domingo, 14 de outubro de 2007

Imagens de nós ...


Hoje acordei com fotografias nossas. Imagens de nós que guardo num lugar muito fundo de mim e que encontrei quando encontrei em ti o amor.


A essas fotografias chamo memórias. São feitas de uma luz diferente, de um calor difícil de explicar, de uma perfeição inigualável.



E de novo esta palavra: perfeição…


Porque a uso tanto se exteriormente, a nossa história pouco tem de perfeito? Se não tem verdadeiramente tempo ou lugar? Se nasceu no meio de tudo o que não se pode ou deve por tantos motivos, mudar?


Mas nas fotografias que conservo na minha mente e nos meus sentidos, vejo essa perfeição. Sentimento curioso de olhar para uma história de amor e ver todo o futuro a desenhar-se numa beleza certa e segura. E depois saber tão bem que não será exactamente assim.


Quem me lê, talvez ache estranho que um amor tão emocionadamente descrito e vivido como este, permaneça indefinido, cheio de incertezas e questões. Outros talvez nem sequer acreditem que é amor. Mas quem sabe olhar, sentirá a verdade e a intensidade do amor em nós. Pelas minhas e pelas tuas palavras que também já aqui deixaste …


Eu também acho estranho e injusto que um grande amor permaneça rodeado de impossibilidades.

Existe o possível. E o possível é feito de pequenas horas onde por vezes vivemos quase uma vida. É como beber água para depois atravessar mais um pouco de deserto.


Hoje acordei com fotografias nossas e eram lindas … Se pensar racionalmente, fico triste, chocada até, com o pouco tempo que passamos efectivamente juntos durante mais de um ano. Mas olhando para esse lugar de memórias, a vida que nelas existiu supera toda a minha vida, toda a razão e as lágrimas que tantas vezes me pertenceram.


Entendo que temos um “álbum de fotografias “ cheio de emoção, mistério, cumplicidade e felicidade. Onde o Amor nunca se ausentou ou hesitou. Nunca …


Vejo então as nossas fotografias … Como uma vida inteira, elas passam diante de mim, fazendo-me sorrir pelo mistério das coincidências impossíveis que nos conduziram um ao outro. A minha escrita a encontrar a tua escrita. A surpresa de te encontrar e não te deixar ir mais. A primeira vez que te vi. O primeiro beijo. Meu Amor, o beijo mais esperado da minha vida … E acho que continua a ser assim ainda hoje…


Vejo os nossos risos, as nossas mãos que nunca se separaram. Vejo-nos muito alto, apostando acima de qualquer valor. Vejo-nos em fotografias feitas de saudade. Tenho de sorrir ao rever a calma e a doçura que nunca te abandonaram, quando desesperei. Porque em ti tudo foi verdade, porque nunca existiram máscaras. Apenas ternura infinita e fé em nós.


Vejo as imagens bonitas. Passo-as uma a uma e sei que tantas vezes fazes o mesmo. Foges para nós para te encontrares e aí, existe uma verdade diferente, onde sabes que devias estar, onde sabes que serias feliz.


Não terei paz enquanto o meu mundo não for partilhado contigo, enquanto tu , meu Sonho , não estiveres comigo . Porque a serenidade, só a encontro quando te encontro nos meus olhos.



Perdemos tempo , muito tempo ... nesta distância , neste silêncio , nesta ausência ...



Mas sou tua , meu Amor . E essa é a lei do Amor verdadeiro . A entrega e a certeza de se doar a alguém ...



Por isso sei que amanhã , construiremos juntos , novas imagens para acordarem connosco , para nos ajudarem pelos melhores e piores tempos...


Até já, meu doce Amor …



2 comentários:

Paula disse...

Se quem te lê não acredita na veracidade e intensidade desse Amor, é porque não conhece o Amor.

É possível que nem todos tenham a capacidade de o entender, mas por ser tão belo e grandioso e não poder ser vivido na sua plenitude.

Minha Querida, vai guardando sempre no teu álbum todos e cada momento em particular, para os poderes olhar naqueles duros momentos de ausência. Ao reuni-los, terás, estou certa, um dia mais tarde, a oportunidade de os recordares conjuntamente com esse Teu Grande Amor.

Bjinho muito, muito grande.

gi disse...

Paula eu acredito nesse amor,sim e creio que se vc esperar vc vai viver ao lado dessa pessoa ...para Deus não existe o impossivel!
Eu tambem amoo mto uma pessoa que no momento não pode ser minha,mas nosso sentimento é recíproco,sei que ele tambem sofre,tudo tem seu tempo! bjs