias , sei que não virás . Tu ripostaste ... Eu sei que vou . E eu sorri num silêncio triste . Não falávamos da mesma coisa . Eu falava de uma vida e tu de um momento em que virias ao meu encontro ...

Estou sozinha, meu Amor . A noite vai ficando fria e silenciosa enquanto as horas passam . E eu penso em ti , em nós . Terá valido arriscar cair de tão alto , meu Amor ? Penso na minha vida antes de ti ... Eu já nem sei quem era . A razão é simples . Após conhecer a plenitude , é impossível voltar a querer sentir o vazio . Mesmo agora que não estás aqui , eu sei que estás . Eu sei que posso repetir com verdade a tua frase O nosso casamento, na verdade, concretiza-se a cada dia que passa ... ~
Sim, valeu a pena apostar tanto ... cada passo contigo valeu o risco da queda . Que nunca aconteceu . Porque existe um equilíbrio inexplicável que manteve os nossos corações unidos, mesmo na distância, no silêncio , na ausência . Mesmo no meio de uma certa escuridão que permanece quando estamos afastados , existe Luz , existe um alento , uma serenidade por existires, existe um sorriso quando penso em momentos que não foram vividos numa vida , mas sim na alma , onde moram as coisas mais preciosas .

Preciso de uma vida inteira contigo . Preciso de sonhos cumpridos , de esperanças reais . Preciso estender a mão e encontrar-te ao meu lado . Preciso saber que nunca é tarde para duas pessoas que se amam como nós . Um Amor quase sobrenatural , mas que humanamente exige muito mais do que momentos .

Acho que existem momentos que significam uma vida . Mas a vida é feita de todos os dias , das manhãs apressadas ou preguiçosas, das noites insones , dos instantes tristes , das dificuldades e das alegrias quotidianas, do sorriso de uma criança que amamos mais que à vida... porque é nossa , da cumplicidade de saber que estamos juntos e que ficaremos juntos ... A vida é feita de todos os dias , meu Amor . E todos os dias passam e tu não estás . Mas na verdade, também não estás aí . Ambos o sabemos . Isso confunde-me e faz-me questionar tanto como é que o homem que amo não acorda, não entende que o tempo que foge no passar das horas nunca mais será nosso ...

No fundo , sabes tudo isto . No fundo , conheces o peso do tempo e do silêncio muito mais até do que eu . Porque a tua vida acaba por ser uma peça bem encenada , onde todos os tempos têm de estar correctos por conta de um dever a que te obrigaste ou a que a vida te obrigou . Mas não é verdade. Tu só és verdade comigo , isso eu nunca questionarei .

Não te quero roubar de quem já não te tem . Apenas te quero , porque és meu, porque na verdade , já não estás aí . Será cruel ou indigno dizê-lo tão explicitamente ? O que é que esta situação diz de mim ? Diz que sou uma pessoa horrível que quer roubar-te da tua família , falando claramente ?

Por muito que me julguem , em minha defesa apenas posso dizer que sou a pessoa mais normal do mundo , que não sei ser amante no sentido feio e que para viver isto , tenho de saber que sou tua namorada , que sou aquela que tu inocente e ternamente levas pela mão onde quer que estejamos juntos , que sou aquela por quem os teus olhos doces se iluminam , que sou a mulher que guarda os teus sonhos mais puros e o maior Amor por ti .

Tudo foi inocente , essa é a palavra certa . Tudo continuará a ser assim . Apenas te quero fazer fazer feliz . Apenas quero que com o teu lindo Amor , me faças feliz ...

Não sei se espero um milagre . Não sei se os haverá para contar nesta história . Mas existe algo que sei de certeza , talvez uma crença pessoal , talvez tonta até ... Onde houver um grande Amor , haverá sempre milagres ...

Até já, meu Amor ...


Ps...




Recebi , inesperadamente , um prémio . Para mim, um gesto de carinho , na verdade . Que aceito como tal . Quem por aqui passa , deixa-me palavras tão doces , de um entendimento e respeito tão profundo , apenas posso agradecer . Para além de ser pelo homem que amo , foi por quem me lê que nunca deixei de escrever aqui . Os comentários que ficam , ficam também no meu coração . Entre essa pessoas especiais que lê , que entende , está esta , que me deixou esta oferta :
Esmeralda de : http://filhadoventoedabrisa.blogspot.com/ .

Informações sobre o Prémio Dardos:

" Com o Prémio Dardos se reconhecem os valores que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras. Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.

Quem recebe o “Prêmio Dardos” e o aceita deve seguir algumas regras:

1. - Exibir a distinta imagem;

2. - Linkar o blog pelo qual recebeu o prémio;

3. - Escolher quinze (15) outros blogs a que entregar o Prémio Dardos.

As pessoas que escolho entre tantas de quem gosto :

Taradisses : http://taradisses.blogspot.com/

Teu sonho Meu : http://teusonhomeu.blogspot.com/

Um lugar ao fundo : http://umlugaraofundo.blogspot.com/

Manhã de Inverno : http://manhasdeinverno.blogspot.com/

Mundos paralelos : http://ytmo.blogspot.com/

Humores: http://aladiah.blogspot.com/

Lado B da Lua : http://oladobdalua.blogspot.com/

A outra face : http://eco-de-mim.blogspot.com/

Abraço-te : http://abraco-te.blogspot.com/

Sonhos vencidos : http://sonhosvencidos.blogspot.com/

Brisa de palavras : http://no-silencio-das-palavras.blogspot.com/

A poeira dos dias : http://apoeiradosdias.blogspot.com/

Insónias e afins : http://insoniaseafins.blogspot.com/

Som do Silêncio : http://historiamentiraverdade.blogspot.com/

Sad love : http://sadlove2008.blogspot.com/

Aos nomeados , deixo a liberdade de nomearem ou não outros blogs . Esta mençáo é feita com carinho . E ficam alguns de fora que gostaria de incluir . Beijos a todos .

Paula

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Amante ...





"A palavra amantes está tão ligada ao adultério que muitos se esquecem que amantes são os que se amam ...
E haverá amor na traição ou adultério? Há amor, às vezes amor em demasia, outras amores mais fortes que outros e na maioria dos casos um amor que quer ser vivido e outro que se está a extinguir. E desses amores que lutam entre si para sobreviver tudo vale porque é como se de uma guerra se tratasse, não há vencedores antecipados e se o descontrolo for grande nenhum deles sobrevive no fim.

Moralismos aparte , a traição é um acreditar que é possível, um sonho, uma vontade e um desejo de felicidade por entre muitas lágrimas e dificuldades."

( Retirado do blog http://amantes.blogs.sapo.pt/ )




Tenho o cheiro do teu perfume nas minhas mãos . Nas mãos que acariciaste , que seguraste com calma , com verdadeira ternura . Tenho o teu perfume em mim , sinto-o rodear-me , atormentar-me, lembrando-me a tua já ausência . Fecho os olhos e sinto o teu cheiro impregnado na minha pele e queria-te tanto aqui . Queria-te aqui com uma intensidade sobrehumana , urgente , impossivel de silenciar . Queria-te aqui porque te amo e esse Amor chama-te , implora-te ...

Poderei escrever mais uma carta de Amor ? Saberei eu ainda colocar nas minhas palavras a emoção de te amar ? Lembro-me que há dois anos atrás , escreviamos um ao outro todos os dias . Todos os dias ... muitas vezes me perguntei como era possivel encontrarmos tantas palavras , frases, páginas e páginas de emoções , de tão fundo em nós . Era tão necessário, até urgente , revelarmo-nos . Dessa revelação tão honesta, dessa entrega profunda surgiu o Amor . Mas muito mais do que Amor , nasceu um mundo novo e sonho infinito.


Há dois anos atrás a escrita era o nosso refugio e de vez em quando conseguiamos momentos juntos . Eramos cumplices . Seremos hoje ainda mais cumplices ? Mais apaixonados ? Mais ansiosos por uma realidade que cumpra o que o nosso Amor prometeu ? Será que o tempo que temos e o que não temos nos fez bem ou mal ? É tão fácil responder, tão limpido ...O que nos uniu desde o inicio tem tido um inesquecivel percurso ascendente , envolvido numa ternura constante . Nunca o tempo ou a distância por mais que nos pareçam devastadores poderiam sequer alcançar a luz que o nosso Amor trouxe para sempre.


Temos tido muitos momentos tremendamente felizes. Por vezes, quero fugir para longe de tudo e de todos, levar-te comigo para longe . Depois penso que já o fizemos juntos . Que já fugimos, apesar de termos voltado sempre . Apesar de não querermos voltar . Fugimos quando passamos a nossa primeira noite juntos. Uma noite mil vezes sonhada , em que finalmente adormecemos abraçados . Uma noite em que o sono não veio porque mal podia acreditar que estavas ali , que eram os teus braços à minha volta. E eu só queria olhar-te e tocar-te uma e outra vez mais . Depois dessa noite vieram outras . Veio a Madeira , o Porto , o Algarve... Veio uma história feita de um sentimento inabalável , feita de momentos que hoje sei , foram o inicio da minha vida tal como a vida merece ser vivida ...com emoção , com sonho , com Amor ... contigo. Sei que para ti foi como se portas escuras do passado se tivessem fechado e juntos encontramos novos caminhos .


Temos tido também muitas lágrimas no meio deste percurso. Nada é fácil quando se ama assim e esse Amor não pode ser vivido em plenitude e serenidade . Do Amor nunca deveria resultar sofrimento para outros , que não têm culpa . Mas nós também não tivemos verdadeiramente culpa de amar . Foi tão inevitável e tão belo como uma onda que se estende devagar na areia , como uma brisa suave no rosto e que já te anunciava há muito tempo ... tão inevitável como o meu coração já te amar muito antes de te conhecer . Mas não deixo de te querer mais , muito mais do que te tenho agora .


É contigo que me sinto casado - dizes-me devagar, suavemente . Como resposta à minha tristeza por não estares aqui . Sei que também estás triste. Por isso , a tua frase silencia-me . Eu sei que é verdade . Neste mundo , só eu posso quanto é verdade , meu Amor ...


Agora já não escrevemos todos os dias . Conversamos muito. Temos um entendimento tão bom , tão doce. Cuidamos do nosso Amor.


Sou tua amante , sim. Serei sempre ... Porque sou a mulher que te ama ...



sábado, 13 de setembro de 2008

Unidos...


Por vezes, acontecem pequenos milagres . Por vezes , o tempo que brinca connosco , que nos foge, também vem até nós e entrega-se, rendido ao nosso Amor . Foi assim que me entregaste todo o tempo do mundo em algumas horas , numa noite , numa manhã em que não abri os olhos para o vazio ao meu lado . Olhei-te , toquei-te, meu Amor , e vi o meu mundo perfeito .

Quando sai de casa para te encontrar no inicio da semana , sabia , como sei sempre , que seria feliz. Sabia que me esperavas , que fizeste tudo para que eu estivesse ao teu lado . Merecíamos tanto, merecíamos tempo , merecíamos a presença tão desejada um do outro .

É tão fácil dizer que te amo , mas tão difícil dizer o que sinto perante ti , perante a verdade de estares, de me tocares, de existires. Tão simples dizer que te amo e no entanto , um milagre tão imenso que nos foi doado . Será uma prova tudo o que temos de passar ? Será que nos foi dada uma história tão plena , mas tão cheia de ausência e de dor , só porque nós temos capacidade para a suportar ? Será , meu Amor , que entendes o que eu falho tantas vezes em entender ?

Percorremos todos aqueles quilómetros entre conversas serenas , riso , carinho ... Acima de tudo , em paz . Porque estávamos juntos . Porque o caminho ainda agora começava e havia ainda tanto por viver , por tocar , por beijar , por amar , por ser feliz . Eu sabia que tu estavas feliz só de te olhar .

Pediste que guardasse para sempre a paisagem a que os nossos olhos tinham o privilégio de assistir. Pedido inútil, meu Amor . O meu coração guardará a cor daquele dia feito de luz e emoção . O dia que me ofereceste , a noite em que ficaste comigo nos teus braços , a manhã perfeita , a envolvência dessas horas numa ternura infinita . Até a viagem de volta ficará em mim como uma memória de carinho e de serenidade. Depois claro , a despedida . Essa odeio . Apaga-se uma luz e o mundo volta a ser cinzento , volto a existir por existir , volto à vida que sem ti já deixou de ser vida . É apenas o passar dos dias até te ver de novo , até te ter de novo .

Guardarei a imagem daquele rio, a calma daquele almoço rodeado de azul e de ternura . Porque a emoção de estarmos juntos é sempre reafirmada em palavras e gestos . E mesmo quando é o silêncio dessa emoção a falar no meio das outras conversas , é uma sensação omnipresente . Nunca esquecemos a importância de nos pertencermos .

Meu Amor , aquele rio , aquela cidade, terá para sempre a tua voz, o teu cheiro , a tua presença doce , a tua mão quente na minha . Terá os nossos risos, terá a tua alegria em mostrar-me os lugares bonitos que conheces, terá os teus braços à minha volta fazendo-me sentir amada e protegida . Terá a felicidade de podermos ser nós e de termos a certeza que esse sonho é o mais certo de todos .
Cada instante repete-se agora na minha memória . Cumpriu-se a plenitude de sermos Nós ... sempre foi assim. O tempo não mudou nada . Só confirmou tudo.
A vida pode ser estranha . Pode ser estranho tu não estares aqui . Muitas vezes te pergunto porque não estás . Nunca fugiste da resposta . Com uma coragem enorme , abriste uma porta para eu entrar na tua vida e explicaste aspectos muito dolorosos para ti e para mim. Explicaste-me porque estás aí , porque já estiveste tão perto de estar aqui definitivamente e tiveste de guardar o nosso sonho . Mostraste com uma verdade que odiei saber , que talvez não exista sequer outro caminho para nós senão este que temos. Porque a alternativa seria trágica e do homem que amo talvez restasse apenas culpa e angustia . O que te prende desse lado é a tua integridade, é uma generosidade que eu entendo , mas que no teu lugar talvez não fosse capaz de ter .

Muitas vezes te acusei do que talvez seja óbvio : que para alguém não sofrer , sofremos tu e eu , sofre o nosso sonho e até que ponto isso é justo . Não sei o que é justo ou não . Admito que não se apaga uma vida inteira para começar outra do zero . Nada é assim tão simples.

Não sei se se faz tudo por Amor . Talvez não .

Tenho de esperar pequenos milagres , acho eu . Porque o milagre maior , aconteceu . Nunca esqueço esse facto tão evidente : o Amor aconteceu . Não um Amor qualquer . Aconteceu um encontro definitivo , irreal , raro .

Tu és o meu milagre , a minha felicidade, o meu caminho . Sei que sou o mesmo para ti . E essa comunhão é esplendorosa .

Obrigada por todos os momentos , meu Amor .

Amo-te quer tudo me dês , quer me ofereças a vida inteira em momentos ...

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Meu definitivo Amor ...



Sempre falei com o coração . Todas as palavras que saíram de mim , aqui, foram pura emoção . Porque o nosso Amor assim o exigiu durante todo este tempo . Porque te amo com um Amor incomensurável e sem explicação humana . Porque também me amas assim . E esse milagre é demasiado precioso para se perder em medos , em dúvidas , em preconceitos inúteis .

Arrisquei tudo porque é isso que fazemos por Amor ... arriscamos , damos a alma e a coragem que temos , a fé e a esperança . Comprometemos sonhos , escolhas , certezas. Reordenamos a nossa vida e olhamos para ela segundo a dimensão do Amor . Acreditamos que aquela pessoa é a nossa alma gémea e por incrível que isso soe , por vezes é mesmo . Talvez raras vezes , mas acontece .
Acontece que existem pessoas que após entrarem na nossa vida nunca mais sairão . Porque é inconcebível que saiam . O que sinto por ti é tão definitivo , meu Amor . O que sinto por ti tem o carácter irreal e misterioso de um Amor indestrutível ... de um grande Amor , no fundo . Do único pelo qual valeu e vale a pena lutar .
Sim, dói . Dói-me que não estejas aqui , que não me abraces quando me sinto à beira de desmoronar , quando acho que o mais sensato era partir . Era mais sensato sim . Mas não me faria mais feliz . Dói porque amamos muito e só essa dimensão de Amor pode causar uma dor tão funda.
Tenho mantido o silêncio e desculpo-me perante quem me lê e acarinha , mesmo em silêncio . Admito que muitas vezes medi as minhas palavras apesar da compreensão que sempre recebi . Julgo que ninguém pode duvidar de um Amor tão intensamente revelado , de uma sinceridade absoluta . Por isso digo que sempre falei com o coração . Nunca quis ser mal interpretada ou nunca quis que julgassem o homem que amo de uma maneira simplista .
Tenho mantido também o silêncio porque por vezes é mais fácil . Quantos momentos tenho em que preciso de fugir ... de não falar ... porque a tristeza de tantas incertezas vive comigo . Quando o silêncio perdura em mim, é porque a tristeza também se instalou quieta , mas presente .
Eu aconteci para ti de maneira inesperada . Na tua vida não existia lugar para encontrar um sonho tão intenso . Tu não me procuraste , eu não te procurei . Foi a vida que teve a capacidade de nos surpreender , de nos presentear com um sentimento maior do que a nossa vontade . Tu vives uma história que não podes viver . Eu vivo uma história que não sei viver , onde me perco demasiadas vezes em questões que me torturam e te fazem sofrer . Mas o teu carácter calmo, doce, digno nunca me falhou . As tuas palavras sempre foram de paz , de esperança, de futuro, de verdade. Sempre me acolheste com carinho , com uma ternura tão vasta que nunca encontrarei palavras para definir .
Eu vim para ti quando as tuas escolhas já não dependiam de ti . Demasiadas vezes sinto-te numa prisão plena de solidão e silêncio . Tu não encontras a chave e eu não encontro maneira de te libertar . Mas nunca te julguei por isso , porque o meu coração sabe com a mais límpida das certezas que se pudesses , vinhas para mim neste mesmo segundo e nunca mais partirias .
Por vezes , olho para mim num silêncio inquieto e pergunto-me se terei aspecto de ser amante de alguém . Amante naquele sentido feio que as pessoas atribuem a essa palavra . E sei que não tenho . Sei que respeito a tua vida e o lindo homem que és . Sei que te entreguei todo o Amor puro que tenho , que te entreguei da maneira mais sincera o meu carinho e a minha vida , como se fosse tua mulher . E o compromisso que temos tem essa mesma seriedade . É definitivo e incontestável .
Não sei se o sonho se cumprirá para nós . O caminho que sonhamos é talvez demasiado ambicioso . Fala de uma vida onde acordamos um para o outro , onde as noites são nossas e o teu rosto é o primeiro que vejo pela manhã . Fala de um lugar e de um tempo nosso . De paz . Fala de uma criança com olhos de sonho e rosto de anjo com o nosso sangue junto nas suas veias. Fala do prazer simples mas precioso de te dizer "bom dia " olhando o teu sorriso . Fala talvez do impossível ...
Por vezes o desalento é a regra do dia , da noite, de tudo . Por vezes, a força falha e a fé perde-se . Mas sei que tu és a pessoa certo no meio de tudo o que é incerto .
Por vezes a vida é mesmo assim ... não como desejamos mas como pode ser . E por vezes temos mesmo que acreditar e preservar o que é possível , o "que pode ser " . Porque quando me pertences , quando apertas a minha mão na tua , sei que nada pode ser mais precioso e certo . Sou tão feliz contigo , meu Amor . Muitas vezes te acusei de vivermos de momentos . E tu ripostaste com esta verdade tão simples e serena : os momentos que vivemos valem mais do que toda a vida que vivi antes de ti .
Sempre disseste que te sentes abençoado por nos termos encontrado . Mas eu sempre quis mais . O que muitas vezes não entendi é que tu o querias tanto como eu e que a tua dor não era menor que a minha .
Temos um sonho verdadeiramente bonito . Não sei se é para nós , mas é feito de uma pureza e honestidade infinitas ...
Eu amo-te . Deixei o meu coração decidir ... Meu Amor...

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Como eu te amo...


Por vezes dou por mim a olhar-te , enquanto falas ou sorris , enquanto conduzes e pegas na minha mão , e penso : "Como eu amo este homem ... " . Não te digo nada, mas sei nesse instante , como sempre soube , que estou perante o meu grande e definitivo Amor .
Essa sensação já me assustou mas hoje é tão límpida que sei que nunca poderei lutar contra um facto tão evidente .

Meu Amor , tu és o momento da minha vida que nunca julguei real . Porque nunca julguei que o Amor pudesse ser um acto de entrega tão profundo, tão cúmplice e perfeito.

Tu chegaste talvez no momento da minha vida em que eu te saberia amar . Muitas vezes desejaria ter-te conhecido mais cedo . Mas mais cedo talvez não existisse em mim a capacidade de ver , de sentir , de passar limites por alguém e por mim.

Entendo hoje que reordenaste a minha vida , os meus sonhos , o meu tempo . Deste-me muito de ti , mais do que talvez tenhas dado a qualquer outra pessoa nesta vida . Chegares até mim foi para ti a concretização de uma longa espera e hoje apenas há lugar para a certeza de que nos pertencemos . Entendo que o meu tempo e a minha vida deixaram de ser meus , para serem nossos , para se misturarem com a tua própria vida e o teu tempo . E é para esses momentos nossos que vivo , é por eles que espero enquanto os dias passam e o compromisso diário de viver aqui , sem ti , se repete .

Hoje eu já não vivo aqui . Sobrevivo um dia após o outro , sabendo com uma clareza assustadora que a minha vida , só a sinto quando estás . Quando a luz da tua presença é tudo , quando me acaricias, quando a tua mão pega na minha e sorris , quando a maciez dos teus lábios toca os meus , quando me abraças e o teu corpo é meu numa comunhão de Amor e desejo. Ou até quando me falas no fim do dia durante uma ou duas horas e te sinto como se estivesses aqui ao meu lado , no meu quarto e eu pudesse deitar a minha cabeça no teu peito e adormecer assim, nos teus braços .

A nossa existência juntos tem sido feita de emoções pouco comuns . Tem sido um encontro perfeito dentro de uma realidade imperfeita . Mas o Amor que sentimos tem tido a capacidade de passar por todas as lágrimas , pela ausência e pelo silêncio de não estares , de eu não estar ao teu lado . É essa a capacidade gloriosa do nosso Amor e relembro que nos momentos difíceis , a tua dignidade e doçura nunca me deixaram só, as tuas palavras e gestos sempre me mostraram como um homem ama uma mulher e como todas as mulheres deveriam ser amadas . Porque a maneira como me amas é feita de tantas pequenas e grandes coisas , muitas inexplicáveis.

O que me vem de ti não é a tristeza de estarmos separados, não é o caminho difícil que o nosso Amor percorre . O que me vem de ti é um Amor imperdivel , uma adoração que me coloca muito acima , onde eu acho por vezes, que a minha imperfeição não merece estar . O que me vem de ti é o desaparecer de todas as angustias quando és vida em mim , meu Amor .

Não sei quantas mais vezes irei pôr a minha esperança em causa para em seguida encontrar a esperança nos teus olhos . Não sei , meu Amor ... Sei que muitas vezes , tu tens sido a minha força . Que nunca largaste verdadeiramente a minha mão e que em todos os momentos que o teu coração implorou para que eu ficasse , já antes o meu , tinha decidido ficar . Tenho medo dos sonhos que se podem desfazer mas simultaneamente tenho perfeita consciência de que este sentimento que partilhamos não será atingido por nada .

Não sei como se cumprirá o futuro, mas sei que nunca mais deixarás de existir na minha vida .

Quero estar nos teus braços , quero ser aquela a quem tu chamas "minha mulher" , porque sei que o sou , porque compreendo que é assim que me vês e o compromisso que temos tem essa seriedade e esse destino .

Tu e eu , meu Amor , criamos uma realidade nova , um mundo mágico e sereno , nosso . E é aí que a nossa vida se revela , que todos os sonhos são possíveis , que cresce para nós um Amor tão certo e belo.
Talvez um dia , neste mundo de compromissos diários , de responsabilidades , de impossibilidades , possamos num gesto de coragem e fé trazer à luz a verdade . Ou não . Talvez o nosso Amor permaneça um segredo e pela sua força e essência , consiga viver entre todas as tempestades ou desertos .

Dizem que estas histórias têm um fim inevitável , anunciado . Mas é mentira. Nunca poderei explicar porque tenho tanta certeza que é mentira, mas sei que é . Porque o nosso final anunciado é outro . Como poderão duas pessoas que se amam de uma maneira quase sobrenatural não permanecer juntas ? Isso seria como roubar a existência a ambos .

Na verdade, tu plantaste vida onde antes o deserto se instalava , meu Amor ... Como poderia eu não te amar , se amar-te foi o acto mais natural e certo da minha vida ...

Até já , meu Amor ...

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Sozinha


Até onde se pode ir em nome do Amor ? Em nome de um Amor imenso, verdadeiro, único milagre que as nossas mãos podem alcançar nesta vida ? Até onde se pode ir ?

Faço esta pergunta vezes sem conta e queres saber ... Nunca consigo encontrar uma resposta concreta , talvez porque não exista . Podemos encontrar lados da resposta , o teu e o meu lado , meu Amor . Porque embora estejamos juntos , não estamos do mesmo lado nesta história .

Por vezes , vejo-me parada a olhar para nós . O que temos afinal ?

Amamo-nos muito . Um Amor raro . Um Amor que nunca precisou de palavras para ser dito ou do nosso conhecimento para ser pressentido . Um Amor que parece vindo de muito longe, da experiência de mil caminhos antes percorridos em vidas antes desta nossa vida . Um Amor que chegou e se instalou como se fosse esse o seu lugar sem contestação . Isso é o que temos .

Mas o plano falha , a compreensão falha, quando vivo contigo os momentos mais felizes da minha vida e simultaneamente os mais tristes na despedida e na tua ausência .

Porque a tua ausência não é só a tua ausência . Porque estarmos juntos não é apenas o momento feliz que passa à espera do próximo que venha .
A tua ausência é feita de um desespero miúdo , latente , que se vai instalando , que vai questionando , que vai entendendo que o temos nas nossas mãos , é nada .

Estarmos juntos não é ficarmos juntos . Quando tu me dizes : Vou fazer tudo para estarmos juntos , não me estás a dizer : vou fazer tudo para ficarmos juntos . E esse diferença é abismal ... Nos meus momentos de frieza, sei que nunca o dirás .

Sei que não estás bem. Sei que pensas que duvido do teu Amor por mim. Mas estás enganado . Apenas acho que em nome do Amor nada mais farás do que já fizeste . E eu sou diferente . Eu faria muito mais . Acredito com uma fé inabalável no poder e na verdade que nos confere o Amor
Não depende de mim acordar ao teu lado todos os dias . Não depende de mim avançar no caminho deste Amor . Não depende , meu Amor ...

Sinto que estou parada . De um lado estás tu . Sei que também sentes dor , sei que o teu dilema é maior que o meu , sei que te feres todos os dias vivendo onde não estamos . Do outro lado , está a escolha impossível de fazer , a escolha que me afastaria de ti , a escolha sensata e racional . Impossível porém . E não existe um único lado desta equação onde o resultado visível seja tu e eu juntos , numa vida que se fez por Amor , passando por cima de tudo o que hoje nos separa . Não vejo essa opção . Esse anseio legitimo .

Poucas vezes falo de esperança . E a tristeza de muitos dias torna a palavra sonho interdita .

O que farás tu por nós , meu Amor ?

O que farás tu por Amor ?

Temos sido felizes de uma maneira inacreditável juntos . Perfeitos juntos . Não sou só eu a senti-lo , ambos o sabemos . Assim como sabemos que um sentimento tão profundo, sério e puro não deveria ter como consequência tanta dor se dele se fizer luz . Porque é que temos que magoar tanta gente ? Porque é que hoje nos magoamos a nós próprios para não magoar outros ?

Ontem dei por mim a ver um filme qualquer , sem conseguir adormecer , em que existia o marido , a esposa e a outra , a amante . E sabes quem é que odiei logo ? A amante, que estava naquele lugar comum de destruir a família de alguém . Dei comigo a torcer pela esposa e depois ri-me de mim própria . E depois adormeci sozinha, a chorar ...

Até já , meu Amor ...

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Um dia feliz...


Preciso de silêncio , de quietude . Preciso ainda de fechar os olhos um pouco para não te deixar ir já . Preciso de fechar as minhas mãos devagar para sentir ainda as tuas mãos a envolverem as minhas .

Preciso de silêncio para te guardar um pouco mais . Para enganar os sentidos dizendo que ainda estás aqui , que o ar que me envolve ainda é o nosso.

O silêncio também serve para te guardar e hoje , meu Amor , só quero guardar o nosso dia e deixar que a magia de te ter permaneça ainda .

Ao meu lado , olho as flores que me entregaste com um sorriso . Sorrio também . O carinho e a maneira de me fazeres sentir amada nunca te abandonou , nem nas mais difíceis situações .

Percorro as já lembranças de hoje, memórias de um dia feliz , luminoso , sereno , cheio de uma paz única e de um Amor inigualável . Como tantos outros dias que já tivemos, afinal . Dias felizes em que estiveste presente e a vida foi Vida .

Parece sempre a primeira vez . A emoção de te ver chegar , de ir até ti , de te beijar , de te amar ... Nunca se gasta esse encanto e nunca se gastaria mesmo que acordassemos juntos todos os dias . Eu sei e tu sabes também .
Seria fácil dizer ou pensar que esse encanto subsiste em cada momento porque é uma relação que não vive no desgaste diário de uma vida em comum . Mas nós sabemos que se nos fosse concedido o privilégio de uma vida em comum , nunca se perderia o que temos hoje porque o nosso Amor não o permitiria . Um Amor feito de mistério , de doçura , de profundidade , de necessidade absoluta de não nos perdermos , de amizade , carinho , de desejo e cumplicidade só pode contar uma história muito bela .

Hoje , quando te vi chegar , estava tão ansiosa . Apenas por te tocar . Tão simples . Tão importante e desejado . Apenas te queria tocar , acariciar , olhar . Quando saíste do carro e fui ao teu encontro , fui ao encontro do Amor . Do meu lugar . Porque chegar perto de ti é como chegar a casa , ao lugar certo , onde somos amados e nos sentimos perfeitos , onde existe uma paz impossível de encontrar seja onde for . Podia procurar no mundo inteiro e saberia que só nos teus braços , só ao teu lado estou no sitio certo . Essa sensação era-me desconhecida antes de te amar . Foi uma surpresa dar-me conta dela contigo , porque eu nem sabia que podia existir .

Continuas a procurar sítios especiais para nós . Sei que o fazes por Amor , pela doçura que encerras em ti . Continuamos a guardar nas memórias sítios mágicos, cheios de história e de azul à volta .
Enquanto o encanto de estarmos ali e de estarmos um com o outro nos envolvia , sei que tivemos o mesmo pensamento , como tantas outras vezes . Era ali que gostaríamos de viver , naquela cidade , se um dia a vida der esse passo a nosso favor . Eu apenas o pensei , mas tu disseste ... Não disseste " se " , disseste "quando " ... E eu sorri e brinquei . Porque é tão sério , meu Amor , que eu só posso brincar ou chorar com essa situação ...

Tudo foi perfeito, meu Amor ... Tu , acima de tudo , tu comigo . Podia ser em qualquer lugar porque a beleza maior seria sempre estarmos juntos . Mas a perfeição é feita de tudo quando estamos juntos . De me abraçares , de sorrires , de segurares a minha mão , de me amares tão serenamente e com tanta paixão , de te tocar , de tantos gestos que só duas pessoas que se amam assim podem entender em pleno .

Um almoço de cumplicidade , de sorrisos , de uma conversa serena ... contigo é sempre assim . A palavra felicidade a assumir o seu sentido perante os nossos olhos . Como se fosse um sonho bom , muito bom ...

E o meu nome na tua voz , no teu sorriso ... Paula , Paulinha ... Poucas vezes tu e eu nos tratamos pelo nome, já reparaste ? Porque ainda antes de te ver pela primeira vez já me chamavas "Meu Amor " e eu a ti . Tantas certezas tão cedo ... Tantas certezas que se confirmaram, que cresceram todos os dias deste nosso tempo juntos . Mas sabe-me bem o meu nome na tua voz , porque te pertence também , como eu inteira .

Foi um dia feliz , precioso , sem preço . Acabamos adormecidos nos braços um do outro , num silêncio que o Amor concede , que a felicidade permite . Antes de fechar os olhos , já tu adormecias no nosso abraço , pensei na nossa imagem naquele momento . Quase podia observa-nos à distância e ver dois amantes que se amam no puro sentido da palavra , numa entrega perfeita , num abraço que nunca se vai desfazer . Porque é impossivel . Se existe algum impossivel para nós , é esse mesmo ... perdermo-nos . Digo-o hoje , direi sempre , aconteça o que acontecer . Porque existem pessoas ou almas , o que for , que nem a vida nem a morte podem separar . É aí que estamos , ambos o sabemos .

Agora que a noite chega devagar , começo então a despir-me de ti , das tuas mãos a percorrerem o meu corpo , do teu sabor , da tua pele , da tua doçura infinita , do teu toque , da maneira linda , linda como me amas ...
Espero pelo momento em que não tenha de me despedir . Quando isso acontecer , serei feliz todos os dias ... Repara , eu disse " quando " ... Estamos de acordo ...

Até já , meu Amor ...

terça-feira, 3 de junho de 2008

Puro Amor


Existem amores sagrados , únicos , inacreditavelmente certos no meio de tudo o que parece errado .
Podem nascer e viver num contexto difícil , onde quase não há lugar para eles . No entanto, contra todas as expectativas , apostas e previsões, atrevem-se a brilhar intensamente no meio do escuro .

Porque o mais importante , não é o visível , o aparente, mas sim, o que está no fundo , na essência . As raízes que o Amor pode criar em nós . Raízes inabaláveis ainda que o tempo passe e lhes seja um tanto cruel .

Existem amores que nascem porque têm de nascer . Porque o contrário seria uma impossibilidade .

Existe o meu Amor por ti , o teu por mim . Uma surpresa , um susto , um sonho que não se silencia .

Na noite em que te vi pela primeira vez , soube que a minha vida tinha mudado para sempre . Já antes o tinha pressentido no amor que entre palavras escritas tão cedo revelamos . Mas foi quando te vi parado naquela rua à minha espera que soube que o meu mundo tinha mudado de maneira irreversível , porque tu estavas a entrar verdadeiramente nele . E quando sai do meu carro para ir ao teu encontro , mal sabia como dar um passo . Fiquei parada a olhar-te ainda à distância . Então tu vieste até mim, lembro-me dos teus olhos também assustados , mas ternos , a transbordar de doçura . Pegaste na minha mão e puxaste-me devagar para ti . Devagar como se fosse um sonho . Como se a brisa leve que nos rodeava fosse um véu de esperança ou uma redoma protegendo um momento sagrado , irrepetivel . O encontro de duas pessoas que se procuraram tanto , o culminar de desejos secretamente vividos durante anos sem saber se realmente existíamos um para o outro .

Não me lembro se te sorri ou não ... Talvez não . Tudo em mim eras tu , parecia que o mundo tinha desaparecido . Apenas me lembro que caminhaste para mim e pegaste na minha mão , em silêncio . Um silêncio cheio de palavras , de frases inteiras a dizer o quanto nos queríamos . Pegaste na minha mão e lembro-me do teu toque suave , da maciez da tua pele , da delicadeza com que me puxaste para ti . Ali estava o homem que amei de cada vez que abri um mail , que li , que chorei , que fechei os olhos só para ouvir o silêncio do meu coração a dizer que eras tu , que só podias ser tu .

Os teus olhos encontraram os meus nessa noite pela primeira vez . Mas tudo já tinha sido revelado antes ... o bom e o mau , o certo e o incerto , o medo e o sonho . Eu já sabia quem tu eras , o que existia na tua vida , o que sentiste por mim, antes de saberes de mim pouco mais do que palavras . Não te apaixonaste pelos meus olhos , pelo meu sorriso , pelo meu toque . Apaixonaste-te pela minha alma , intensamente revelada cada vez que te escrevi , de cada vez que respondi ao homem a quem o meu coração louco e irracional , se entregou prontamente , deixando-me poucas opções de fuga .
Tal como eu , sentiste que as peças de um imenso e complicado puzzle encaixavam . Para tua surpresa . Porque para ti, com o tempo, esse puzzle tinha-se elevado a um patamar de dificuldade tremenda e estaria guardada a sua solução a uma mulher que julgavas nem sequer existir . Quando percebeste que podia ser eu - e confesso-te hoje que fiz tudo para que percebesses - entregaste-te sem qualquer reserva ou defesa .

Foi com essa pureza que me beijaste pela primeira vez , nessa noite . Um beijo quase a medo , pleno de ternura , na testa . Percebi que tremias tanto quanto eu . E quando senti os teus lábios nos meus , acordei noutra vida .

Ambos conversamos tanto sobre essa noite para chegar sempre à conclusão que não sabemos explicar o que aconteceu ali , o mistério que foi o primeiro toque , o primeiro beijo , o chegar ao lugar que nos pertence , à pessoa que nos pertence .

Lembro-me que me ofereceste flores nessa noite . Como tantas outras vezes depois . Lembro-me o quanto me fizeste sentir amada e querida . Como sempre , depois dessa noite . Nem por uma vez , um momento nosso deixou de ter esse encanto e esse carácter precioso da primeira noite .

Primeira noite em que nos sentimos , em que nos reconhecemos , em que o nosso amor respirou sem distância . O que se entende por primeira noite é menos do que isso . O que se entende por amor talvez também seja menos do que aconteceu ali , naquela noite de fim de verão em que vieste ao meu encontro sem aviso , porque não aguentaste nem mais um segundo .

Só tempos depois o meu corpo te pertenceu , só mais tarde nos entregamos um ao outro com desejo , com emoção , com a certeza de um grande e seguro Amor .

Sim, somos amantes . E o sentido sujo que se dá a essa palavra , está tão longe da verdade que nos une . E o sentido indigno de ser a outra , também se perde . É inútil essa palavra para mim. Porque sou única para ti , no Amor que me tens , no lugar a que me elevaste .

O que tu me deste não tem preço . Tu deste-me o dom da vida , de me sentir viva. Levaste-me a lugares dentro de mim que eu desconhecia . Obrigaste-me a sonhar e a desejar uma vida que não imaginava , mas que hoje quero ao teu lado . Ao teu lado , meu Amor ... Em paz , mas numa alegria e cumplicidade feita de Amor.

Hoje, muitos dias são penosos . Sinto o passar do tempo . Ou melhor , sinto o arrastar do tempo que não é nosso. Sinto medo de sonhar com o futuro . Sinto o teu desespero tantas vezes e apetece-me correr para ti e dizer-te que não , não é necessário dares-me mais do que dás, que a verdade com que me amas é suficiente . Mas não é . Eu quero mais . Tu também queres mais . Por isso , muitas vezes as noites se perdem do sono , muitas vezes as palavras são interrogações cortantes , difíceis .

Mas sinto a força do nosso Amor . E a serenidade de te olhar e amar tão profundamente . É um privilégio amar assim e ser amada em igual medida .

Na primeira noite , vieste sem avisar . Foi mais forte a vontade do que a sensatez , do que o medo . Quem sabe um dia , o Amor seja mais forte que a Vida ... Muitas vezes , parece tão possível e tão breve a chegada desse momento ...

Até já , meu Amor...

quarta-feira, 21 de maio de 2008

A vida inteira não chega para te amar assim...


Mãos unidas ... guardo de nós essa imagem simples porém intensa . Guardo de nós , o momento em que a tua mão procura e segura a minha , mas também a inexistência de um momento em que esse laço invisível se tenha desfeito , no meio de toda a distância e da realidade que é a nossa vida .
As nossas mãos têm permanecido unidas pelos mais difíceis dias e noites , pelas mais tortuosas dúvidas , através de todas as decisões .

Queria segurar agora a tua mão , com calma e doçura . Procurar os teus olhos e encontrar a minha vida neles . Sim, porque vida , eu sinto contigo . O resto são horas perdidas que passam por nós . Mas mesmo por todas essas horas que não são nossas , existe um encontro , uma dimensão , um lugar onde nos buscamos e encontramos .

Queria poder fugir de tudo isto . Não para longe de ti , mas contigo . Fugir das noites que encerram com lágrimas . Fugir do silêncio . Fugir das palavras que por vezes te dilaceram . Fugir enfim da vida que temos, plena de sonhos adiados .

Existem sonhos , meu Amor . Existe um Amor que se agiganta . Existes tu , aí , sozinho e eu , igualmente só . Nunca estaremos sós enquanto nos tivermos um ao outro , poderás dizer ... Então explica-me porque me sinto verdadeiramente sozinha . Porque o silêncio me faz confessar a mim própria que não estás hoje e dificilmente estarás algum dia .

Fecho os olhos e vejo-nos juntos . Estás adormecido ao meu lado e eu busco a tua mão , como faço sempre . Devagar , para não te acordar . Mas também a tua mão procura a minha e a segura com força , como se nunca quisesse deixar ir . Olho então as nossas mãos unidas e sei que ali está a imagem perfeita do nosso sentimento . E sinto-me plena , apaixonada , feliz . Assim foi a ultima vez que estivemos juntos . Assim será sempre .
Mas a despedida faz-se de uma dor que não pretendo explicar . Não existe essa explicação.

Estou aqui porque te amo , essa a razão . E porque ainda acredito num qualquer milagre . Estou aqui também porque conheço o carácter e a verdade do teu Amor por mim.

Mas demasiadas vezes, queria apenas chegar aqui e dizer que o Amor vence , que estás ao meu lado e não aí . Demasiadas vezes a realidade me silencia ...

Guardo todas as caricias que não podem ser ainda tuas , nas minhas mãos fechadas . Espero por ti . E às vezes pareces-me inalcançável . Outras vezes , parece-me que o sonho está a um passo , a um instante , a uma palavra .

Não te poderei perder, meu Amor . Essa não é uma opção . Talvez a vida nos afaste cada dia mais de um sonho possível . Ou pelo contrário , talvez o muro caia e a luz possa entrar . Tempo... sempre o tempo , nosso carrasco . Talvez um dia , o tempo decida por nós ...

O que sei , sem hesitar , é que tu e eu vamos amar-nos para sempre. Porque a sensação de entrega , cumplicidade, de reconhecimento , de amor total e puro nunca se perdeu e cada vez é mais forte .

Sinto que ainda seremos felizes , bem juntos ... Tu também sentes .

Até já , meu Amor ...








sexta-feira, 2 de maio de 2008

Sonho...


Tenho sonhado contigo . Todas as noites . São sonhos que não posso controlar porque me encontram adormecida. No entanto, nos meus sonhos estamos sempre juntos, inseparáveis , sem ter de dizer adeus . Porque é esse o meu desejo .
Sei , sem o ter visto , que sorriste quando te disse isto mesmo, hoje pela manhã . E sei que também é esse o teu desejo .
Julgo que na vida, existem portas que quando fechadas , nunca mais poderão ser abertas . O momento em que se fecham fazem parte de tudo o que é imutável , definitivo. Foi assim o momento em que atrás de mim , deixei uma vida onde não existias e te encontrei . Fechei então a porta que me permitiria voltar a viver sem ti , despedir-me de ti sem dor e continuar uma vida sem problemas maiores mas apagada .
Hoje vivo , meu Amor . E a porta que fechei , o caminho sem ti , nunca mais será meu . Aconteça o que acontecer, comigo estarás sempre tu , ainda que estejas ausente e que a tua vida não seja a nossa . Comigo estarão sempre os mais lindos momentos que já vivi . Aqueles que quando com os olhos molhados , te acusei de serem apenas momentos , me explicaste calma mas definitivamente que esses momentos para ti significavam mais do que toda uma vida . Silenciei-me perante essa evidência porque percebi que para ti era verdade .
Ontem , quando voltei para casa , cansada para além do cansaço , como tão bem sabes , era para ti que queria ir ... devias ser tu a esperar-me , devias ser tu a acolher-me serenamente em ti e a permitires que adormecesse no teu peito . Mas a distância geográfica que durante dias se impôs entre nós , não cessou com a minha chegada . Porque foi para a minha casa que voltei , sem te poder ver porque essa é a vida que temos . Encontramos o Amor e continuamos a guardar os sonhos no futuro .
É difícil falar-te agora sem te falar na saudade que me invade inteira , no desalento que fica em cada fim de dia em que o nosso Amor não se concretizou , na dúvida permanente que é amanhã . É difícil ouvir este silêncio que só me fala de ti enquanto me despeço de mais um dia .
Fecho os olhos e é tão fácil ver-te, sentir-te até . Sorrio com ternura ao ver o teu olhar indescritivelmente doce a tocar no meu , ao sentir as tuas mãos a acariciarem o meu rosto , ao relembrar palavras de infinito Amor e momentos mais poderosos que a distância , as dúvidas e a própria realidade . Momentos de pureza e de vida que nos imploram para que fiquemos lado a lado , para que as despedidas cessem . Momentos que nos fazem questionar há quantas vidas nos conhecemos e porque nos esperavamos com tanta fé . No fundo , momentos que nos conferem a certeza de um Amor que fez renascer todos os sonhos proibidos e toda a esperança interdita .

Um dia , talvez eu escreva aqui que tu ficaste . Que não aceitaste mais uma despedida . Um dia talvez alguém, algures, sinta a verdade do nosso Amor e possa acreditar que esse sentimento vence sempre . Um dia , talvez esta escrita se faça a dois . Um dia , estarás aqui ao meu lado e partilharemos muito mais do que momentos . Construiremos um sonho .

Confesso-te baixinho que nunca deixei de ter esperança no nosso sonho ... Uma esperança de mãos vazias mas coração pleno de Amor e de certeza daquilo que temos .

Até já , meu doce Amor ...

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Vives em mim...



"Sofrimento é o afastamento de um segundo da tua vida na minha vida."
( Desconheço o autor )

Meu amor, refugiu-me aqui para te falar . Porque o amor tantas vezes se refugia nas palavras . E o nosso , especialmente o nosso , tem tido sempre o seu lugar de paz e de verdade nas palavras ditas e escritas .
Por isso , venho até aqui como tantas outras vezes . Enquanto lá fora a noite se fecha numa chuva tempestuosa , procuro o meu refugio, o meu lugar secreto , procuro-te com carinho , com um sorriso quieto e sem voz .
Ouves-me , meu Amor ? Procuras-me também ? Inúteis perguntas , porque a verdade nunca faltou entre nós . E entre nós , sempre soubemos tudo o que sentimos , onde estamos e o quanto amamos neste caminho tortuoso , mas onde os nossos passos têm sido firmes e sempre em direcção um ao outro .

Tenho descrito muita da nossa história aqui . Alguns factos e acima de tudo sentimentos. Mostrei quase a medo , uma relação talvez socialmente condenável e esperei criticas . É fácil julgar , apontar o dedo , generalizar, dizer que tu e eu somos errados . Também seria fácil dizer : " Coitada , está a iludir-se e ele a aproveitar " . Ninguém o disse , talvez o tenham pensado .

Mas quem deixou as suas palavras , acreditou no nosso amor maior que todas as impossibilidades e em silêncio sempre me senti grata a essas pessoas . Hoje não silencio e agradeço-lhes . Também tu reconheceste muitas vezes a sensibilidade de quem comenta por isso , julgo que o agradecimento a elas é teu e meu .

Cada caso é um caso . Frase banal , mas pura verdade . Nada entre nós foi vulgar . A maneira como nos conhecemos e apaixonamos foi talvez uma imposição do destino. Quantos caminhos a nossa solidão percorreu para chegarmos a Nós ? Quantas vezes a nossa fé foi abalada e nos questionamos ?

Talvez seja fácil pensar que uma história entre um homem casado e outra mulher é vulgar e tem sempre fins pouco românticos . Talvez seja fácil apontar o dedo . Eu também já o fiz tantas vezes , porque não admiti-lo ?

Hoje entendo melhor e apesar de continuar a achar que muitas dessas histórias têm motivações muito distantes do amor , sei que existem outras diferentes , feitas de algo mais fundo do que pode explicar a razão .

Nós somos diferentes . Nós encontramos a surpresa de amar acima de tudo e todos . Mas é mais do que isso . O nosso encontro fez-se de uma comunhão de almas .

Lutei contra este sentimento ? Acho que não . Acho que o deixei crescer porque dentro de mim , nada podia ser mais certo que amar-te . Não podia escolher viver numa guerra contra mim própria , meu Amor .

Eu apaixonei-me antes de te olhar , tal como tu . Quem acreditará nisto ? Na pureza de um amor que nasce de palavras , sem qualquer referência física ? Talvez apenas nós , que nos procurávamos . Quando li : " Perdoa-me , meu Amor , acho que te amo ... " o meu coração parou e tudo o que fui e sou nesta vida passou a fazer sentido . E eu já te amava tanto .

Somos diferentes . O carácter do nosso amor é diferente . Existe um fim desejado , anunciado talvez a medo , mas firme . Não sei como se concretizará ou se será concretizado algum dia . Sei que o desejas tanto quanto eu e se te fosse dada opção , estarias hoje mesmo comigo e para sempre .

Sei que o nosso amor é improvável para os descrentes, para os maldosos , para gente vulgar . Mas é um milagre tão raro conhecer outra pessoa como a nós próprios e poder amá-la cada dia mais . É um milagre sentir que alguém nos completa tanto que se o perdermos , a vida perde-se e nunca mais será vida .
Mas tu falas em esperança e eu contraponho com a realidade . Pedes para viver um dia de cada vez e eu sei que tens razão . Mas o que a minha voz te diz é que todos os dias são difíceis longe de ti . Ainda assim, temos sido correctos , meu Amor . Pode parecer estranho perante os outros dizê-lo , mas temos respeitado a tua vida , quem vive ao teu lado . Não posso considerar que traímos algo que já não existia .

Um casamento acabado pode parecer " conversa de homem casado ". Mas no teu caso , sei da verdade nunca omitida . Sei da vida que tiveste , sei do amor que merecias e sentes que não tiveste . E no entanto, sei que amas essa mulher com um amor que só podia vir de ti , feito de amizade , de respeito e até de pena, por mais cruel que possa parecer . Mas sei que esse casamento existe apenas numa aparência socialmente correcta e num acto teu generoso e altruísta, empenhando a tua própria felicidade ( e a minha , infelizmente ) . Sei que comigo deixaste o teu coração, a tua alma e o teu corpo tão amado . Não poderia aceitar o contrário , porque isso sim , far-me-ia sentir indigna e destruidora da vida de alguém.

Sei que vives comigo . Que o teu casamento é o nosso , pela lei do Amor . Não estou enganada ao dizê-lo porque o nosso compromisso é esse mesmo . Voluntário , fiel e seguro .

Mas ainda assim , restam dúvidas . Estarei eu a destruir alguém ao permitir-me amar-te ?

Nunca sonhei com uma situação destas . Vivo-a porque não posso viver longe de ti . Dói-me o meu sofrimento , mas dói-me o teu também .

Não sei ser amante e viver bem com isso . Quantas vezes disseste que sou a tua mulher e me silenciei ? Muitas, meu Amor . Porque quero ser , mas não assim .

Quantas emoções vivi ao teu lado pela primeira vez ? Com a certeza plena de ser amada muito mais do que alguma vez fui . Amada por um homem que nunca sairá do meu lado , aconteça o que acontecer . Eu nunca duvidei , porque só nós sabemos da profundidade e inevitabilidade do nosso amor.

Hoje exponho-nos aqui porque desejo que ninguém te aponte e diga que estás num lugar confortável , fácil . Nessa estrada que segues , e que por vezes te afasta dos nossos sonhos , não há felicidade . Por isso , te dou a minha mão e te trago para os meus braços com infinita ternura . Onde és amado , muito amado ... Um dia , talvez findem as despedidas e possas ficar .

Até já, meu Amor ...


domingo, 13 de abril de 2008

Na dificil ausência de ti ...


Se eu soubesse o que era o amor antes de te conhecer , o susto não teria sido tão grande .

Mas foste tu , e percebo hoje , só podias ter sido tu , que me ensinaste o que só a experiência desse sentimento pode trazer à alma humana. Foste tu que me ensinaste a não dizer adeus . A unir as nossas mãos sem nos tocarmos . Foste tu que me ensinaste que um momento pode significar uma vida e que o amor pode nascer e triunfar nas mais estranhas e difíceis circunstâncias. Ensinaste-me que nada é simples nesta vida , mas ao teu lado tudo é límpido e sereno . E que a gratidão e a surpresa de te ter vivem aliadas e nunca se desfazem perante a adversidade . Aprendi que existem pessoas ao lado de quem nos sentimos eternos e que existem amores imperdiveis e infinitos .

Por isso quase me assusto ao olhar para dentro da minha vida e perceber onde estou , porque estou e quem está ao meu lado . E o que sinto , sobretudo o que sinto pela primeirissima vez ...

Amo-te desde que entraste na minha vida . E por vezes, acho mesmo que te amo antes dos passos que te conduziram a mim . Parece que te reconheço em lugares onde não estiveste , em momentos meus que desconheces , em tudo o que fui antes de me pertenceres , antes de ser tua .

Onde estou ? Estou no lado errado da tua vida , talvez tenha chegado tarde , talvez tu vivas entre o desejo e o medo, a culpa e a vontade de viver , e nunca seremos mais do que este muro enorme a impedir a plenitude . Estou profundamente presente em ti , bem sei . Nem por um só instante duvidei .

Porque estou aqui ? Respondo sem hesitar que estaria sempre , que te amaria mesmo que tu não quisesses amar-me. Amar-te-ia mesmo que nunca mais te visse nesta vida. Estou aqui porque entre nós tudo foi puro e transparente . Porque nos amamos num tempo fora deste tempo , de mil maneiras pouco definidas ainda . Porque a nossa entrega foi perfeita , plena , inesperada e simultaneamente tão definitiva.
Posso amar-te em silêncio e permitir que tu sejas um segredo . Nada te levará de mim, mesmo que vivas no meio de tudo o que é proibido .

Quem está ao meu lado é um ser humano admirável, doce e generoso. Merecedor de todos os abraços e de todas as caricias que guardo . É o homem que amo , que me ama e que espero sempre que a noite envolve o dia , mesmo que não venha , mesmo que nada mais seja possível .
Eu estarei sempre à tua espera , meu Amor ...

Viver ao teu lado é inventar um mundo e parar o tempo à sua medida . Juntos entramos num lugar intensamente iluminado , de cores inesperadas , vivo , onde se respira o mais puro ar , onde somos livres . Depois , quando o tempo tem de percorrer o seu curso normal , e a vida impõe a realidade , à medida que os quilómetros nos afastam , o mundo vai escurecendo e a luz apaga-se lenta mas seguramente .

Foi de novo assim que me despedi de ti debaixo daquele céu cinzento e chuvoso . Quando me deste o último beijo debaixo da chuva , senti que deixava ali o meu mundo bonito e tinha de reentrar no compromisso de viver sem viver . Mais uma vez , essa transição foi brutal , como se o ar me faltasse de repente , como se o tivesse deixado em ti e só tu pudesses devolver-me a vida .

Sei que sentes cada ausência tanto quanto eu . E por cada vez que sinto esta solidão sem ti , desse lado sentes igual . Somos duas almas buscando-se, sentindo-se, tocando-se sem se ver e sem ser necessário nada mais que o amor para concretizar esse milagre .

Fazes-me falta , meu Anjo , meu Amor ... Retribuo a tua frase simples , dita hoje ao chegar da noite : Esta ausência é tão difícil ...

Até já, meu Amor...

terça-feira, 8 de abril de 2008

Ao teu encontro ...


Amanhã estarei em ti ...

Na antecipação desse momento, sei que te vou avistar , vou sorrir ainda à distância e o meu coração vai revelar-se o louco que sempre foi perante a tua imagem . Vou beijar-te depois ... Ainda não com avidez, mas com calma , com doçura , deixando que devagar a saudade se aninhe num lugar muito distante de nós .

Sabendo que te verei amanhã , já sou feliz hoje , meu Amor ...

Sei que percorreria distâncias infinitas só para te ter . Sei que se estivesses do outro lado do mundo , de bom grado iria ao teu encontro . E nem aí eu desistiria de ti ...

Estar contigo é sempre ser feliz , sem excepção . Pode ser no mais vulgar dos actos , num reencontro , num passeio abraçados , no quotidiano de actos comuns que tanta falta nos faz , num jantar intimo e quieto , com as nossas mãos invariavelmente unidas e um sorriso impossível de conter ... Porque entre nós todo o espaço é preenchido por um misterioso e profundo sentimento de mil imagens , desejos , sonhos . É ai que reside o nosso amor ...

Estar contigo é olhar-te com carinho indescritível sem que me vejas , é esperar que adormeças para silenciosamente te proteger do frio da noite , é caminhar de mãos dadas por ruas desconhecidas e sentir um orgulho imenso por seres meu namorado .

Estar contigo é adiar palavras porque o nosso amor também é feito de silêncio . Porque este amor sabe-se indescritível , sabe-se refúgio , sabe-se verdade única e eterna, sabe que existem incontáveis explicações que nada , senão o tempo e a nossa história podem revelar .

Amanhã teremos o milagre do tempo que não te roubará tão imediatamente de mim como nos outros dias . Teremos mais um pouco antes da inevitável despedida . Sempre dolorosa para ambos , porque ver ir a parte de nós mais bonita e que mais falta nos faz , será penoso e cruel . Como sempre , infelizmente .

Adormecerei ao teu lado . Amanhecerei contigo numa paz que nunca senti antes de te sentir na minha vida . Serás a primeira imagem do meu olhar , serás a luz que de tão intensa , permanecerá durante muito tempo , muito após a despedida .

Contigo o mundo é feito de caricias , da tua voz , da tua presença a invadir todos os meus sentidos e a preencher toda a minha vida .
O mar será uma vez mais nosso espectador , confirmará a entrega dos nossos abraços , a poesia de cada momento , a nossa felicidade única e inevitável . Sei que uma vez mais , estaremos abraçados a olhá-lo , como se estivéssemos no topo do mundo e ninguém nos pudesse alcançar ... e ninguém mais existisse até .

É um privilégio amar-te .

É um privilégio saber que juntos seremos sempre um .

Até já , meu Amor ...

segunda-feira, 31 de março de 2008

Parabéns, meu Amor ...



Há anos atrás , neste dia, nasceste para mim , que te aguardava num lugar do futuro .

Percorri anos com a fé inabalável de te encontrar , meu Amor ... Tal como tu fizeste por mim. Tu , sonhaste-me desde menino , albergaste no teu coração a inocência e a ternura de uma criança para me entregares com tanta esperança .

O que de melhor te posso oferecer é este Amor que te pertence e que não sei descrever . Não posso hoje , nem nunca poderei dizer-te a maneira como te amo . Não posso dizer-te das razões escondidas em mim para te amar e que vou descobrindo todos os dias ao olhar-te , ao conhecer-te , ao deixar que este Amor tome o seu lugar cada vez mais imenso na minha vida . Emendo... nas nossas vidas, inequivocamente inseparáveis ...

Não é prudente , poderei dizer . Mas como explicar ao meu coração que não devo entregar todos os gestos de infinita ternura ao meu melhor Amigo , Companheiro e grande Amor ? Como explicar-lhe que em ti encontrei o meu fim e o meu começo e que nem por isso lhe saberei dar certeza ou definições ? Apenas direi que te amo hoje e para sempre . E essa é toda a minha certeza .

Hoje não importam as dúvidas e os medos . Hoje preciso celebrar-te , meu Amor . Celebrar o nascimento do homem da minha vida ...

Parabéns , meu Anjo ...




De mim, para ti ... Entenderás todas as imagens e todas as palavras ...





(Somewhere - Il Divo )

terça-feira, 18 de março de 2008

Impossivel... é uma questão de tempo ? ...


Devagar, o tempo transforma tudo em tempo .

O ódio transforma-se em tempo ,

O Amor transforma-se em tempo ,

A dor transforma-se em tempo .

Os assuntos que julgávamos mais profundos, mais impossíveis , mais permanentes e imutáveis, transformam-se devagar em tempo .

Por si só , o tempo não é nada .

E idade de nada é nada .

A eternidade não existe .

No entanto, a eternidade existe .

Os instantes dos teus olhos parados sobre mim , eram eternos .

Os instantes de teu sorriso , eram eternos .

Foste eterna até ao fim .

( José Luis Peixoto )

Algo tão frágil e tão poderoso ... esta é a descrição perfeita do nosso sonho . Algo que se desmorona perante as evidências que mas que vai permanentemente buscar raízes a algo tão indefinido como a esperança.

Tu és aquele que me acompanha noite e dia . Mesmo que a noite seja feita de palavras trocadas madrugada fora . Mesmo que o dia seja feito da mais pesada ausência que conheço .

Sei que acabas por vir , que a tua presença é tão certa como qualquer coisa eterna . E vem sempre o teu carinho , a tua entrega , a tua voz que me faz tão bem e me abre as portas do nosso mundo .

Nada me escondeste , tal como nunca me prometeste nada mais do que podias dar . O nosso encontro sempre se fez de verdade e emoção . E no fundo , o que prometeste é o melhor de ti , é a parte mais límpida e honesta que tens ... o que prometeste foi amar-me para sempre, contra tudo e todos . É nesse homem que eu confio até nas horas mais incertas.

O nosso amor vai para além de todas as incontidas tristezas , das penosas ausências , das impossibilidades que nos vencem tantas vezes. O nosso amor vai para além do tempo que nos foge , do espaço que não temos .

Tenho orgulho em amar-te , meu Anjo . Apesar da vida, dos desencontros , de estares aí , estamos ligados de uma maneira vasta e profunda que tem o carácter de eternidade.

Tantas e tantas vezes te culpas e te maltratas por esta situação . E eu não te ajudo porque me vejo envolvida com os meus próprios receios e dúvidas e esperança ou falta dela . Tantas vezes não te dei a mão e te deixei perdido . Mas tu , tu sempre me ouviste até quando me ouvir se tornou uma ferida aberta para ti . Nunca me deixaste só , tal como te pedi há tanto tempo atrás .

Tens cumprido todas as promessas e eu , nem tanto...

Achas que não tenho fé em ti ... Meu Anjo, quando os meus olhos abraçam os teus , a luz que vejo faz o mundo parar e todos os silêncios entre nós ganham a invisibilidade que sempre deviam ter tido . E é nesse momento que a tua força e a tua luta constante por nós se revela tão presente . Sei então o que devia saber sempre ... que nada te levará de mim , porque a tua entrega foi segura , certa , para sempre .

Mas também é no silêncio que te falo agora . Um silêncio extremamente presente . Apenas eu , apenas tu dentro de mim... Mas ainda assim , tu ... intocável .

Tenho orgulho de ter olhado para além das máscaras que nos detêm . O que vi foi um homem à espera do amor , do único que podia existir para ele . Um homem que encontrou uma mulher e teve a delicadeza de a olhar como ninguém antes . Um homem que todos os dias me faz as mais belas declarações do seu amor , de todas as maneiras . Encontrei o meu companheiro , o único que podia amar assim , passando por tantos obstáculos . Só por ti , o faria .

Não sei o que será de nós , assim como tu não o sabes também . Quando chegar o momento de tomar uma decisão , onde estará a tua força ... Ou talvez o momento de tomar uma decisão já tenha chegado e tenha ido embora . E nós ainda estamos aqui . Porque ninguém pode desistir , esconder ou deixar de acreditar num amor que se fez maior que a vida , na certeza absoluta de um sentimento inevitável e estranhamente , tão certo . A sensação de nos teus braços ter chegado a casa , ao meu lugar , nunca se desvaneceu .

Muitas vezes, sofro por não te ter da maneira clara e definida que desejava . Mas sei que não estou só , que a ti também dói profundamente. Para ti existem dois mundos em conflito. Existe uma vida ao lado de alguém com todos os deveres e responsabilidades inerentes , com a culpa que sentirias se saísses de maneira abrupta . E deste lado , existe o nosso amor , implorando por uma vida nova .

Quero buscar a frase do poema e guardá-la para nós : Os assuntos que julgávamos mais profundos, mais impossíveis , mais permanentes e imutáveis transformam-se devagar ... Porque hoje , meu amor , quero acreditar que impossível é apenas uma palavra feia.

Até já, meu Amor ...

sábado, 15 de março de 2008


Hoje , mais uma vez , senti-me tão perdida.
Por todos os motivos e nenhum em especial .

Talvez canse este lamento constante ... Sei que me ouves sempre , até quando o silêncio se faz presente . Mas existem dias e horas em que nada disto faz sentido .

Por vezes basta uma palavra , uma imagem, um desejo que não se calou, uma ausência mais prolongada ou como hoje , o simples final de um dia .

Ao pegar no carro , no final do dia , tive a tonta ilusão de ir ter contigo . Como seria ter essa paz , esse caminho certo e seguro ? Há dias , perguntaste-me se eu já tinha imaginado isso ... E eu respondi-te o que não era necessário sequer verbalizar . E devolvi-te a pergunta , com tristeza . Essa tristeza que sempre há , quando as nossas conversas circulam por essa estrada mal iluminada, da qual tu e eu desconhecemos os perigos e o fim .
Eu sei não viver assim , repeti uma vez mais , pedindo ajuda a ti , meu amor . Mas tu não sabes fazê-lo , porque tomas as minhas palavras para ti : Eu também não sei viver assim, meu amor...

Não me perguntes porquê , não to saberia dizer , mas hoje dezenas de imagens nossas perseguiram-me o dia inteiro . Não que exista um único dia em que as esqueça . Elas vivem comigo . No entanto, hoje aconteceu um acumular de momentos na minha memória . Os felizes , contigo . Os tristes , quando estou aqui ... Como agora.

Ao teu lado, tudo é transparência, paz , alegria pura , um amor imenso, profundo e perfeito. Ao teu lado, sou a tua namorada , protejo-me nos teus braços sobre os meus ombros , acalmo os meus temores na suavidade do toque , na força do desejo , no amor tão nítido nos teus olhos . Podia duvidar até de mim nesta vida , mas jamais poderia duvidar desse amor quase palpável .

Lembro tudo , meu amor ... De todas as maneiras como me tentas fazer feliz reafirmando em pequenos e grandes gestos o que sou para ti. Lembro os sorrisos e a alegria no teu olhar , os beijos , as mãos sempre unidas em todos os lugares , os abraços irreprimiveis , o meu afagar os teus cabelos enquanto conduzes , o teu gesto imediato de segurar a minha mão e beijá-la que me faz sorrir ... O acordar terno e quente em todas as manhãs que pude partilhar da tua vida . Lembro toda a tua esperança assente em nada e todas as horas de incerteza , de palavras difíceis em que nunca , nunca estivemos em lados opostos . Sempre estive do teu lado , sempre olhei o teu lugar . Tu sempre estiveste aqui e sofreste por tudo o que eu sofri . E por ti , meu amor , bem sei ...

Mas hoje tive raiva, meu amor , muita raiva ... Por tudo aquilo que estamos a passar , por a vida nos ter permitido o mais lindo encontro , aquele pelo qual se espera uma vida inteira e simultaneamente nos ter enredado em tão difíceis circunstâncias.

Será que tinha de ser assim ?

Por vezes, custa-me até acreditar que estou aqui , que esta é a minha vida e que tu , meu amor , estás ai , numa vida tão distante de Nós , de tudo o que juntos sonhamos , de todas as esperanças que nos atrevemos a ter e que hoje já não tenho .

Sei que nunca me deixarás , aconteça o que acontecer . Acho que nem que o mundo te caia em cima . Eu conheço-te como se olhasse para mim própria . Sei do teu amor , do que sou para ti . Sei que posso nunca mudar a tua vida mas que o meu amor por ti , te reconduziu ao homem lindo , puro , cheio de força , de poesia e de sensibilidade que adivinhei em ti .

Mas escuta-me, meu amor .... nunca me conformarei com esta situação . Não é um lugar digno para o nosso amor .

Haverá um tempo para nós é o que a esperança nos diz contra tudo o que é racional, contra todos... ( tuas palavras , meu amor )
Não posso segurar essas palavras para além do razoável , não sei ter essa fé ...

Mas amo-te , contra tudo e contra todos .
Até já, meu amor ...

segunda-feira, 10 de março de 2008

Amo-te ...


A verdade é que te amo muito...
Temos tudo e tão pouco . Vivemos num equilíbrio precário, numa paz inquieta, numa incerteza absurda quando falamos de amanhã.

Por vezes penso que nunca nos teríamos unido se a vida não nos tivesse juntado de maneira tão extraordinária. Se não fossemos dois crentes em sonhos impossíveis. Se não fossemos duas solidões à espera de um milagre , acreditando que um dia aconteceria .

Aconteceu . Um amor tão certo no meio de tantas incertezas , só pode ser um milagre .

Por vezes, penso que um homem como tu e uma mulher como eu , em circunstâncias normais, não nos teríamos aproximado. Ou teríamos se fosse esse o nosso destino, mas por caminhos e tempos diferentes . Julgo que não teria sido um olhar ou um sorriso que nos levaria um ao outro . O lado prático da vida , o lado racional da mente teria impedido a pureza que existiu no nosso encontro .

Nunca fomos um caso , nunca foi simples ou leve. O nosso encontro foi desde logo encarado de maneira séria e definitiva . O nosso encontro impossibilitou qualquer fuga . Já não existia caminho para voltar . Havia então que seguir em frente ...

Teremos nós seguido em frente , conforme prometido ao coração ? Muitas vezes te disse que me sinto parada . Não em termos de sentimentos . Esses , neste momento são toda a minha vida e invadiram-nos os sentidos , os dias e os lugares . Mas em relação ao resto , não creio , meu Amor , que tenhamos criado um caminho justo para nós . E de facto , quando olho , sei que estou exactamente no mesmo lugar e à minha frente uma porta , apenas uma , permanece encerrada . Nunca a conseguirei abrir ... Nem tu me podes ajudar . Essa chave já foi perdida há muito tempo . Tu próprio a perdeste , enredado no compromisso de uma vida que cumprirás até ao fim, mesmo que isso te custe perder-nos.

Não te culpo nem te julgo . Isso faria de mim uma pessoa que tu não conheces. O castigo que tu impões a ti próprio e a nossa distância já é suficiente para perceberes o que nunca seremos . Se isso me magoa ? Sim, fere-me até à alma.

Queríamos ser tudo e temos tão pouco tempo ... e temos tão pouco espaço , meu Amor . Sabemos o que queríamos mas nunca lá chegaremos .


Amo-te muito . Mas em ti existe aquilo que em qualquer outro homem me faria fugir sem hesitar . Por Amor, fiquei e estou aqui . Tu fizeste o mesmo .
Talvez exista em mim uma maneira tolerante e serena de encarar o mundo , ajeitando aqui e ali a realidade , contemplando os dias sem ti com compreensão , apesar de toda a angustia . Acho que só por ti eu daria até o que não tenho , que é a coragem para acordar assim todos os dias ...
Mas tu sabes e eu sei também que a dor pode ferir demasiado e é difícil estar parada à espera de uma resposta mais tranquila que duvido que chegue .
Dói, meu Amor, porque te amo .

O desalento paira sobre todas as minhas frases . Eu sei . Mas eu não sou só infeliz . Nem permaneceria se assim fosse - Tu fazes-me bem , muito mais do que podes imaginar . Dás-me o mundo inteiro quando vens . Essa certeza que me entregas também em mim já vive há muito tempo, talvez desde as primeirissimas palavras ... Pertencemo-nos ...

Por tudo , permanecemos unidos como dificilmente alguém acreditaria ser possivel .


Pertencemo-nos ...


Até já, meu Amor...


quinta-feira, 6 de março de 2008

A time for us...


Será verdade que nos habituamos a tudo ?

Será verdade que nunca é demasiado tarde ?

Será verdade que o Amor vence todos os limites ?

Verdade ... Tão longe anda a verdade de nós... Apenas tu e eu a partilhamos . Secretamente .
Eu sou a maior mentira da tua vida . Uma mentira que desesperadamente permanece . E que se um dia for revelada , causará talvez danos irreparáveis .

Não , não nos habituamos a tudo . Durante vários dias , fiz o impossível para me convencer que te devo aceitar na minha vida assim , com os teus limites , com o teu tempo , com o pouco espaço que temos . Tentei até dizer a mim própria que talvez fosse melhor assim . Cada um do seu lado, vivendo momentos lindos quando a vida nos junta . Sem planos , sem os problemas normais de qualquer casal . Apenas felicidade e leveza .
Quantas mentiras contei a mim mesma nos últimos dias , tentando salvar-me da realidade que temos ?...
Queria todos os problemas de qualquer casal . Queria normalidade . Queria o bom e o mau de uma vida a dois . Queria todos os planos e sonhos . Queria não ter de mentir até a mim própria . Não , nunca me habituarei a isto . Nem quero .
.
Ontem desmoronou tudo . A aparente leveza que consegui manter durante alguns dias , desfez-se perante a nossa conversa . E voltei a adormecer a chorar e tu ... tu talvez nem tenhas chegado a adormecer ... Partilhas comigo o desespero dos que não podem nada ...

Quem me ler , talvez fique incrédulo perante isto e pergunte porquê ... Eu também não sei porquê ... Eu também não sei porque é que se desiste de um sonho , do único pelo qual valia a pena lutar .

Mas eu já desisti do meu sonho . Perdoa-me , mas talvez até já tenha desistido de ti . E permaneça apenas porque não posso partir , porque te amo como nunca te saberei explicar .

Que futuro , meu Amor ? Onde está a esperança ? Onde está o nosso tempo ? Quando sabes que eu estou a chorar deste lado e os teus olhos se embaciam desse lado , para onde achas que estamos a caminhar ?

Tu és um homem admirável , de uma beleza invulgar . O mundo que vive dentro de ti e que talvez apenas eu tenha descoberto nesta vida , é onde eu queria ficar , é o meu lugar . Sempre terei essa certeza .

Mas vejo-te tão longe , do lado do medo, dentro de uma prisão com uma sentença que sinceramente me parece perpétua ... Não te sei alcançar , meu Amor . Nem sei como te ajudar quando penso que nunca foi sequer possível nenhuma decisão .
Apenas te chamo, esperando que um dia me ouças .
Porque um dia , pode mesmo ser tarde demais .
E um dia talvez entendas que o Amor podia vencer .

Sou feliz de uma maneira intraduzível quando estou contigo . Estou numa paz doce e inegualável nos teus braços . Elevo-me a uma lugar que desconhecia e onde só um grande Amor me poderia conduzir .
Arrepio-me quando te olho e sei o que encontrei .
Este Amor ainda me assusta . Por ser um Amor raro, feito de tantos amores , de mil detalhes pequeninos , de grandiosas verdades . Por ser um Amor que implora por um sonho tão grande .
É para ti que elejo esta canção de esperança , visto que foste tu que a escolheste para nós ...
Certo ou errado , eu amo-te muito ...
.
A time for us, some day there'll be
When chains are torn by courage born of a love that's free
A time when dreams so long denied can flourish
As we unveil the love we now must hide
A time for us, at last to see
A life worthwhile for you and me
And with our love, through tears and thorns
We will endure as we pass surely through every storm
A time for us, some day there'll be a new world
A world of shining hope for you and me
For you and me
And with our love, through tears and thorns
We will endure as we pass surely through every storm
A time for us, some day there'll be a new world
A world of shining hope for you and me
.
A world of shining hope for you and me...