terça-feira, 26 de maio de 2009


Durante muito tempo, vim aqui para falar de Amor , um imenso , puro e imperdivel Amor.


Falei dele com carinho, com doçura , muitas vezes com dor e desespero . A situação que durante quase 3 anos vivi , não foi uma opção como muitos poderão pensar , julgando-me. Foi uma inevitabilidade . Existem pessoas , existem amores de que não se pode fugir . Existem momentos na vida que de alguma maneira nos esperam , que esperam que façamos o melhor possível . Existem momentos , amores, pessoas que podem mudar a vida inteira . Que estão lá para isso mesmo .


Fiz o melhor que pude , que soube. Ele fez o mesmo . Apenas existia uma certeza incontornável : Não nos podíamos perder . O resto, era um mistério , era esperar que a vida ou Deus , fizessem o melhor possível por nós .


Vivi uma situação condenável ? Sim, mas nunca maldosa, de má fé, nunca suja . Amei este homem com todas as minhas forças e acreditei , com muito medo de acreditar , que o Amor poderia vencer todos os medos . Chorei muito . Quantas vezes adormeci exausta pelas lágrimas.
Posso hoje dizer que fui muito amada . Que amei em igual medida . Que mil vezes me questionei acerca do que estava a pedir a este homem . Do que ele próprio estava a pedir à vida . Teria eu o direito ? Teria ele o direito? No fim, ambos fizemos o que sentimos .


Não foi um processo pacifico . Foi antes uma sucessão de acontecimentos extremamente penosa e ninguém deu pulos de alegria quando tudo se consumou . Se vim aqui escrever que o Amor venceu foi só porque o senti verdadeiramente . Mas o Amor teve um árduo percurso de lágrimas, de medo , de um tormento que poucos saberão avaliar . No fim, sim , venceu . Aliás , está a vencer todos os dias …

Devagar, muito devagar , o amor foi como uma brisa, um vento muito quieto , que se apoderou de lugares e tempos , que foi abrindo janelas e portas tão fechadas e deixou entrar a VIDA.

Devagar , fomos criando a certeza de que o único caminho era este , de que a única alternativa era a escolha séria e definitiva de uma outra vida e de todos os sonhos . Não grandes sonhos , apenas este de estar aqui a escrever e ao meu lado sentir a respiração serena do homem que amo , de estender a mão e tocar-lhe , de saber que nos lábios dele se desenha imediatamente o mais lindo sorriso .


Olho para ele e penso em tudo o que deixou para estar aqui . Não se apaga uma vida inteira , não se fecha uma porta e se esquece o que fica do lado de lá . Quando veio para mim, existiam tantos destroços que temi perder-me , existiam tantas lágrimas no seu rosto que achei que não poderia estar à altura de tantas perdas. Não sabia o que fazer senão amá-lo, abraçá-lo, pedir-lhe que me deixasse amá-lo …


O Amor venceu por muitas razões . Não só porque eu existia . Eu era uma destino mas entre esse destino e todos os acontecimentos dos últimos tempos , muitas razões se diluíram para hoje estarmos juntos . Por vezes, um casamento é apenas o nome que se dá a duas pessoas que já nem falam , que já não se conhecem, onde o Amor já faliu há muito tempo , onde nem um único gesto de carinho ou de reconhecimento é feito em direcção ao outro . Por vezes um casamento é apenas o suceder vazio dos dias ou o barulho a rodear um silencio incomodo . Hoje sei que mesmo que eu não existisse , o fim viria . Não o digo para me inocentar ou para me sentir melhor. Este homem que amo infinitamente talvez nunca tivesse tido a noção exacta do que é ser honestamente amado, querido , desejado. Encontrarmo-nos foi a aprendizagem de um mundo novo , onde eu aprendi a amar e ele a ser amado , onde sou amada e amo , sem limites, sem medos , sem medida , sem jogos .

Pertencemo-nos . Certeza tão evidente há tanto tempo .

Hoje ele está aqui . Todas as noites adormecemos abraçados . Por vezes, antes de adormecer , naquele pequeno momento em que o sono se mistura com a realidade já quase a vencê-la, ainda abro os olhos a medo para o redescobrir a meu lado , mas temendo que tudo não passe de um sonho , que ainda esteja sozinha na minha cama , longe daqui e dele . Mas acordo e ele está a abraçar-me e a sorrir e sei então que este sim é o sonho , o único pelo qual valeria a pena arriscar uma vida inteira .


Existe uma paz infinita no nosso abraço , uma certeza tranquila de saber que agora sim , vivemos . Olho para o meu lado e sorrio . Como posso não o fazer ?... Tenho ao meu lado o Grande Amor da minha vida e esse é um privilégio infinito .


Onde existir um grande Amor , existirão sempre milagres . Gosto muito desta frase . Já a escrevi mais que uma vez aqui . Sempre acreditei nela . O meu milagre , devo-o ao homem maravilhoso que amo e a quem nunca me cansarei de elogiar . Quantos fugiriam ao ver o Amor tomar o lugar de uma vida talvez vazia de sentimentos , mas segura ? Quantos não acreditariam ? Quantos não arriscariam ? Mas este homem tão bonito disse que é possível , disse para ter calma e acreditar . Nunca largou a minha mão mesmo quando tudo era sombrio . Amou-me sem duvidas e condições . Existiu durante todos os dias da minha vida depois do primeiro dia em que veio até mim . Foi a minha vida … É a minha vida…


Obrigada por todo o carinho que recebo . As pessoas que estão desse lado e de quem aprendi a gostar mesmo sem saber quem são , têm tido por mim um respeito e um carinho que me comove . Por isso , achei necessária esta breve explicação . Por isso , hoje escrevi para vós apenas . Eu vou continuar por aqui , não há diferença no Amor que sinto . Apenas o Até já adquiriu agora a sua verdadeira dimensão de brevidade .
Paula

23 comentários:

Maria disse...

Obrigada Paula por ainda me fazeres acreditar na vida... no amor, na pureza dos sentimentos, na verdade e na transparência...

Obrigada e sejam felizes na árdua luta de alimentar o amor todos os dias.

Um beijinho cheio de carinho para vós!

Sonhadora disse...

Olá!!!

Ha muito te leio e te admiro e aprecio a vossa historia de vida.
Vivo quase a mesma historia, mas com um agravante, alem de ele ser casado tambem sou e sofro muito com tudo isso.
Mas aconteceu de um forma simples, sem procurarmos, foi acontecendo e fomos vivendo e estamos tentando viver, sonhar e planejar, afinal "Nada é por Acaso".
Eu esperarei e sei que ele tambem esperara a hora certa para tornarmos o nosso sonho uma realidade como a de voces.
Parabens!!! pela paciencia, perseverança é fé em DEUS e na Vida e nunca ter desistido realmente de voces.
Não Ligue para o que escrevem, criticam, falem de voces o importante é a verdade que existe entre voces dois, o resto... bem a palavra ja diz tudo é RESTO e não tem por que voces darem ouvido.
Na realidade querida Paula eles tem é inveja do que Voces foram capaz de fazer e da vossa coragem, coisa que faltam a eles todos no geral.
E a isso so posso classificar realmente de RESTOS e covardes.

Fiquem com DEUS e que o amor de voces cresça cada segundo mais e mais com as benção de DEUS.

Beijinho :)

Verdinha disse...

"Onde existir um grande Amor , existirão sempre milagres"

quero tanto acreditar nesta frase.. mas enfim.. que a tua vida seja sempre uma sucessao de milagres =)

por uma lágrima disse...

Aceita o meu respeito
O carinho que sempre senti
A admiração que nutro por ti

Beijo doce duma lágrima salgada

Peregrina disse...

Que esse amor continue a preserverar por muitos e bons anos! *

Joana disse...

Obrigada por transmitires a verdadeira essencia do amor...
Também eu vivo um amor complicado, ele é muçulmano, vive num país de tradições e costumes muito diferentes. No entanto, nos amamos muito, já estive com ele algumas vezes e pensamos dentro de meses juntar os trapinhos.
Será muito dificil ir contra tudo o todos, os preconceitos das nossas familias e amigos sao enormes, mas iremos lutar por tudo.
Espero dê tudo certo e que o nosso amor vença :)
Parabéns pela tua vitória! Foste muito lutadora, mereces!
Beijos

Abraço-te disse...

Quanto me Alegra por esse amor acontecer
Quanto me encanta esse amor conseguir prevalecer

Abraço-te, Abraço-vos e continuarei a fazê-lo, com muito carinho e apoio!!!

Abraço-te eternamente...

Eu, Tu e os meus dilemas disse...

Eu que te leio desde há muito tendo, ou não tendo um blog onde escrever, leio posso dizer que testemunhei ainda que por palavras toda a historia quase desde o inicio. Tenho pena que andem por aí a confundir-te, a falar do que não devem e acima de tudo apaguem o blog sem assumir publicamente os erros (pelo menos não que eu tenha visto!!!). És sem dúvida um exemplo de força, de coragem, de amor e de busca pela felicidade, essa tal palavrinha que poucos conseguem alcançar e que muitos têm medo de procurar. Desejo mesmo que sejas super feliz com o teu grande amor e que, acima de tudo continues a vir aqui, o lugar que segurou muitas vezes as tuas lágrimas, porque pessoas como eu, que gostam de te ler vão adorar seguir este grande amor!Beijinho
Ninita de Sempre

Som do Silêncio disse...

Boa noite Paula!

É com um sorriso nos lábios que te escrevo. Acompanho a tua história quase desde o início, e sempre pensei "um dia...eles vão conseguir".
Hoje fico realmente feliz por ver que tinha razão.
Não baixaste os braços, o que provavelmente muitas pessoas o faria, ele sempre acreditou em ti e no que sentia.
Estou feliz pelos dois.

Vivam esse Amor...e continuem a acreditar :)

Beijo meu
Som

Cláudia disse...

Fiquei completamente apaixonada por este blog :)

Linda história.

Um beijinho

Maria Madalena disse...

PARABÉNS! É a palavra que me ocorre para transmitir a Felicidade que senti ao ler a concretização de algo pelo qual torci de cada vez que vim ler palavras de desespero e de um infinito Amor!
O Amor vence todas as barreiras, sem dúvida. Sejam muito Felizes!

Cláudia disse...

Parabens por um amor tão lindo :)

Beijinho

malu disse...

já não vinha há algum tempo... porque sei lá...apesar do "meu" amor também há quase dois anos em dizer, que tem que ser devagarinho, esta espera de ambos, e que continua a acreditar e que um dia vai fazer com que todos os que não acreditam em nós, se afastem pra nos deixar passar... há momentos de fadiga emocional que me fazem quase desistir... e ás vezes, pesnso que sou eu, quem já não acredita...de tanto esperar...

Obrigado Paula, por milagres de vida e do amor como a tua história serem desta forma tão bonita partilhados, pra que possamos todos os que passamos por situações semelhantes, aportar aqui e, mergulhar da esperança que este desfecho bonito nos transmite...

reconheço a dor do vosso amor, e a dor da espera por esse resto das vossas vidas agora unidas, que desejo entre todos os afins, seja repleta de felicidades para ambos...e sinto uma pontinha, não...uma imensa inveja... de já terem lá chegado...onde nós também almejamos... a essa paz de finalmente estar junto de quem se ama...

(vou copiar...e linkar...este post se me permites...porque o quero sentir, ainda mais "meu", porque eu e o "meu" amor também merecemos...e porque por mais que escreva... ler, e chorar como aconteceu com este texto...só mesmo com palavras tuas... e o que importa é que as senti, ou queria sentir igual...e ainda...e sempre)

obrigado, por teres sempre escrito desta forma que me faz voltar, de tempos a tempos, e por ter aqui chegado, e ter voltado a ACREDITAR...neste Milagre, que é o AMOR

bj da malu

malu disse...

já não vinha há algum tempo... porque sei lá...apesar do "meu" amor também há quase dois anos em dizer, que tem que ser devagarinho, esta espera de ambos, e que continua a acreditar e que um dia vai fazer com que todos os que não acreditam em nós, se afastem pra nos deixar passar... há momentos de fadiga emocional que me fazem quase desistir... e ás vezes, pesnso que sou eu, quem já não acredita...de tanto esperar...

Obrigado Paula, por milagres de vida e do amor como a tua história serem desta forma tão bonita partilhados, pra que possamos todos os que passamos por situações semelhantes, aportar aqui e, mergulhar da esperança que este desfecho bonito nos transmite...

reconheço a dor do vosso amor, e a dor da espera por esse resto das vossas vidas agora unidas, que desejo entre todos os afins, seja repleta de felicidades para ambos...e sinto uma pontinha, não...uma imensa inveja... de já terem lá chegado...onde nós também almejamos... a essa paz de finalmente estar junto de quem se ama...

(vou copiar...e linkar...este post se me permites...porque o quero sentir, ainda mais "meu", porque eu e o "meu" amor também merecemos...e porque por mais que escreva... ler, e chorar como aconteceu com este texto...só mesmo com palavras tuas... e o que importa é que as senti, ou queria sentir igual...e ainda...e sempre)

obrigado, por teres sempre escrito desta forma que me faz voltar, de tempos a tempos, e por ter aqui chegado, e ter voltado a ACREDITAR...neste Milagre, que é o AMOR

bj da malu

Luz disse...

Olá,
Já conhecia este blog e, sempre senti que o amor é uma constante o que muito aprecio, porque o mundo dos afectos é também o meu. O amor puro, autêntico, genuíno e verdadeiro é aquele em que acredito, quero viver e vivo...
Adorei o texto. Dou-lhe os parabéns pelo mesmo e acima de tudo pela coragem que também poucas mulheres têm em assumir um amor assim, posso dizer que eu faço parte do seu grupo.
Ele também está de parabéns porque soube finalmente perceber o seu amor e aceitou-o sem medos, receios..., ou melhor enfrentaram juntos tudo aquilo que sabiam pelo que estavam a correr e venceram. Eu também corro..., e sei bem do que fala e, aqui descreve nesta história de vida, uma história de amor, por vezes, as mais dolorosas são também as mais belas.
Uma vez mais os meus parabéns e, as maiores felicidades para ambos.

E, vou voltar, acredito que tenho mais para dizer.

Beijinho

Sonhadoremfulltime disse...

Olá Paula,
se não estivessse a ler este blog, julgava estar diante de um espelho a reflectir a história que estou a viver.
Amor!
Verbo sem tempos que vive do rorejar do coração e só sabe a quem sabe saborear do deleite, sentir o paladar de todos os sentidos misturados na descoberta do sensual, do perfume, do ofegante poder de beber e respirar outro ser.
Amar é como apreciar uma flor carregada de magia, de perfeição, odor e prazer. É deixarmo-nos entrelaçar pelas folhas verdes da esperança.
Amor! Possuidor de uma voz que não fala e um olhar que pela voz tudo diz. Tem uma neblina matinal para nos abraçar no nosso espaço. No nosso lugar. E do saber amar ficamos somente nós.

Parabéns

JC

Mitsotaki disse...

Há muito que conheço o seu blog, mas nunca tinha tirado tempo pra ler com olhos de entender todos os seus posts mais antigos...hoje finalmente consegui fazê-lo.

A sua (vossa) historia é muito linda...com partes onde me identifico a 100% por estar a viver o mesmo neste momento, mas que me faz continuar a acreditar que não há Amores impossivéis,que quando duas pessoas se amam mesmo,nada nem ninguém poderá impedir que o final seja feliz.

Continuem a ser felizes, amem-se como no primeiro dia e que o sol continue a brilhar nos vossos corações.

Laura disse...

Nossa que lindo teu texto!
Lindo o sentimento que os move, algo tão raro hj em dia.
Que vcs sejam felizes e que esse abraço que durante a noite acontece, se perpetue pelo infinito.
Um grande abraço.

Cláudia disse...

Uma boa semana, um beijinho e um sorriso. :)
***

Cibila disse...

Vivo uma história muito parecida com a sua, e por muitas vezes me reconheço em seu lugar... Amo ler vc!

Eclipse luar disse...

Gostava tal como outros aqui presentes no teu blog de poder dizer o mesmo. E realmente falas ai de algo , que tambem me dava cá um jeitinho bom , a mao de deus nisto tudo...Não sei bem qual a tua historia, mas não parece ser tão diferente da minha. Embora talvez com as dificuldades a serem superadas serem muito diferente, os obstaculos devem ser igualmente parecidos e muito muito dificeis no meu caso tambem.
Nunca fui muito relegioso, mas lá que me dava um jeitinho uma ajuda superior dava...
bjinho e agora aproveita bem, tu como ninguem sabes o quanto dificil foi xegar a esse ponto.
Felecidades enormes , de alguem que nao te conheçe mas que muito bem se identifica com o que passas.te.

Anónimo disse...

Fala-nos de vós... Está a resultar?
Volta para nos dares parte do testemunho de vida que iniciaste... Quem sofre ainda como tu sofreste, vem aqui buscar alimento secreto para a alma...

Beijo grande...

Uma leitora...

CrisTina disse...

Saboreia esses amor como uma dádiva de um deus qualquer.
Vivi uma história igual, mas com um final diferente... ele não veio e ainda choro...