domingo, 21 de outubro de 2007

À tua espera ...


Estou aqui . meu Amor ...
Não ouço a tua voz , não te vejo ao meu lado , não te posso contar o meu dia ou o arrastar das horas em que te espero . Nem sequer espero ver o teu rosto ou o teu sorriso . Espero apenas uma mensagem ou a tua voz do outro lado da linha .

Deixei de esperar muito . Apenas espero numa esperança sem fantasias , o pouco que tu me podes dar .

E um destes dias , sim, verei os meus olhos iluminarem-se perante a tua presença . Serei tua e tu meu . Mas será apenas um dia , um momento nesse tempo que teima em falhar-nos .

Estes dias parecem-me inúteis , sabes ? Tu sabes , sentes a mesma frieza e o amargo das horas a passarem sem nós . Nessa vida que tens e que te afasta de mim , sei que me necessitas , tal como eu a ti . Nessa vida em que não entro , onde não existe ou jamais existiu um milagre do tamanho deste Amor , onde sei que estás tão só quanto eu aqui .

Muitas vezes , olho-te sem que me olhes. Enquanto fazes qualquer coisa e eu não consigo afastar o meu olhar de ti . E pergunto-me quem és tu , de onde vieste para mim e porquê . Porque não compreendo ainda a dimensão ilógica deste Amor que nos abraça e nos prende num caminho juntos . Um caminho tortuoso , cheio de obstáculos que considerei inimagináveis para mim e que hoje vivo , por ser essa a única maneira de te ter .

Um dia , sentir-me-ei demasiado ferida por tudo aquilo que não farás por nós . Nas horas de maior solidão já o sinto . Mais uma vez o porquê . Quantas perguntas sem respostas tenho colocado a ti e a mim , meu Amor ...

Estes dias sem ti repetem-se e doem . O tamanho deste Amor dói e faz-me sentir tão pequena e frágil . Faz-me saber que só contigo me sinto plena , forte e feliz , meu Amor ... muito feliz .
Quanto te olho , guardo tudo de ti . O mais breve gesto , fica , permanece , acompanha-me agora que estou só . Guardo as horas em que és meu , em que te olho e vejo a mais bela parte de mim , em ti .
E então , sozinha , sorrio . Porque o que tu me despertas , vai muito além daquilo a que vulgarmente se chama Amor . São mil pequenas e grandes coisas , sentimentos , medos e sorrisos . É um carinho infinito , uma ternura inevitável , urgente . Uma vontade de viver contigo . E parece que estou à espera que a minha vida comece , ao esperar-te assim.
E no fundo , estou .

Sempre ouvi dizer que nunca devemos colocar a nossa felicidade nas mãos de outra pessoa, nunca depender de alguém para ser feliz . Mas a minha felicidade está inelutavelmente ligada a ti , não posso escondê-lo ou deixar de o aceitar . É verdade . Mas para mim, tu não és outra pessoa . Pertencemo-nos , meu Amor . Em laços eternos e inexplicáveis , estamos ligados .
Se cair , meu Amor , cairei de tão alto . Seria mais fácil ceder ? Desistir ? Não esperar, neste desespero de me encontrar sem ti ?

Cheguei neste momento da tua vida ... O momento onde já não existia lugar ou escolha . Mas cheguei para te oferecer um lugar junto de mim , para te oferecer um Amor maior em que acreditar , para te mostrar um sonho imenso , mesmo que ele seja impossivel .

Inventamos juntos um lugar e uma vida nova , paralela à real . Mas o preço é alto . Não podemos segurar essa vida para nós , não podemos permanecer nessa paz que não existe em mais nada ou ninguém senão em nós . Deixei de contar as despedidas , deixei até de contar os dias , os meses ... Deixei de pensar o quanto queria permanecer no mundo tão cheio de luz que sabemos inventar ...

Partimos juntos para este lugar onde estamos ... Nada mudou no final . Tu continuas aí e os meus dias começam e terminam sem o teu rosto . Uma pergunta exalta-se em mim , mais do que qualquer outra : Será sempre assim ?
E tu não respondes . Estás à espera que a vida responda por ti . E eu estou à tua espera ...
Que será de nós , meu Amor ? ...
Até já , meu sonho impossivel .

7 comentários:

Daniel Aladiah disse...

Querida Paula
Gostaria de te dizer que não há amores impossíveis, mas também os há, infelizmente. Contudo, quando menos esperamos, a persistência surpreende-nos...
Um beijo
Daniel

Angel disse...

Não consegui ficar indiferente..ao que escreveu...está lindo...são aqueles amores..que realmente nos ultrapassam...são aqueles sonhos...que dizemos ser impossiveis..mas são os que mias mexem comnosco...uma boa noite para si

por uma lágrima disse...

Acabei de ler a mais bela balada de amor...
Beijo doce duma lágrima salgada

suelem disse...

tenho tudo em comum...sentimentos, vontades...uma amor impossivel..e uma espera infinita...não sei até onde isso vai...mas to cansando.
queria muito poder conversar ctgo, acho q vc seria á única pessoa q m entenderia...lindo o texto bjo

Fátima disse...

Olá paula!
A leitura deste texto deixou-me de tal forma envolvida que termminei a chorar.
As vezes na vida a amores que sao quase impossiveis de viver, mas quando queremos tanto a alguem da mesma maneira que tu queres, esse impossivel teria de ser real!

Um beijo cheio de carinho para te confortar neste momento menos bom.

Paula (Broken) disse...

Paula,

Até que ponto é possível conviver com tanta dificuldade, com tanta espera...

Ai Amiga, as lágrimas rolam no meu rosto e não as consigo controlar, perante palavras que me são tão familiares.

Porque tem que ser tudo tão difícil e complicado.

Só te peço uma coisa Miga, não desistas. Aguenta-te, firme.

Bjinho recheado de lágrimas

Anónimo disse...

Michel chorando... Chorando MUITO!

Você não tem noção de como esse poema me tocou. Parece que vc leu meus pensamentos. Coisas que nem eu sei explicar pra mim mesmo, mas que estão ali, naquele poema.

Muitas lágrimas caem do meu rosto agora...

Preciso conversar com ti... saber o que fazer! Ainda tenho esperanças enormes de viver esse amor, mas as duvidas são traídoras... e sei que nada mais depende de mim, só dela...

e aí me pergunto, tal com vc... "será pra sempre?"

me add no msn... PRECISO cvsar com vc!!

jesus_suburb@hotmail.com

Michel Braga Freitas"