quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Esperança...


Nunca a palavra " Amante " aqui foi escrita .

Apenas a palavra Amor predomina .

Tu és o meu namorado . Sou tua namorada . É uma palavra tão bonita como a palavra amante , mas o mundo atribui-lhes sentidos opostos . Involuntariamente , tu e eu fazemos o mesmo .

Abolimos essa palavra porque não é nada disso que se revela entre nós. No sentido mais negativo que tal palavra encerra , claro .

Amamo-nos . Muito . A nossa capacidade de o fazer e de continuar a acreditar vai muito além das palavras , das frases feitas comuns, das ideias pré-estabelecidas .

Nem tu nem eu temos carácter ou verdadeira capacidade para ser amantes . Por isso esta situação se torna por vezes tão desesperante . Somos demasiado sérios neste sentimento , queremos muito mais , queremos um sonho absoluto e pleno , um Amor sereno e seguro . Queremos demasiado um ao outro.

Mas existe esse muro instransponivel que não te deixa ir mais além . Jamais saberás fazê-lo . E vives dividido entre o dever e a responsabilidade e uma vida perfeita onde estaríamos nós .

E eu tenho de viver tudo isso contigo . Porque te amo . Tão simples e tão complicado quanto isso.

Mas não te escondo , meu Amor , que hoje , quando vi o teu carro partir os meus olhos se nublaram de lágrimas que não me deixaram sequer sair dali durante longos momentos . Nunca conseguirei vencer essa sensação de desalento quando te vejo partir para um lugar que não é nosso , para uma vida que nunca vou ter contigo .

Nunca conseguirei explicar-te a dor surda e quieta que fica quando vais e o teu cheiro fica nas minhas mãos o resto do dia . E na minha boca o sabor inesquecivel dos teus beijos ...

Afastas a palavra "impossível" e a palavra "nunca" com determinação . Guardas em ti tanta esperança ... Meu Amor , meu querido sonhador ...

Terei eu esperança ? Esperança de quê ? Dos instantes fugidios que passamos juntos em que o tempo nos trai , em que o relógio nos condena ?

Não desejo essa esperança , meu Amor . Como poderei eu desejá-la perante a grandeza deste Amor que literalmente se apoderou de nós ?

Não, meu Amor ... A minha esperança está noutro lugar . Está num lugar onde sou tua namorada e guardo no meu coração a certeza de que amanhã estarás comigo , para me acarinhar e proteger como fazem os homens com as mulheres que amam . A minha esperança está num lugar e num tempo para nós , tu ao meu lado , numa quietude abençoada .

A esperança vive em mim, claro que vive . Mas é permanentemente assombrada por um prenuncio de derrota que me dá a tua realidade .

Por vezes, acolho as tuas palavras com avidez porque nelas encontro tanto optimismo . Mas depois reparo que esse sentimento vem do homem tão cheio de luz que és, da tua maneira bonita e sonhadora de olhar a vida . Tu sabes ter uma esperança diferente . Aquela que te embala em noites sem nós , aquela que te permite viver uma vida inteira em cada momento comigo .

Eu ... O que eu queria era viver a vida inteira contigo .

Nada mais .

Nada menos .

Até já , meu Amor ...



domingo, 11 de novembro de 2007

Um encontro inevitável ...


Nada mudou . Nunca nada muda .


Não muda a situação , também não muda o amor de um tamanho inconcebível, quase milagre .


Por vezes, não é fácil escrever-te e evito fazê-lo . Por isso me tenho pautado pelo silêncio aqui , embora entre nós ele nunca exista .


A razão é simples e tu já a conheces tão bem quanto eu .


Tu reconheces os meus silêncios por aquilo que eles significam. E muitas vezes, as palavras assumem uma dureza que não é minha , que desconheço como minha , mas que esta situação me faz sentir . Mas antes de ouvires essas palavras que sei que te ferem , já a mim elas me feriram e só as digo quando já não posso guardá-las mais .

Nunca quis estar constantemente a chamar a tristeza para a nossa relação , mas por vezes não sei mesmo como evitá-la .

Não se trata sequer de adiar sonhos , mas de desistir deles .


Compreendo a tua vida , o teu lugar , os teus medos e dúvidas . Compreendo o que significa para ti a impossibilidade de apagar uma vida inteira e começar outra . E o peso de uma culpa que terias de carregar e que talvez fizesse de ti um homem diferente daquele que hoje eu amo . E compreendo a tua tristeza , meu Amor ... Sei que esta curva da vida foi uma surpresa e se tornou uma inquietação permanente . Sei que sentes que acordas para uma mentira diária. E te sentes incapaz de mudar seja o que for .


Mas sei do tamanho do teu amor por mim. Sei que poucas mulheres nesta vida terão conhecido o carinho , o respeito e a adoração que tens por mim. E poucos homens nesta vida poderão ter a certeza plena de que são amados como tu és por mim.

Nada do que não podes ou não sabes fazer por nós , tocará sequer nesse amor que mereces .


Recordo cada gesto , cada lugar , cada momento nosso . Guardo-os com uma dedicação absoluta porque sei o quanto preciso deles quando não estás . Cada detalhe , cada palavra, cada beijo , cada momento de silêncio ... gravo-os tão profundamente que teria de morrer para os esquecer .


" Hoje estive com o sol " , foram as tuas palavras acerca de um desses dias em que entramos no nosso mundo , na nossa paz .

Fiquei em silêncio a ouvir-te e nunca mais quis esquecer essa frase . Porque é linda e é verdade .

Porque o nosso Amor , envolto em tantos impossiveis , é a mais bela e honesta verdade que tu e eu temos nas nossas vidas . O resto , é o compromisso diário de viver , nada mais .

Mas quando estamos juntos , tenho a plena certeza que neste mundo e nesta vida , ninguém mais esperava por ti senão eu e ninguém me esperava senão tu . E o nosso encontro era inevitável .


Os dias que são nossos , são feitos de um tempo que não é deste mundo . É um tempo que pertence à eternidade . Nesses momentos , tenho tantas palavras dentro de mim, frases que se formam nos teus olhos , no teu sorriso , no teu corpo . Mas tentando agarrá-las no seu significado profundo , acabo por perdê-las . Porque pertencem a ti e a mim e teria de se inventar uma nova linguagem para falar deste amor .


Em certos momentos nossos , há um milagre feito de silêncio, de uma quietude onde ficamos abraçados , onde o teu doce olhar é acolhido por um infinito carinho que se desprende das minhas mãos no teu rosto , do meu corpo envolvido no teu abraço .

Existe uma evidência tão serena - saber que tu tinhas de existir para mim, eu para ti .


E saber que contigo , a minha vida começou ...


Até já , meu Amor ...


quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Tempo...



O tempo passa... Passa de maneira diferente quando não estás e é enganador . Não sabe nada porque nos faz acreditar que tudo se suavizará , que existirão respostas mais nítidas. Não existem .

O tempo passa. Isso não importa realmente. Eu só queria que o tempo passasse e não te levasse . Eu só queria que ele não se fizesse em tantas despedidas .

Muitas vezes me tenho questionado o que é o tempo para nós. Será o indicador do imenso sentimento que nos une e não se deixa vencer? Ou será o nosso carrasco, roubando-nos um ao outro vezes sem conta? Será que o tempo nos permite dizer que o nosso amor é muito antigo, muito além da mera compreensão humana? Será que eu já te amava , já te adivinhava, antes de surgires para mim ?
Não sei responder ... Sei que para nós , o tempo dói tanto a passar... o tempo fere. O tempo que não é nosso , o tempo em que não estás . Soubesse eu , que no fim deste doloroso tempo tudo seria certo e perfeito e tu serias verdadeiramente meu , não me importaria com a demora , com a dor , com a incerteza e o medo . Mas eu não sei nada , meu Amor , excepto que não estás aqui ...

Meu Amor, quando te sinto triste, percebo a distância, percebo a impossibilidade de te abraçar , de te acarinhar . Percebo o tempo que desperdiçamos como se o pudéssemos realmente fazer.

Meu Amor, tenho-te sentido triste… Tenho sentido as tuas lágrimas junto com as minhas. Tenho sentido o teu desespero e a tua vontade de fugir para qualquer outro lugar deste mundo onde a realidade não te encontre. Mas sabes que te encontrará sempre e não há fuga possível do caminho que escolheste há muito tempo atrás e que agora é teu, por acaso ou por destino.
Releio as tuas palavras parando em cada uma delas : “ Choro de raiva e de pena de mim e de nós , por não me sentir digno deste Amor que nos une . Sinto-me à deriva e frágil … “ . Se as escrevo aqui , é só para te dizer da mentira destas palavras …
Não te enganes , meu Amor … Posso não ter muitas respostas , mas para esta afirmação , tenho ... Nada do que não podes ou não sabes fazer te faz indigno de viver um grande e puro Amor , de seres amado com verdade e ternura … A ninguém eu poderia amar assim senão a ti, ninguém poderia entender as minhas palavras antes mesmo de eu as dizer, ninguém podia olhar-me e saber tudo o que sou com uma limpidez e exactidão que sempre me surpreenderam ... Com o teu sorriso doce , o teu olhar meigo , a tua voz serena , o teu abraço perfeito , o teu carinho protector .
Nunca me causaste dor , apenas vives uma situação da qual eu talvez também não soubesse encontrar caminho para sair . Mas meu Amor , o tempo talvez te mostre todas as respostas que hoje não encontras . E poderás então entregá-las a mim...
Talvez nós tenhamos toda a eternidade . Talvez a vida seja só um momento muito rápido que mais uma vez permitiu o nosso encontro . Talvez o tempo já tenha sido nosso para viver antes de agora . Ou talvez seja só isto e temos que aproveitar as dádivas que nos são concedidas nesta existência .
Sinto-te eterno em mim, sei que te amarei sempre por todos os lugares e todos os momentos e isso é toda a minha certeza . Nunca te deixarei mesmo que o teu caminho não seja o meu , nenhum tempo te apagará de mim . Nenhum tempo vencerá o nosso Amor …
Até já , meu Amor ...

domingo, 21 de outubro de 2007

À tua espera ...


Estou aqui . meu Amor ...
Não ouço a tua voz , não te vejo ao meu lado , não te posso contar o meu dia ou o arrastar das horas em que te espero . Nem sequer espero ver o teu rosto ou o teu sorriso . Espero apenas uma mensagem ou a tua voz do outro lado da linha .

Deixei de esperar muito . Apenas espero numa esperança sem fantasias , o pouco que tu me podes dar .

E um destes dias , sim, verei os meus olhos iluminarem-se perante a tua presença . Serei tua e tu meu . Mas será apenas um dia , um momento nesse tempo que teima em falhar-nos .

Estes dias parecem-me inúteis , sabes ? Tu sabes , sentes a mesma frieza e o amargo das horas a passarem sem nós . Nessa vida que tens e que te afasta de mim , sei que me necessitas , tal como eu a ti . Nessa vida em que não entro , onde não existe ou jamais existiu um milagre do tamanho deste Amor , onde sei que estás tão só quanto eu aqui .

Muitas vezes , olho-te sem que me olhes. Enquanto fazes qualquer coisa e eu não consigo afastar o meu olhar de ti . E pergunto-me quem és tu , de onde vieste para mim e porquê . Porque não compreendo ainda a dimensão ilógica deste Amor que nos abraça e nos prende num caminho juntos . Um caminho tortuoso , cheio de obstáculos que considerei inimagináveis para mim e que hoje vivo , por ser essa a única maneira de te ter .

Um dia , sentir-me-ei demasiado ferida por tudo aquilo que não farás por nós . Nas horas de maior solidão já o sinto . Mais uma vez o porquê . Quantas perguntas sem respostas tenho colocado a ti e a mim , meu Amor ...

Estes dias sem ti repetem-se e doem . O tamanho deste Amor dói e faz-me sentir tão pequena e frágil . Faz-me saber que só contigo me sinto plena , forte e feliz , meu Amor ... muito feliz .
Quanto te olho , guardo tudo de ti . O mais breve gesto , fica , permanece , acompanha-me agora que estou só . Guardo as horas em que és meu , em que te olho e vejo a mais bela parte de mim , em ti .
E então , sozinha , sorrio . Porque o que tu me despertas , vai muito além daquilo a que vulgarmente se chama Amor . São mil pequenas e grandes coisas , sentimentos , medos e sorrisos . É um carinho infinito , uma ternura inevitável , urgente . Uma vontade de viver contigo . E parece que estou à espera que a minha vida comece , ao esperar-te assim.
E no fundo , estou .

Sempre ouvi dizer que nunca devemos colocar a nossa felicidade nas mãos de outra pessoa, nunca depender de alguém para ser feliz . Mas a minha felicidade está inelutavelmente ligada a ti , não posso escondê-lo ou deixar de o aceitar . É verdade . Mas para mim, tu não és outra pessoa . Pertencemo-nos , meu Amor . Em laços eternos e inexplicáveis , estamos ligados .
Se cair , meu Amor , cairei de tão alto . Seria mais fácil ceder ? Desistir ? Não esperar, neste desespero de me encontrar sem ti ?

Cheguei neste momento da tua vida ... O momento onde já não existia lugar ou escolha . Mas cheguei para te oferecer um lugar junto de mim , para te oferecer um Amor maior em que acreditar , para te mostrar um sonho imenso , mesmo que ele seja impossivel .

Inventamos juntos um lugar e uma vida nova , paralela à real . Mas o preço é alto . Não podemos segurar essa vida para nós , não podemos permanecer nessa paz que não existe em mais nada ou ninguém senão em nós . Deixei de contar as despedidas , deixei até de contar os dias , os meses ... Deixei de pensar o quanto queria permanecer no mundo tão cheio de luz que sabemos inventar ...

Partimos juntos para este lugar onde estamos ... Nada mudou no final . Tu continuas aí e os meus dias começam e terminam sem o teu rosto . Uma pergunta exalta-se em mim , mais do que qualquer outra : Será sempre assim ?
E tu não respondes . Estás à espera que a vida responda por ti . E eu estou à tua espera ...
Que será de nós , meu Amor ? ...
Até já , meu sonho impossivel .

domingo, 14 de outubro de 2007

Imagens de nós ...


Hoje acordei com fotografias nossas. Imagens de nós que guardo num lugar muito fundo de mim e que encontrei quando encontrei em ti o amor.


A essas fotografias chamo memórias. São feitas de uma luz diferente, de um calor difícil de explicar, de uma perfeição inigualável.



E de novo esta palavra: perfeição…


Porque a uso tanto se exteriormente, a nossa história pouco tem de perfeito? Se não tem verdadeiramente tempo ou lugar? Se nasceu no meio de tudo o que não se pode ou deve por tantos motivos, mudar?


Mas nas fotografias que conservo na minha mente e nos meus sentidos, vejo essa perfeição. Sentimento curioso de olhar para uma história de amor e ver todo o futuro a desenhar-se numa beleza certa e segura. E depois saber tão bem que não será exactamente assim.


Quem me lê, talvez ache estranho que um amor tão emocionadamente descrito e vivido como este, permaneça indefinido, cheio de incertezas e questões. Outros talvez nem sequer acreditem que é amor. Mas quem sabe olhar, sentirá a verdade e a intensidade do amor em nós. Pelas minhas e pelas tuas palavras que também já aqui deixaste …


Eu também acho estranho e injusto que um grande amor permaneça rodeado de impossibilidades.

Existe o possível. E o possível é feito de pequenas horas onde por vezes vivemos quase uma vida. É como beber água para depois atravessar mais um pouco de deserto.


Hoje acordei com fotografias nossas e eram lindas … Se pensar racionalmente, fico triste, chocada até, com o pouco tempo que passamos efectivamente juntos durante mais de um ano. Mas olhando para esse lugar de memórias, a vida que nelas existiu supera toda a minha vida, toda a razão e as lágrimas que tantas vezes me pertenceram.


Entendo que temos um “álbum de fotografias “ cheio de emoção, mistério, cumplicidade e felicidade. Onde o Amor nunca se ausentou ou hesitou. Nunca …


Vejo então as nossas fotografias … Como uma vida inteira, elas passam diante de mim, fazendo-me sorrir pelo mistério das coincidências impossíveis que nos conduziram um ao outro. A minha escrita a encontrar a tua escrita. A surpresa de te encontrar e não te deixar ir mais. A primeira vez que te vi. O primeiro beijo. Meu Amor, o beijo mais esperado da minha vida … E acho que continua a ser assim ainda hoje…


Vejo os nossos risos, as nossas mãos que nunca se separaram. Vejo-nos muito alto, apostando acima de qualquer valor. Vejo-nos em fotografias feitas de saudade. Tenho de sorrir ao rever a calma e a doçura que nunca te abandonaram, quando desesperei. Porque em ti tudo foi verdade, porque nunca existiram máscaras. Apenas ternura infinita e fé em nós.


Vejo as imagens bonitas. Passo-as uma a uma e sei que tantas vezes fazes o mesmo. Foges para nós para te encontrares e aí, existe uma verdade diferente, onde sabes que devias estar, onde sabes que serias feliz.


Não terei paz enquanto o meu mundo não for partilhado contigo, enquanto tu , meu Sonho , não estiveres comigo . Porque a serenidade, só a encontro quando te encontro nos meus olhos.



Perdemos tempo , muito tempo ... nesta distância , neste silêncio , nesta ausência ...



Mas sou tua , meu Amor . E essa é a lei do Amor verdadeiro . A entrega e a certeza de se doar a alguém ...



Por isso sei que amanhã , construiremos juntos , novas imagens para acordarem connosco , para nos ajudarem pelos melhores e piores tempos...


Até já, meu doce Amor …



domingo, 7 de outubro de 2007

Meu Amor ...


Meu Amor…

Aqui, neste lugar, somos um. Aqui, tenho exposto momentos nossos, tenho exposto acima de tudo, o meu infinito Amor por ti.

Por vezes, sinto que este Amor já nos ultrapassou há muito tempo. Ultrapassou a nossa vontade e os nossos medos. Ultrapassou os mais que evidentes impedimentos que a vida lhe concedeu. Ignorou-nos e fez-nos avançar incessantemente um para o outro.

Já não sou eu sem ti, somos Nós, um ser único que criamos à medida do nosso Amor. Indivisível. Tu és a verdade de mim própria e és o mais puro e definitivo sentido da minha vida.

Guardo muito do que me dizes, meu Amor. Sei que em cada palavra existe verdade.
Guardo a tua frase séria, sentida, que me fez parar para te escutar. “ Meu Amor, se eu te perder fico sozinho no mundo “. A minha respiração ficou suspensa nessa frase, reconheci-a dentro de mim. Porque na minha vida, nunca me senti verdadeiramente acompanhada. Só contigo. Nunca fui ou serei tão próxima de ninguém.

Quero parar o tempo. Não quero viver para além de nós. Quero viver eternamente nos nossos momentos, transformá-los em algo que não existe e é simultaneamente passado, presente e futuro. Quero parar no instante em que a tua mão envolve a minha, ou no momento em que me abraças, ou em que simplesmente te olho e sei que nunca existirá na minha vida um milagre como Nós.
Quero parar o tempo nesses momentos de pura perfeição, porque sei que depois deles te perderei para a tua vida uma vez mais. Por isso, te quero assim... Tão desesperadamente, com uma urgência que não me dá paz. Porque sei da real importância que tens para mim. Da inevitabilidade de ser tua. Da impossibilidade de ser de qualquer outra maneira …

Dependerá de nós este Amor? Acho que já deixou de estar nas nossas mãos o seu fim ou o seu início. O caminho sim, esse podemos escolher ainda. E pergunto-me demasiadas vezes porque é que tantas impossibilidades nos detêm … Pergunto-me se um dia saberei aceitar realmente que este sentimento viva de encontros, de momentos. Onde está a continuidade, onde está a permanência que sei que merecemos? Que juntos desejamos? Esse caminho está-nos vedado. E essa é toda a minha tristeza.

Aceitarei eu um dia as tuas condições? Porque hoje não aceito, nem posso conformar-me com elas. Não quero habituar-me a não te ter. Não quero escolher não sonhar. Não quero anular-me. Nem sequer quero acreditar que a realidade me privará de um futuro sem ti.

A minha razão não consegue explicar nada disto … Porque encontro nos teus braços um mundo bonito, tranquilo, sonhado, um tempo puramente feliz e depois… Depois isto, estas mãos vazias, este lugar onde não estás, estas perguntas onde o licito e o ilícito, o certo e o errado, o possível, o impossível, o desejo de mais e a compreensão de tudo, se misturam.

Tu és outro mundo: de pura alegria, de doce quietude e de uma paz que tanto necessito. Um mundo onde entro e sei que queria fechar a porta atrás de mim, nunca mais encontrar outro lugar senão o nosso lugar … Juntos, numa paz de quem acreditou, numa vida perfeita.

Sei que me amas. Não o questiono. Mas tu sabes olhar os momentos de forma mais serena e alimentares o nosso Amor através deles. Eu olho os momentos perfeitos, memórias lindas que construímos juntos. Sim, meu Amor, sei olhá-los. Mas aqui, sozinha, também tenho de me olhar e saber que hoje será mais um dia sem ti, um dos muitos que já foram, um dos infindáveis que virão.

Os momentos que passamos juntos são a minha força e o meu tormento …

Até já, meu Lindo Amor…

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Obrigada , meu Amor...


Obrigada , meu Amor ...

Pelas horas , pelos sorrisos , pelos abraços perfeitos , pela vida que deste à minha vida ...

Pelo meu destino que mudaste , pela coragem de seres meu .

Obrigada , meu Amor ...

Pela doçura que nunca abandona o teu olhar no meu , pelo calor das tuas mãos , pelo riso e pela tua alma , tão minha .

Obrigada , meu Amor ...

Por me chamares tua menina , mas sempre me teres tratado como uma mulher .

Pelas lágrimas que não queres que corram e que beijas com suavidade ...

Obrigada, meu Amor ...

Pelo milagre que és para mim, pela coragem que o teu amor me concedeu , pelo futuro onde sei que estarás .

Obrigada , meu Amor ...

Pela magia de uma outra vida que me deixas experimentar quando estou ao teu lado , pelo mundo que juntos criamos , pelo tempo que sabemos parar .

Obrigada , meu Amor ...

Pelos teus olhos meigos , pela tua presença , existe em mim outra maneira de olhar ... o mar espelha um outro céu quando me abraças , o verde invade o horizonte como um poema , a brisa toca-nos gentilmente para não nos acordar deste sonho ... deste céu sem nuvens que somos nós , juntos .

Obrigada , meu Amor ...

Por me deixares partilhar a tua vida mesmo que seja tudo demasiado breve ... o tempo foge-nos sem piedade . E temos de perder um ao outro uma vez mais... Perder o toque , o olhar , o abraço permanente . Mas o Amor , o tempo não poderá jamais tocar .

Obrigada, meu Amor ...

Nunca esquecerei ... Obrigada pelos dias felizes, pelas noites ... Por uma viagem onde a realidade fomos Nós, só Nós ... E onde cada gesto teu foi planeado para cada sorriso meu ... Qualquer lugar contigo é perfeito , mas encontrar-te nos meus olhos ao acordar , num lugar que envolve a beleza do nosso Amor com perfeição , será para sempre a memória dos melhores dias da minha vida .

Sei que os dias de silêncios voltarão . Sei que o desespero de não te ter voltará . Mas é verdade , como te disse , a vida dá muitas voltas . Nem sempre as que queremos , mas por vezes ... Por vezes , a esperança mais impossivel desenha-se perante nós como uma linda realidade .

Obrigada , meu Amor ...

Pelas horas de puro fascinio , pelos dias no paraiso ( tu entendes... ) , por seres um homem tão belo que não teme ser um menino nos meus braços .

Obrigada , meu Amor ...

Pela luz , pela esperança , por me amares da maneira certa . Por me fazeres perceber o eterno ... Por saber que agora vivo , agora que te tenho dentro de mim ... Pela entrega plena de tudo o que mais importa na vida ... Eu tenho o teu Amor . Eu tenho tudo .

Obrigada , meu Amor ...

Agora eu sei o que é Amar ...



Até já , meu Amor ...

sexta-feira, 20 de julho de 2007

Celebrar o nosso Amor ...


A frase é tua , apenas a repito ... Celebrar o nosso Amor ... Foi o que disseste enquanto caminhávamos de mãos dadas , felizes , como duas crianças , com a mesma pureza , com todos os sonhos por concretizar e com a doce ilusão de um futuro onde poderemos viver cada vez mais juntos ... Tal como duas crianças a descobrirem o primeiro Amor .

Obrigada , meu Amor ... Os dias que passamos juntos , como se nada mais existisse , foram sagrados e essenciais . A lindíssima cidade que pelas tuas mãos me mostraste com uma alegria tão límpida , ficará para sempre com a nossa imagem . Sei que nunca mais ali voltarei sem ti , porque naquelas ruas ficamos nós , ficou o rasto dos nossos risos , da nossa felicidade, da cumplicidade e do deslumbramento de sermos um .

Estar contigo é uma luz imensa , indescritível . E embora te fale a poucas horas de te ter deixado , as saudades já me se manifestam com uma intensidade quase inacreditável . Foi assim desde o momento em que entrei no meu carro para vir embora e tu seguraste a minha mão com força , como se não me quisesses deixar ir . Foi assim desde o momento que te dei o ultimo beijo e nele todo o meu Amor .

Ao meu lado , o vazio manifesta-se agora pesadissimo . A intensidade dos dias vividos ao teu lado foi demasiada e os meus olhos insistem em procurar-te onde não estás . Imagino-te então , aí , sozinho . Percorrendo ainda essas ruas , sabendo que te falta a minha mão , a minha voz , a presença tão bela de nós dois . Queria estar aí . Queria voltar ao inicio desta semana , ao dia em que te esperei com tanta ansiedade para partir contigo , sabendo sem o viver ainda , que seriam momentos eternos , gravados para sempre na alma .

Não me enganei . Mas despedi-me a cada hora de ti , sabendo do implacável tempo que estava a passar , a roubar-nos mais uma vez ...

Ontem, fiquei acordada durante muito tempo , enquanto dormias ao meu lado ... Acho que não queria perder a tua presença no sono , por isso mantive-me ali , olhando-te , perguntando-me porquê ... porquê este Amor que tantas provas nos pede ? Porquê esta sensação sempre presente de que te amo há mais tempo do que te conheço nesta vida ? Porquê esta dor que queima no peito quando estás longe ? Porquê , meu Amor , não nos é concedido o sonho ? Porquê não podemos viver a plenitude de nos amarmos , todos os dias ? Porquê encontrei em ti tudo o que imaginei ser impossível encontrar em alguém ? Porquê ? ...

Olhando-te enquanto dormias , acariciei o teu rosto , o teu cabelo , permitindo que as minhas mãos memorizassem cada traço teu , a maciez do toque dessa imagem que sempre guardo de ti ... o teu rosto que amo , que transforma o meu sorriso quando os meus olhos te alcançam . Deixei que as minhas mãos te tocassem levemente , não te queria acordar . Só queria ficar assim para sempre : na certeza do Amor , sem tempo , sem dúvidas , sem medos . Num momento perfeito em que foste meu e não existiu mais nada ou ninguém entre nós . Beijei-te levemente e tu sorriste e apertaste a minha mão . E depois abraçaste-me e nos meus olhos correram lágrimas sem que as visses , porque as escondi . Mas não eram as lágrimas habituais . Estas descreveram o que é encontrar um sonho na vida , um milagre que não se repete .

Será que tu percebes o quanto te amo realmente ?
Tu és diferente , meu Amor .. Também te roubo esta frase que me disseste . Porque talvez , neste mundo , só eu sei a verdade dela . Tu és diferente ... Tu guardas em ti a beleza , a pureza , a sensibilidade que não temes , a entrega rara de um homem para uma mulher . Talvez só pudesse ser assim comigo . Talvez o teu destino estivesse ligado ao meu e o nosso encontro aconteceria sempre , mesmo que vivessemos em lados opostos do mundo . Porque este Amor e o seu carácter eterno e sublime não podia ser adiado, ignorado , esquecido .

Tu és meu , não importa a realidade que vivas . Tu és meu ... Eu sei a verdade com o que reafirmas .

Obrigada , meu Amor . Sim, celebramos o nosso Amor , enganamos o tempo , abraçamo-nos sentindo que mais do que nos amarmos , somos um . E só o Amor é real ...
Não há promessas... Nunca as houve . Mas sei que não quero encontrar um lugar no futuro , onde não estarás . Não te encontrei para te perder . E é nestes momentos que sei que o milagre de estarmos juntos e amarmos como nunca antes , está acima de tudo .

Até já, meu Amor ...

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Dizer Adeus ...


O titulo assusta... A possibilidade também ...

Olho para mim, sentada aqui , no fim de mais um dia , quieta e em silêncio . Fico muito tempo assim e o silêncio perdura ... Tentando encontrar soluções onde não as há... E sempre este maldito silêncio de uma ausência que só me fere . A tua ausência ...

Demasiadas vezes sinto a derrota . Mas depois sorrio e digo a mim própria com alguma ironia que a vitória também nunca foi possível e uma coisa anula a outra...
Mas tantas outras vezes, sei que o Amor que encontramos um no outro nunca me deixará só , será meu companheiro em todas as horas e todas as viagens. Para todo o lado o levarei porque a verdade com que nasceu e perdura é uma inevitabilidade. Perdê-lo seria perder metade do que sou, do que transparece de mim em cada frase , em cada silêncio, em cada gesto, em todos os meus momentos, mesmo os mais tristes.

Será que te dás conta desta inquietude em que fico quando me faltas ? Será que percebes o quanto necessito que a tua voz seja a última que ouço nos meus dias ? Será que percebes as questões que me assaltam quando o silêncio me assombra e tu não vens ?

Prometemos nunca dizer Adeus , tu e eu ... Mas sempre soubemos que essa palavra e o seu significado nos ronda como um pequeno mas presente fantasma que reside na nossa história .

Olho para mim , mais uma vez ... Vejo uma mulher , às vezes tão menina e frágil ... Este Amor deixa-me frágil e tudo o que queria era que me protegesses da tristeza , que me permitisses ser feliz nos teus braços , que me permitisses a esperança contra toda a lógica e toda a experiência...
Mas nada disso te peço , porque nada disso tu darás . Porque não podes ... Eu sei.

Contigo , sou completa . Encontrei em ti todas as palavras , gestos , emoções que procurei em alguém ... Encontrei o teu riso , as tuas mãos , o teu abraço , o teu olhar terno , o teu corpo , encontrei um sonho que namorei em mil sonhos durante tanto tempo . Encontrei o AMOR ... Como é que se deixa de ser completo depois de conhecer a plenitude ? Como ? ...

Mas o Amor e a permanência não vêm isentos do pagamento de uma factura muito alta: de uma solidão inexplicável quando duas pessoas se amam assim...

Olho para mim e sei como seria bom chegar ao fim de um dia e deixá-lo terminar nos teus braços ... Entrar numa casa e ser o teu sorriso a receber-me , com alegria numa história onde o Amor se misturou com uma fé infinita em Nós ...
Por vezes, os dias são tão longos , meu Amor ... E tu não vens para os tornar mais suaves ... Por vezes, estou cansada e tudo o que precisava era do teu abraço que sei que não terei .
Quando a noite chega devagar , o meu coração parte para ti , para Nós ... Sei que fazes o mesmo . Sei que somos dois loucos - tu vives uma história que não podes viver e eu , vivo uma história que não devo nem sei viver .
E fujo , meu Amor ... do silêncio . Para uma vida que não é esta, para uma realidade inexistente , mas tão desejada . A minha imaginação encontra-te entre o sonho de seres meu e todos os impossíveis que não posso sonhar ...
Pensas que eu não sonho, meu Amor ? Há dias , disse-te que essa palavra ficou interdita entre nós ... Mas tu és o meu sonho e assim permanecerás , não duvides .

Quando os meus olhos se fecham , por vezes húmidos , é por ti que chamo e é a ti que abraço docemente a noite inteira . Como se te pudesse acolher e proteger de tudo aquilo que tu não podes e não sabes fugir . Como se pudesse apagar com um só gesto tudo o que também a ti te atormenta ...
Levo-te pela minha mão todas as noites, para o universo dos sonhos perfeitos onde nos encontramos sempre... Conduzo os teus passos ao abrigo do meu corpo e do meu Amor imenso . E então , tu sabes que estás na nossa casa ... Apenas a minha imaginação a sussurrar o que seria perfeito...

Dizer Adeus ? ... Não , meu Amor ... certamente não saberei como fazê-lo ... Se algum dia tiver que encontrar outro caminho que não o nosso , dir-te-ei sempre " Até já " ...
Porque sempre te esperei e esperarei na vida .

Para sempre , meu Amor ...

Até já, meu Amor .

terça-feira, 3 de julho de 2007

sábado, 30 de junho de 2007

Perfeição...



O que nos torna tão perfeitos juntos ?
Porque me sinto nos teus braços tão bem , tão feliz ?... Como se o mundo inteiro se calasse e um perfeito e puro Amor nos envolvesse e isso fosse tudo , tudo mesmo o que necessitamos para que o Amor se afirme imenso , superior , invencível ...
Necessitava tanto que me abraçasses , meu Amor ...
Necessitava tanto do teu olhar , do teu carinho , da maneira como me fazes sentir profundamente amada ...
Aquele tempo foi nosso . Só podia ser nosso . E aquele abraço que sei inesquecível também só podia ser nosso . No encontro urgente de Nós , de tudo o que temos e somos . Olhamo-nos , vivemo-nos , respiramo-nos , confundimo-nos um no outro ... Fomos felizes porque sabemos ser felizes juntos ...
Vejo os teus olhos presos nos meus , com uma intensidade e verdade que só o Amor pode conceder a alguém. Vejo o meu rosto nos teus olhos e sei que não há lugar mais certo ou mundo mais perfeito ... Acaricio esse rosto e sei que és tão belo , doce , encantador . Mas não o digo , o momento emudece tantas palavras ... E o Amor também se revela no silêncio ...
E por mais que tu me digas que és apenas um homem vulgar , nunca acreditarei , nunca !... Um homem vulgar jamais se entregaria sem defesas nas mãos de uma mulher ... Um homem vulgar jamais daria significado à vida de uma mulher . Um homem vulgar teria medo de um Amor tão invulgar ...
Sim, meu Amor , parece magia , tens razão ... E só nós o saberíamos reconhecer dessa forma poética que sempre embalou nosso Amor ... Tu e eu , muito alto , num dia luminoso em que se fez verdadeiramente Verão . No alto , com a envolvência de muralhas tão antigas ... os teus braços à minha volta durante tanto tempo , os nossos rostos e lábios unidos , amando-nos a cada minuto cada vez mais . Talvez a perfeição seja isso mesmo ... a lei de um grande Amor que não se desvanece , que se torna cada vez menos vulgar e mais eterno ...
Reconheço o teu empenho e cuidado, a tua sensibilidade e delicadeza , o teu Amor tão sincero ... o Amor de um homem que se faz melhor e mais alto por uma mulher ... Estas são palavras tuas que apenas repito . Porque no fundo de mim, sei que sempre foste admirável e que te teria amado por toda a minha vida se assim me tivesse sido permitido .
Mas apenas agora se espelha a minha imagem nos teus olhos e sinto demasiadas vezes que cheguei tarde , muito depois de serem possíveis as escolhas tão necessárias para mim, para Nós .
Meu Amor , partilhamos os piores e os melhores momentos... Partilhamos ... sublinho a palavra . Nunca nos abandonamos . E através dos melhores e dos piores momentos , amamo-nos a cada instante . Aposto que é aí que a perfeição reside ...
Guarda-me contigo , em ti , meu Amor... Protege-nos com calma , com doçura , com coragem...
Acredito que o reencontro será sempre verdade para nós , não importa quais forem as partidas . Não importa quantas vezes tenha de te dizer Até já , meu Amor ...


---------------------------------------


Não posso terminar sem chegar a uma pessoa verdadeiramente especial que tem acompanhado e acarinhado este percurso de um Amor que se fez tão grande apesar das suas impossibilidades . Desta pessoa sempre recebi o mais puro afecto . E faço o seu elogio aqui , porque tenho de o fazer . Tu sabes , Paula ... Minha amiga Paula...

Obrigada pela nomeação - 7 Maravilhas da blogoesfera - que sem falsa modéstia , não me acho realmente merecedora . Mas , tu sim, tu mereces .

Por mim , elegia-te vencedora deste prémio , sinceramente . A tua escrita aliada à tua sensibilidade e verdade, sempre me encantaram . Tive o prazer de te conhecer e vim a descobrir que tudo o que escreves é tão teu , tão fundo , como eu já suspeitava .

Nomeio-te , não pela amizade , mas pelo merecimento . E faço as restantes nomeações de lugares que me habituei a visitar e de pessoas que sem conhecer , sinto tocarem-me . Aqui ficam :









Existem outros lugares de beleza , porque existe muita gente que se sabe entregar às palavras . Mas ficam estes ... Não há regras para aquilo que nos toca , mas é um concurso e por isso , as regras estão aqui : http://osentidodascoisas.blogspot.com/2007/06/7-maravilhas.html .

Até já ...


domingo, 24 de junho de 2007

Quietude...


Existem momentos na vida em que o silêncio e a quietude são fundamentais . Tornam-se quase uma regra , de tão essenciais ...

Muitas vezes, é necessário parar para fechar os olhos e perguntarmos a nós mesmos " É isto que eu quero ? " . É necessário parar para respirar e depois continuar o caminho possível ou escolhido . Não falo de voltar atrás ... Existem momentos e situações na vida para os quais não existe realmente maneira de voltar atrás . E existem pessoas imperdíveis , insubstituíveis .

Raras vezes o Amor é assim ... poderoso , arrebatador , não deixando de lado um único pedaço de nós , ocupando todo o tempo , todos os lugares, toda uma vida e todos os sonhos. Raras vezes encontramos alguém impossível de perder , de abrir mão .

Precisei de silêncio , de me afastar destas palavras tantas vezes dolorosas , precisei de pensar . A resposta eu sempre a soube ... Eu não quero esta situação . Mas quero tanto este Amor . Como nunca antes quis nada na minha vida .


Jamais pensei ser possível viver assim . E muitas vezes, pergunto-me mesmo como é que consigo acordar todos os dias para a realidade de amar alguém que não pode ser meu ... E não ceder , não desistir ...


Há dias , acordei com esta interrogação na minha mente : " Mas o que é que eu estou a fazer ? Ele nunca ficará verdadeiramente ao meu lado ... O que é que eu posso esperar ? " ... A resposta é vaga e fugidia , porque eu não quero ouvi-la até ao fim . Mas não posso mentir a mim própria ...


Não é um engano , nunca foi. Não é apenas amar por amar . Não é estar com alguém para não estar só . Não é apenas desejo ou paixão . É Amor ... puro , forte , honesto contra o qual ninguém soube lutar .


Reconheço a rara e maravilhosa oportunidade que a vida nos deu . Não a prova difícil e penosa, mas a beleza de saber o que é amar verdadeiramente . Dei o melhor de mim, dou o que sei e posso . Com carinho , com doçura , sem duvidar , sem me arrepender de qualquer gesto , de qualquer momento . Mas não sei o que mais esteja ao meu alcance para aceder à concretização de um futuro que seria lógico e certo . Nós ... juntos . Não depende de mim . E quando nada mais resta fazer a não ser aquietarmos o coração e ficar em silêncio , instala-se uma certa tristeza pela impossibilidade de agir , de avançar no caminho tão desejado . Não depende de mim ... Dependerá dele ?...


De ti , meu Amor . Que me lês e ouves com atenção . Que tomas cada frase minha no teu coração , mesmo quando elas te doem tanto . Dependerá de ti ? Ou a tua vida irá concretizar-se plenamente no que já estava estipulado há tanto tempo , no certo , no dever , no socialmente correcto , no que nunca mudará . Penso que sim . Nâo , não penso ... Sei que sim . Sei que não existirá outra realidade para nós .


Pergunto-me então porque permaneço ...

Pergunto-me se não mereço mais ...


Eu digo-te que sei que nada mudará ... E tu não me sabes dizer que estou enganada .

Tu dizes que achas que me vais perder ... E eu fico em silêncio , sem saber como contrariar essa afirmação ...


Queria dizer que saberei como ficar , mas seria mentira . Eu não sei nada. E sinto-me tão frágil e triste demasiadas vezes . Existe em mim uma luta permanente : Nâo posso viver contigo , não quero viver sem ti . Porque te amo tanto ...


Queria , meu Amor , acolher-te nos meus braços e nada questionar . Queria acolher-te com a ternura tão vasta que te tenho . Com a doçura de uma mulher que te adora e admira . Com o cuidado e a protecção de uma mãe que acolhe um filho que se sente perdido . Com a pureza deste Amor que nos une .


Falham todos os meus esforços para ser forte . E sei que apenas permaneço por tudo o que partilhamos . Pelo sentimento puro , pela cumplicidade e verdade da nossa relação .


Meu Amor , repito o que já disse . Digo tudo isto brandamente , com profundo afecto , com Amor imenso . E a brandura que te revelo é honesta como tudo o que já te revelei . Não te acuso , não te culpo , não te responsabilizo .

Nada me prometeste . E nessa ausência de promessas , percebo muito do que nunca foi verbalizado . E que eu falhei por vezes, em perceber ...


Nunca duvidarei do teu Amor , disso podes estar certo ...


O silêncio que aqui se fez durante este tempo foi o da minha própria ausência ... Da minha fuga às palavras que queria esconder dentro de mim . Do sentimento que de tão grande pode ferir irremediavelmente .

Volto agora . E voltarei a cada um dos lugares onde sempre gostei de ler sentimentos . Esperando que me perdoem a ausência ... Tinha de ser , tinha de acontecer .


Para ti, meu Amor , e mais uma vez , até já ...

sábado, 19 de maio de 2007

Encontro com o Amor ...


Já reparaste como acima das nuvens , o céu é sempre azul ?...
Ocorreu-me esta ideia enquanto atravessava o céu da Europa e tu me acompanhavas . No meu coração , onde te levo sempre .
É assim, o nosso Amor ... Acima das nuvens , muito alto , com uma luz que não se desvanece apesar dos limites, apesar de ser tudo tão pouco possivel . Sei que somos esse azul que o olhar não alcança cá em baixo , sei que juntos somos a luz de possibilidades infinitas , a luz de um grande Amor .

Nunca julguei amar assim. Não sabia que era possivel sequer . O que antes tomei por Amor não o era , hoje sei melhor .
Hoje sei que o Amor pode ser o silêncio , pode ser fechar os meus olhos e ver-te , pode ser acreditar num caminho qualquer , mesmo que não seja o certo , o justo , o sonhado . Porque não sei e não quero aprender a perder-te . Isso não , meu Amor ...

Na minha noite , busco-te , roubo-te para um mundo mais perfeito , esse que nós juntos , sabemos sempre encontrar . Tenho-te nos meus sonhos , na minha imaginação e por vezes , pergunto-me se realmente existes ... Ou se foi a força do meu desejo que te encontrou e te fez real , te fez meu , te fez ficar . Mas sei sempre que a tua presença me lembrará que estás aí , que caminhas ao meu lado , mesmo distante , mesmo no meio de impossibilidades .

Talvez eu tenha chegado muito tarde à tua vida ... Mas cheguei . Quero ficar . Quero um lugar só nosso . E quero-te muito , meu Amor ... Quero esse teu carinho e doçura inigualáveis , quero a tua força , o teu sorriso bonito , o teu olhar encantado pelo meu , quero os teus braços à minha volta como sempre fazes , num gesto tão vulgar para tantos , mas tão ansiado para nós . Quero esquecer-me do tempo no teu abraço , enquanto a tua mão desliza suavemente pelos meus cabelos . Eu quero tudo isso de novo , sempre ...

Não posso culpar a vida pelas dificuldades deste Amor . Não podemos fazê-lo . Porque a vida , essa que tantas vezes amaldiçoamos, permitiu o mais lindo e perfeito encontro da minha vida , da tua vida : o encontro com Amor ...

Este caminho há-de ser pleno de subidas acentuadas e dificeis , de descidas que nos magoarão , de paragens forçadas e desesperantes. Mas não desistas , meu Amor ... Eu tentarei ... Eu não quero perder a luz de um céu que eu nem sabia que existia antes de tu existires para mim...

Podia ter voltado para trás ... para o tempo mais só mas mais fácil em que não existias em mim . Podia ? Não sei ... Tu existirás para sempre em mim, incontornável , eterno . Mas poderia ter tentado . Tu abriste-me a porta para sair . Com desespero , mas abriste . E eu fechei-a devagar mas seguramente e fiquei do teu lado . Eu quero olhar para a frente e continuar o caminho com a tua mão na minha .

Tenho medo , um medo enorme ... quase infinito de te perder . E tenho medo de ficar e ter de ir perdendo . Mas espero ainda , desejo-te muito na minha vida . E existe uma voz que quero ouvir sempre : essa que me diz que não devo desistir de nada .

Meu doce Amor , tu és o meu sonho , tu és o encontro mais esperado da minha existência ... Tu és a luz acima das nuvens ...

Até já , meu Amor ...

terça-feira, 8 de maio de 2007

Não te direi adeus..



Entendes esta imagem ? Sei que sim... Só tu podias ...

Sempre pensei que fossem os dias que passamos juntos que nos salvam . Tem sido assim na verdade . Mas algo mudou .
Agora, os dias que passamos juntos , fugindo a uma realidade que é a tua , inventando tempo e espaço onde não existe , inventando um lugar para nós por algumas horas , começam a ser verdadeiramente dolorosos pela sua brevidade .

Porque te quero cada vez mais ...

Porque te sinto cada vez mais dentro de mim ...

Dou o melhor de mim e nada mais resta para te dar . Porque te entrego vida , coração e alma . E não posso , não sei fazer mais .

Sei hoje , claramente , o que sou para ti .

Sou o teu Sonho ... jamais real .

Sou tua companheira ... na distância .

Sou tua noiva ... eternamente.

Sou a tua maior impossibilidade e a tua mais dificil circunstância .

Escrevo-te com Amor , com delicadeza , com brandura . Escrevo-te sem mágoa , sem te apontar culpas ou acusações . Escrevo-te como se a tua mão estivesse na minha e eu te pudesse acarinhar e abraçar com os meus olhos .

Mas agora sei mais ...

Sei que não terminamos esta nossa história hoje , por pura impossibilidade de te perder , de me perderes . Por um Amor que sempre soubemos imperdível .

Mas hoje sei a resposta . E estou aqui . Continuo aqui . Agora , sem lágrimas, com a calma possível de uma decisão tomada nos teus braços .

Nunca te prometerei que posso ficar ... Que a dor e o desalento não serão mais fortes que tudo .

Sim, meu Amor , tu estás parado nesse lugar que é teu , de onde eu não te posso tirar . Mas aquele leve véu de esperança ainda está aqui , sobre nós . Encontraremos um caminho ...

E se não encontrarmos , sei que nunca nos perderemos um do outro , haja o que houver .

Estar nos teus braços , respirar a tua pele , sentir os nossos beijos doces continua a ser Vida ...

Não há despedidas ...
Não quero perder essa Luz , esse riso , essa felicidade nos nossos olhos .
Não quero perder a tua voz a quebrar todos os silêncios .
Não quero perder a tua mão carinhosa sobre os meus cabelos , o teu olhar puro e sereno .
Não quero perder as madrugadas em que me acompanhas por palavras e ternura ... nem os dias tão nossos onde sei que és meu para sempre .
Não quero perder o meu olhar do teu , a tua imagem quando te vejo chegar e o meu sorriso que surge imediato .
Não quero perder as palavras, a doçura , o desejo imenso .
Não quero , meu Amor , perder o único homem que amei na vida ...

Sempre te pedi isto : " Não me percas " ... E hoje , tu querias perder-me ... Como ?
Como acordarias amanhã , como adormecerias sem Nós ?
Como seria cada minuto de cada hora , de todos os dias intermináveis em que já não estivessemos ?
Não entendes que somos um ?
Não entendes que essas tuas lágrimas são minhas também, mas que hoje quero apagá-las ?...

Ainda não , meu Amor , não partas ainda ...

O nosso Amor não se cala , nunca se escondeu , nunca brincou connosco . Apresentou-se imponente e imbatível , puro e eterno . Como podemos desiludi-lo ? Como podemos não viver ? ... Como podemos desistir ? ...

Sempre gostei desta frase e hoje sinto-a em mim . Entrego-a a ti também :

" Para os erros , perdão ; para os fracassos , chances; para os amores impossiveis : tempo . " .

Até já , meu Amor ...

terça-feira, 1 de maio de 2007

Meu companheiro ...


Aqui, neste lugar, onde a noite chega aos poucos , acaricio a tua imagem e soletro o teu nome ...
E o teu nome é feito de esperança, de saudade, de mil vontades e desejos ...
Reprimo constantemente o impulso de agir, de te buscar, de tão simplesmente te tocar ... Reprimo a vontade de ser tua , perante a força do não poder, dos limites traçados desde o inicio de tudo e que queria derrubar , mas não posso . Só tu poderás ou não , um dia...
Resta-me então olhar para dentro de mim e ver-te ...
A vida tornou-se uma estranha sucessão de dias em que te chamo , em que me procuras e nos encontramos sempre ... mesmo que esse encontro seja ainda e quase sempre feito de distância, de inventar um tempo que não estava traçado para nós ...
Quantas vezes imagino que vens até mim e me dizes aquela frase que significa tanto " Eu estou aqui "...
Quantas vezes imagino que realmente me ouves chamar e vens num gesto doce , tão teu , apagar toda a ausência...
Quantas vezes sonho que ficas...
Há uma cumplicidade que sempre adivinhamos ... Um reconhecimento profundo, uma identificação que nunca conseguimos negar . Tu , meu Amor, tens o dom de me entender, de me ouvir sem eu sequer dizer uma palavra, de me amar com uma entrega comovente e uma doçura infinita . Tens o dom de me transformares todos os dias e de me deixares tocar no mais fundo e secreto de ti . Tens ainda o dom de me fazeres sentir bela , amada ... a mulher que mais amaste na vida .
O teu lugar é em nós , aconteça o que acontecer . Podes escolher-nos ou não , mas sabe que sempre serei a tua mulher , aquela que se rendeu sem anseios de fugir , porque o seu Amor por ti não cabe numa vida e vive na força sobrenatural de uma fé inabalável .
Disfarçamos a saudade com a nossa voz , com o encontro das palavras . Mas sabemos que há um beijo que se perde a cada momento , uma porta que não se abre , um silêncio cada vez menos suportável , um abraço e um toque que se desvanece e morre antes de nascer para nós . Sabemos que estamos a perder oportunidades de partilha, de riso , de vida ...
Sei que também sentes a noite e o vazio abismal que traz. E no silêncio e na ausência , procuramos soluções loucas, projectos inexistentes, sonhos hoje ainda impossíveis.
Nós estamos presos um ao outro por laços invisiveis , mas poderosos . Não há libertação , nunca foi possível fugir ...
O nosso Amor cresceu de bases muito seguras , de busca e encontro de Nós .
Cresceu a partir do silêncio que antecede a tempestade que fui eu para ti , tu para mim...
Cresceu a partir da noite que se fez manhã luminosa...
Cresceu a partir de um momento onde não existia outro caminho ou escolha senão amar ...
Foi por ti que desatei todas as amarras que me poderiam impedir de te alcançar , de acreditar ... Foi por ti e por mim que fiquei...
E sei , meu Amor , que mais do que qualquer outra realidade tu partilhas a tua vida comigo , és o meu companheiro ...
Um dia, gostava de escrever esta nossa história , fazer dela o fogo e a verdade perante aqueles que se atrevem a acreditar no poder real do Amor . Dar-lhe-ia o final mais feliz , aquele que não sei se saberemos escrever , tu e eu ...
No fundo, escrevo aqui passos da nossa história ... Onde uma mulher é amada por um homem que não é deste mundo de dificuldades, tristeza, distância . Não ...esse homem pertence a um mundo luminoso , feito de doçura , de verdade , de abraços perfeitos , de cuidado e protecção comigo , de me acarinhar em promessas que não fez , mas que sinto murmuradas como uma brisa mansa de Verão ...
Esse homem é lindo ... Pelos seus olhos , vejo e creio no Amor ...
Esse homem és tu ... A quem um dia , eu disse que queria resgatar da solidão que o teu coração abrigava e fazê-la desvanecer-se. Queria que esse lugar fosse ocupado pelo nosso Amor e que voltasses a acreditar em tudo o que a vida te roubou ... um Amor insuperável, sublime, vivido para sempre .
Acho que consegui , meu companheiro ...



Deixo finalmente palavras belas , um poema tão bonito que na sua simplicidade toca a nossa própria história e sentimento :


Em quem pensar, agora, senão em ti?


Tu, que me esvaziaste de coisas incertas, e trouxeste a manhã da minha noite.


É verdade que te podia dizer: "Como é mais fácil deixar que as coisas não mudem, sermos o que sempre fomos, mudarmos apenas dentro de nós próprios? "


Mas ensinaste-me a sermos dois; e a ser contigo aquilo que sou, até sermos um apenas no amor que nos une, contra a solidão que nos divide.


Mas é isto o amor: ver-te mesmo quando te não vejo, ouvir a tua voz que abre as fontes de todos os rios, mesmo esse que mal corria quando por ele passámos, subindo a margem em que descobri o sentido de irmos contra o tempo, para ganhar o tempo que o tempo nos rouba.


Como gosto, meu amor, de chegar antes de ti para te ver chegar: com a surpresa dos teus cabelos, e o teu rosto de água fresca que eu bebo, com esta sede que não passa.


Tu: a primavera luminosa da minha expectativa, a mais certa certeza de que gosto de ti, como gostas de mim, até ao fundo do mundo que me deste.


Nuno Júdice - Pedro, lembrando Inês


Até já , meu Amor ...



quinta-feira, 26 de abril de 2007

A minha espera ...


Hoje, quero dizer que me sinto triste ...
É aquela tristeza que resulta daquilo que mais queremos e que tem de ser inevitavelmente adiado...
Uma tristeza feita de necessidade de respostas que não existem ainda , de impaciência ... da busca permanente de uma solução que está tão longe de se mostrar...
Uma tristeza que se vai desenhando lentamente em mim , sem eu perceber ou até querer e me invade inteira ...
Meu Amor , sabes a tristeza de terminar mais um dia e perceber que mais uma vez não nos tivemos , não existiu tempo ou espaço para Nós ?... E amanhã será igual ... E depois também ...

Quem me lê, talvez ache que eu sou uma inconsequente ou até tonta ... porque vivo uma relação tão impossivel com esperança ... Mas não sou , eu não estou no escuro . Eu sei a realidade dos teus e dos meus dias , a diferença que vai entre o que sonhamos e o que podemos ter , a quase impossibilidade de permaneceres a meu lado, por mais que o queiras fazer . Eu sei tudo isso e tudo isso me atormenta todos os dias .
Permaneço aqui por um grande Amor . Porque me amas como nunca ninguém . Porque te amo assim , sem poder mentir a mim mesma .
Eu vivo de um Amor quase impossivel , quase possível ... De um abraço hoje impossível , de um beijo hoje impossível ...
Vivo de te acarinhar em sonhos , de te sentir na distância que não podes ou não sabes percorrer , de te sentir preso a uma vida quase sempre mais poderosa que Nós .
Vivo de te olhar de olhos fechados e perceber nem o maior Amor está isento de dúvidas e incertezas quando sabemos que existe um futuro sem planos , apenas sonhado .
Vivo de te tocar num Sonho onde estamos juntos , de mãos dadas , com toda a serenidade e certeza de que ficarás ... É um sonho ... Que me faz bem e mal ao mesmo tempo .
Eu sei que tu és o Homem certo , o sentimento mais puro e pleno da minha vida . E o momento é certo , não podemos afirmar que chegamos demasiado tarde ... A tua realidade é que é errada . Mas disso , não te posso culpar . Ela já lá estava quando eu cheguei . Fui eu que entrei e se alguém tiver de sair , será justo ser eu ...
Não estou a falar em desistir , não é isso . É apenas um breve constatar da realidade . Uma análise de factos para ver que ainda nada mudou e provavelmente , não mudará ...
Pareces um sonho , meu Amor . Parece que nos separam 1000 quilometros . Parece que não existes , que és o resultado de uma linda história que resolvi imaginar e escrever . Porque me parece ser tão injusto que um Amor tão sério , profundo , sublime , tenha de viver por caminhos tão limitados , tão complicados de percorrer .
Tudo mudou dentro de nós ... O vendaval que este Amor provocou é inexplicável , surpreendente ... Mas chegará ? ...
Eu sei que a realidade silencia muitas coisas e pode mudar o mais lindo dos sonhos . Mas há sentimentos e certezas que nem a mais cruel das realidades pode matar , há sentimentos que nascem no misterioso , no eterno , em planicies muito antigas , no pó de mil caminhos já antes percorridos ...

E mesmo que a vida nada permita , que as asas deste Amor não possam voar por existirem duas realidades que simplesmente não são compatíveis , mesmo assim, eu estarei sempre à tua espera ... em qualquer momento da minha vida . É uma promessa que te faço hoje , mas que sinto como eterna .

Há demasiado por viver entre nós , por aprender , por acreditar ainda ... Eu estou aqui , meu Amor ...

E só quero que tu venhas ...

E só quero que tu fiques ...

Vou deixar-te esta frase, que já te disse antes , e tu compreendes porquê ...


O Amor e a verdade estã o unidos entre si como as faces de uma moeda. É impossivel separá-los . São as forças mais abstratas e mais poderosas deste mundo " - Gandhi


O que mais busco para Nós é a verdade ...


Até já , meu Amor ...

sábado, 21 de abril de 2007

Aconteceste em mim...


Aconteceste em mim ...
Num segredo que o meu coração partilhou comigo , num dia mais perfeito que qualquer outro , na fé sem medida que me leva a acreditar no Amor .
Aconteceste em mim...
Como um rio cujo caudal corre inelutavelmente para o imenso mar azul ...
Trouxeste nas tuas mãos a entrega , a verdade e a pureza de quem não teme o poder de um grande amor ...
Trouxeste nos teus olhos o olhar mais doce e mais terno de que tenho memória ...
Trouxeste contigo todas as impossibilidades e com os teus gestos e o teu Amor , de todas as impossibilidades , fazes possibilidades e sonhos ...
Trouxeste para mim o Sonho sonhado quase a medo ...
E tens sido a mais chorada ausência dos meus dias ... Em lágrimas que choramos a dois ...
E tens sido o silêncio mais insuportável e impossível de apagar...
Por toda a falta que me fazes , por todo o bem que és em mim , por tanta felicidade que juntos descobrimos .
Tu és a certeza de um futuro onde quero estar . Contigo .
És a beleza , o encanto e a loucura .
És o riso e a calma de um abraço que me envolve inteira .
És a presença de uma ternura tão vasta que não encontro palavras para definir .
És a harmonia dos meus sentidos e dos meus desejos . Nós somos a dança interminável e insaciável em momentos de puro desejo , onde o Amor abençoa cada instante .
Aconteceste em mim ...
E pouco importa se nos buscamos ou se foi a vida que nos pôs perante uma tremenda prova , questionando-nos , fazendo tremer as tuas estruturas sólidas e as minhas convicções profundas . Pouco importa dizer que somos loucos por acreditar mais , por querer tanto , por amar sem reservas ou máscaras . Eu não te saberia amar sem esta verdade , sem esta pureza , sem esta entrega . Não a ti , que estás tão dentro de tudo o que sou , sinto ou faço . Que estás em mim ... sempre , sempre ...
Aconteceste em mim , meu Amor ...
Nessa noite que eu era , em ti descobri a manhã mais luminosa e serena ... Descobri um horizonte azul e infinito para percorrer de mãos dadas .
Talvez o Sonho seja remoto , talvez uma miragem , talvez longínquo ou inalcançável ...
Mas tu , homem de alma transparente , amas esta mulher da maneira certa , pelos motivos certos , pelas mais bonitas razões ... E sonhas comigo , ao meu lado , olhando para os meus olhos sem fugas , sem regras , sem medo ... Deixando-me encontrar o homem que só eu poderia olhar e reconhecer ...
Aconteceste em mim ...
E és na minha vida um poema que digo chorando de emoção ...
Trago-te dentro do peito , tão dono deste coração ... Trago dentro do peito a resposta que um dia encontrarei nos teus olhos .. porque , meu Amor , trago dentro do peito todos os nossos Sonhos , todos os nossos momentos , e o nosso filho desejado ainda presente apenas num sonho partilhado ... continuidade adorável de um amor que se fez maior que a vida .

Que a nossa história seja só uma... Que o destino seja nosso...

Até já, meu Amor...

........................................................................................
Antes de terminar quero agradecer a homenagem carinhosa que recebi da minha Amiga Broken . Esse prémio que está do lado direito do ecrã e que significa que alguém se sentiu tocado pelas minhas palavras . O desafio é nomear mais 5 espaços cujas palavras sejam de sensibilidade, inteligência , profundidade , que façam pensar , que toquem o coração . E vou nomear com certeza ... Talvez vá falar de quem já recebeu este prémio , mas tenho de ser justa .
Em 1º lugar , esta Amiga :
Broken : http://conversocomigo.blogspot.com ... Não por ser Amiga de verdade , mas pela beleza dos sentimentos , por me acompanhar há muito tempo, mesmo antes dela saber . Admiro esta Mulher cheia de força , que acredita no Amor como só podem acreditar aqueles que sabem o que é amar incondicionalmente . Ela faz-me pensar , sempre fez . Os seus Monólogos são lindos e embora dificil , não cedo à tentação de colocar aqui os outros blogs dela , tão valiosos e dignos como o actual . Mas ela sabe ... Tu sabes Linda ... Sabes o quanto admirei sempre as tuas palavras . Amizade não se agradece , mas obrigada pelo coração bonito que tens.
Mais um lugar cheio de sensibilidade : http://assim_sou_eu.blogs.sapo.pt/ . Outra Mulher admirável , que acredita no Amor e como eu, acredita que este sentimento supera tudo .
Por uma lágrima ... Titulo que me chamou a atenção ... Ao ler este espaço fiquei envolvida pela serenidade dele , pela sensibilidade da escrita , pela doçura das palavras . Por isso : http://porumalagrima.blogspot.com .
Uma sonhadora : http://estaminhacasa.blogspot.com . Pela poesia lindissima , pelo Amor revelado, por fazer pensar...
Finalmente , retenho esta frase " Estamos tão próximos e é tão grande a distância que nos separa " : http://secreta.blog.simplesnet.pt . As suas palavras também me fazem pensar e tocam-me no coração .
Os nomeados deverão retirar o selo e levá-lo para os seus cantinhos . E se quiserem fazerem as suas próprias nomeações.
Muitos outros espaços mereciam este prémio . Existem muitas pessoas a entregar-se aos sentimentos e às palavras escritas de maneira admirável . Mas por hoje , são estes que ficam.
Até já ...

quarta-feira, 18 de abril de 2007

Acreditar...


Um milagre chamado Amor surgiu frente aos meus olhos , desde o dia em que entraste na minha vida . Nada se pode comparar a este milagre, a este sentimento de preenchimento de vida , de dias , de todos os instantes.
A espera por ti , a espera pelas tuas palavras, pela tua voz tornou-se imperiosa e urgente . Tudo em ti me envolve e fascina , me prende e encanta .
Cada passo que dou , desejava que fosse em direcção a Nós , porque te sinto quando me chamas , quando me precisas e pensas . Mas os meus passos estão necessariamente dependentes de ti . Estão presos a uma realidade que é tua e que por forças das circunstâncias tem de ser a minha também .
Em mim, nunca existiu qualquer desejo de desistir de Nós , meu amor... Sei que nunca o vou desejar . Sei que pela frente, tenho um caminho tortuoso e muita ausência . Isso dói... em mim e em ti . Mas virão também dias mais fáceis , em que te olhar e tocar será tudo . Acima de tudo e de todos , terá de estar este amor e a esperança que partilhamos .
Relembro uma frase tua , escrita no primeiro mail que me enviaste , talvez não te lembres, mas eu sim . Talvez tenha sido até um prenúncio : " Sou um sonhador e amante de causas impossiveis " . Seremos Nós uma causa impossivel, meu amor ? ...
Eu não quero acreditar que assim seja . Preciso acreditar que por este amor , nada será impossivel .
Sinto que caminhamos juntos , lado a lado, em frente e para muito alto ... Sei como tu sabes que nenhum de nós poderia prever tanto amor quando as nossas palavras se encontraram pela primeira vez .
A regra de ouro é acreditar . Não quero mais nenhuma neste momento . Não quero questionar , atormentar o teu e o meu coração . Eu sei que não és imune à dor da ausência . Eu sei que também sentes o peso deste silêncio . Eu sei , meu amor , que se pudesses estarias aqui , envolvendo-me com doçura nos teus braços .
Acredito em Nós ... Permaneço fiel ao meu futuro contigo ... Permaneço fiel ao homem com quem sonhei ... Permaneço fiel a um Sonho indescritivel na sua beleza... Permaneço fiel ao teu amor , ao teu puro e honesto amor por mim...
Sei que fui sábia ao olhar-te e ver em ti aquele que sempre procurei. Não quero sequer imaginar que a vida me poderia ter afastado de ti , de te conhecer , de me permitir sentir o irrepetivel amor que sinto .
Talvez um dia a tua vida me afaste ... por isso te peço que lutes por mim, sem desistir ou hesitar. Peço-te que acredites tanto quanto eu ...
Este amor é uma certeza absoluta e incontestável . A noção clarissima de que a busca terminou , que o tesouro foi encontrado, não haverá outro, não há razões para procurar mais nada. Encontramos o nosso lugar no mundo . O meu lugar é em ti . O teu , em mim. É o que mais sinto quando estamos juntos ... Que cheguei a casa , ao meu refugio certo e desejado ... Tu .
Compreende, meu amor ... Eu acredito na esperança de te ter meu , só meu . Arrisco a esperança . Sei que arriscas comigo ...
Até já , meu amor ...

quinta-feira, 12 de abril de 2007

Ao teu lado...


Contigo, todos os momentos são únicos . Cada um deles , ilumina o nosso caminho , o que ficou para trás e o que há-de vir.
Não quero estar triste, meu amor. O sentimento que descobrimos obriga-nos a respirar e seguir em frente . Nunca fugir . Nunca voltar atrás ... ao tempo em que tu e eu percorriamos ruas vazias , sós , fugindo de uma solidão que não estava fora mas sempre esteve dentro , enquanto não nos encontramos .
Encontrar-te e finalmente aprender a amar é apenas o começo da mais linda história da minha vida . Sei que da tua também . Olhar os teus doces olhos e ver-me refletida neles é o caminho que quero seguir contigo .
Sinto que todos os dias damos passos na direcção um do outro , que a verdade de ontem é ainda mais verdade hoje , que o impossível se vai esbatendo contra a parede forte que o nosso amor constroí . Sinto a impossibilidade de não seres meu para sempre ...

Só tu podias reconhecer estes olhos ... Estes são os que chamam os teus num desejo constante de nunca mais te deixarem ir . Estes são os olhos onde te perdes com doçura , onde mergulhas e encontras a minha alma . Que é tua também . Sempre foi .
E quando tudo em mim pergunta para onde iremos, quem somos , onde poderá chegar este amor, eu olho para Nós, para a magia que somos Nós, para a cumplicidade de cada passo nosso , para o riso que partilhamos , para os momentos em que a vida é simplesmente perfeita ... olho ainda para o meu coração e digo-lhe suavemente para esperar , ainda é tempo de acreditar que a Luz que se desenha entre tu e eu será eterna , que nunca mais estaremos sós e que o nosso amor vai fluir como uma verdade indesmentível perante os olhos do mundo . E essa é a resposta para muitas questões que me acompanham...

Agora fecho os olhos e abraço-te , envolvo-te , guardo-te , protejo-te , digo-te : Sou tua, meu amor ... Ninguém foi mais tua do que eu ... Porque te pertenço , porque me pertences . E essa sabedoria tão simples é a grande verdade com que adormeço todas as noites , meu amor .

Quero ser feliz contigo .

Até já , meu amor ...

quinta-feira, 5 de abril de 2007

Silêncio da tua ausência...


Espero-te ...
Todos os dias .
Será a minha espera vã ?...
Será sempre assim ?
Que mais posso pedir-te ? ...
Poderei pedir ?... Deverei ? ...
Tu és aquele que eu devia ter tido medo de amar ...
Tu és aquele que amo sem medo .
Tu és aquele de quem eu devia ter fugido ...
Tu és aquele para quem mais quero ir .
Posso pedir-te inocentemente que acredites no sonho , isso posso ...

Sinto-me só , meu amor .
A realidade levou-te já há alguns dias para longe de Nós .
Estou só ... Porque nestes dias tudo é mais pesado , tudo é mais verdade que Nós .
Estou triste ...
Que será de mim contigo ?
Que será de mim sem ti ?
Quantas questões ...
Sinto as minhas mãos demasiado vazias , num vazio que não faz sentido . Porque nos amamos tanto , porque nos queremos não para hoje ou amanhã, mas para sempre .
Só queria adormecer nos teus braços hoje . Só queria acordar neles amanhã . Ver-te sorrir nesse sorriso transparente que tens. Queria encontrar-me nos teus olhos todas as manhãs , na certeza serena e doce de que me pertences, de que te pertenço .
É tão fácil amar-te mais todos os dias . Tu és feito de doçura , generosidade , bondade , beleza. Foi tão fácil sonhar-te . Deixar que sonhasses comigo ... Mas é tão dificil não pensar, não questionar, não me sentir só, perdida sem ti .
E sei que a tua voz busca a minha todos os dias , mesmo na distância . Dás-me o que podes, roubando à tua vida momentos para Nós . Mas nada chega para apagar esta ausência ... este silêncio da tua ausência .
Até já, meu lindo Sonho ...

domingo, 1 de abril de 2007


Hoje escrevo-te ... porque não posso falar-te .

Hoje, mais uma vez, a tua vida desse lado é mais poderosa que a nossa proximidade . E hoje , logo hoje , eu não queria que fosse assim .

Encontraste-me há um ano atrás ... vieste para mim para me ensinar a amar sem reservas , a aceitar o impensável , a sonhar no meio de uma tempestade que tantas vezes me escurece os dias . Ensinaste-me a esperar por ti ... coisa que até hoje , ainda não sei fazer em silêncio e acho que nunca vou aprender . Nem quero aceitar guardar sonhos dentro de uma gaveta esquecida ou num futuro hipotético ... O sonho de te ter ... o sonho de seres meu ... o sonho que ambos sabemos tão desejado ...

Agora que já vieste até aqui , que me leste , que te deixaste embalar pelo meu carinho e a nossa canção , que te comoveste e me comoveste , que te surpreendi , sei que voltarás sempre . Voltarás comigo , pela minha mão . Eu nunca quero perder a tua mão na minha ...

Hoje é o aniversário do dia em que li as tuas primeiras palavras , o poema que sem me conheceres , fizeste para mim naquele dia ... sem saberes sequer se eu te ia responder . Mas sabes, meu amor , mesmo nesse dia eu já não poderia fugir de Nós . Podes chamar-lhe intuição, desejo ou sabedoria , não sei ... O que sei é que te reconheci como aquele que sempre procurei , apesar de tudo ... apesar de toda a realidade penosa e tantas vezes , devastadora .

Nas tuas mãos está o nosso futuro ... Não sei se ficarás . A escolha inacreditavelmente dificil terá de ser a tua . Serás tu a moldar o nosso destino ... Por mim, sabes que fico , sabes que jamais te quero perder , mas jamais saberei viver assim indefinidamente . Acho que mereço mais , meu amor ... E tu também mereces mais .

Deixo-te um poema lindo, que nos toca tanto :


Estarei à tua espera .

À tua espera no deserto mais duro

e junto ao limoeiro florido ,

onde a primavera nascer ,

estarei à tua espera .

Quando te disserem , meu amor ,

que te esqueci , e mesmo quando for eu a dizer-to ,

quando eu to disser, não acredites .

Quem e como poderiam

arrancar-te do meu peito

e quem recolheria o meu sangue

quando de ti me aproximasse a sangrar ?

Meu amor , é de noite .

A água escura , o mundo adormecido cercam-me ,

Daqui a pouco , romperá a aurora

e escrevo-te , entretanto ,

para te dizer " Amo-te " .

Para te dizer " Amo-te ... protege,

mantém limpo , levanta , defende o nosso amor, minha alma " .

Deixo-te como se deixasse um punhado de terra semeado.

Do nosso amor, nascerão outras vidas .

Em nosso amor , outros matarão a sede .

Virá talvez um dia

em que um homem e uma mulher

iguais a nós ,

tocarão este amor , que ainda terá força

para queimar as mãos que o toquem .

Quem fomos ? Que importa ?

Tocarão este fogo

e o fogo , minha doçura , dirá teu simples nome

e o meu .

O nome que apenas tu soubeste , porque apenas tu ,

sobre a terra , sabes quem sou ...

E porque ninguém me conheceu como uma ,

como uma só das tuas mãos ,

porque ninguém soube como, nem quando ,

meu coração esteve ardendo :

somente teus grandes olhos pardos o souberam

a tua boca , a tua pele , as tuas entranhas e a tua alma ...

Meu amor , espero-te .

Meu amor, meu amor , espero-te ...

E assim termina esta carta ,

sem nenhuma tristeza .

Os meus pés estão firmes sobre a terra ,

a minha mão escreve esta carta no caminho ,

e no meio da vida estarei sempre

ao lado do amigo ,

em frente do inimigo ,

com o teu nome na boca

e um beijo que jamais se separou da tua .

Excerto de poema de Pablo Neruda


Meu amor , nunca duvides . És merecedor de cada palavra que te escrevo , o sentimento que te dedico , todo o carinho infindável que brota de mim para ti , mereces o meu coração , o meu corpo e a minha alma .

Nenhuma realidade faz de ti menos que o mais lindo sonho que já tive e o meu grande e verdadeiro amor , a minha metade ...

Como te disse, o nosso caminho será só um ... tem de ser ... E o momento que hoje festejamos , ditou o nosso destino sem sabermos , desenhou o nosso amor , permitiu a descoberta de algo que só se encontra muito raramente numa vida .

Esta é a nossa história , este é o nosso amor . Quero que saibas : sou feliz por viver no teu coração .

Espero-te , meu amor ...

Até já ...




sexta-feira, 30 de março de 2007

Bem vindo, meu Amor ...


Este é um espaço que escolhi para erigir um altar ao nosso amor ...

Uma homenagem a ti , ao homem que descrevo como maravilhoso, lindo , doce , encantador , apaixonante , sensível , atento , protector e tanto , tanto mais ... quantas vezes me faltam as palavras para ti ...

Tenho um orgulho infindável em ser amada por ti , em amar-te todos os dias mais ...

Escolhi pedir-te para vires até aqui , porque quero partilhar contigo tudo o que me fazes sentir , mesmo que as palavras por vezes te soem mais tristes ou menos esperançosas . Aqui , no que já escrevi , vais reler-te em alguns momentos , nas tuas lindas palavras . Vais reler-me também , porque o que escrevi , já to disse antes. Não queria continuar a escrever sem que me "ouvisses" , não quero que este seja um segredo , porque entre nós , nunca os houve ...

Meu amor , esta é a maneira que encontrei de dizer ao mundo que nos amamos , de dizer aquilo que demasiadas vezes , tenho de esconder . Esta é também a maneira de gritar o meu amor por ti . E é ainda uma forma de dizer a quem quiser escutar e acreditar que mesmo no mais complicado contexto é possível encontrar um amor sincero e grandioso .
Uma vez disse-te : Faz de nós uma história para os outros ... Eu acho que o nosso amor nunca mereceu viver escondido ...
Escolhi a nossa canção para te envolver assim que chegasses . Fica aqui , sente-me em cada palavra .

Tu és o meu Sonho , não me canso de o dizer . Trouxeste nas tuas mãos a doçura e o carinho que me protegem . Trouxeste nos teus olhos o amor maior ... nesses olhos plenos de luz que os meus abraçam . Trouxeste na tua alma a metade que me faltava , a minha busca cessou ...

Eu amo-te . E para ti faltam-me sempre as palavras certas, aquelas que não sei inventar para descrever o que és dentro de mim .

Acima de tudo , sou tua , meu amor ...

Acima de tudo , amo-te ...

Amo-te muito .

Até já , meu Amor...