domingo, 13 de abril de 2008

Na dificil ausência de ti ...


Se eu soubesse o que era o amor antes de te conhecer , o susto não teria sido tão grande .

Mas foste tu , e percebo hoje , só podias ter sido tu , que me ensinaste o que só a experiência desse sentimento pode trazer à alma humana. Foste tu que me ensinaste a não dizer adeus . A unir as nossas mãos sem nos tocarmos . Foste tu que me ensinaste que um momento pode significar uma vida e que o amor pode nascer e triunfar nas mais estranhas e difíceis circunstâncias. Ensinaste-me que nada é simples nesta vida , mas ao teu lado tudo é límpido e sereno . E que a gratidão e a surpresa de te ter vivem aliadas e nunca se desfazem perante a adversidade . Aprendi que existem pessoas ao lado de quem nos sentimos eternos e que existem amores imperdiveis e infinitos .

Por isso quase me assusto ao olhar para dentro da minha vida e perceber onde estou , porque estou e quem está ao meu lado . E o que sinto , sobretudo o que sinto pela primeirissima vez ...

Amo-te desde que entraste na minha vida . E por vezes, acho mesmo que te amo antes dos passos que te conduziram a mim . Parece que te reconheço em lugares onde não estiveste , em momentos meus que desconheces , em tudo o que fui antes de me pertenceres , antes de ser tua .

Onde estou ? Estou no lado errado da tua vida , talvez tenha chegado tarde , talvez tu vivas entre o desejo e o medo, a culpa e a vontade de viver , e nunca seremos mais do que este muro enorme a impedir a plenitude . Estou profundamente presente em ti , bem sei . Nem por um só instante duvidei .

Porque estou aqui ? Respondo sem hesitar que estaria sempre , que te amaria mesmo que tu não quisesses amar-me. Amar-te-ia mesmo que nunca mais te visse nesta vida. Estou aqui porque entre nós tudo foi puro e transparente . Porque nos amamos num tempo fora deste tempo , de mil maneiras pouco definidas ainda . Porque a nossa entrega foi perfeita , plena , inesperada e simultaneamente tão definitiva.
Posso amar-te em silêncio e permitir que tu sejas um segredo . Nada te levará de mim, mesmo que vivas no meio de tudo o que é proibido .

Quem está ao meu lado é um ser humano admirável, doce e generoso. Merecedor de todos os abraços e de todas as caricias que guardo . É o homem que amo , que me ama e que espero sempre que a noite envolve o dia , mesmo que não venha , mesmo que nada mais seja possível .
Eu estarei sempre à tua espera , meu Amor ...

Viver ao teu lado é inventar um mundo e parar o tempo à sua medida . Juntos entramos num lugar intensamente iluminado , de cores inesperadas , vivo , onde se respira o mais puro ar , onde somos livres . Depois , quando o tempo tem de percorrer o seu curso normal , e a vida impõe a realidade , à medida que os quilómetros nos afastam , o mundo vai escurecendo e a luz apaga-se lenta mas seguramente .

Foi de novo assim que me despedi de ti debaixo daquele céu cinzento e chuvoso . Quando me deste o último beijo debaixo da chuva , senti que deixava ali o meu mundo bonito e tinha de reentrar no compromisso de viver sem viver . Mais uma vez , essa transição foi brutal , como se o ar me faltasse de repente , como se o tivesse deixado em ti e só tu pudesses devolver-me a vida .

Sei que sentes cada ausência tanto quanto eu . E por cada vez que sinto esta solidão sem ti , desse lado sentes igual . Somos duas almas buscando-se, sentindo-se, tocando-se sem se ver e sem ser necessário nada mais que o amor para concretizar esse milagre .

Fazes-me falta , meu Anjo , meu Amor ... Retribuo a tua frase simples , dita hoje ao chegar da noite : Esta ausência é tão difícil ...

Até já, meu Amor...

13 comentários:

Anónimo disse...

Sempre que te leio todo o meu corpo é invadido por uma saudade... porque todos esses momentos, todos esses sentimentos foram por mim vividos e hoje fazem-me tanta falta... uma falta que doi... doi muito.
Adoro ler-te.

Bjinho
lagrimatua

Ninita de Sempre disse...

O problema não é a ausência...é o facto de pensarmos que esta forma de ausência pode nunca ter fim!Força...Beijinho***

Verdinha disse...

amei cada palavra..
" Amar-te-ia mesmo que nunca mais te visse nesta vida." sinto o msm, é incrivel como deixamos de "existir" realmente sem eles..

beijooo

lovegirl disse...

Nem tenho palavras...
desculpa, mas não consigo escrever nada com nexo nem expressar o que senti ao ler este post!

Boa sorte e mt força!

"Onde estou ? Estou no lado errado da tua vida."
é como me tenho sentido durante o dia de hoje

Miguel Barroso disse...

o verdadeiro sabor está nos cheiros que se tocam entre olhares sentidos

A SEIVA

O Profeta disse...

Hoje não vou falar de amor
Hoje tenho saudade de canções
De uma voz perdida no tempo
Que me ensinou o sonho, as emoções

Hoje senti saudades da minha rua
Da casa fria e quente da ternura
Do cheiro a lenha, pão amassado
Dos abraços tidos de forma tão pura


Hoje convido-te a saberes um pouco de mim

Boa semana



Terno beijo

Anónimo disse...

Valerá a pena a espera???
Quando a mulher descobrir, verás realmente o amor que ele tem por ti.VERÁS A GRANDE INTENSIDADE.
SEM OFENSAS.

bjs

flamenguista roxo disse...

PAULINHA!!!!!!!

LINDO O TEXTO ESCREVEU COM EMOÇÃO HOJE.
EU TENHO CERTEZA ELE AINDA SERÁ SEU POR COMPLETO...PALPITE DE HOMEM.
UM BEIJOS NOS TEUS OLHOS.

brisa de palavras disse...

Longa essa ausência que deixa marcas e dores...
um abraço
brisa de palavras

Angel disse...

Olá Paula..sabes que indentifico-me tanto..com muitas coisas que dizes e tens uma maneira unica de o fazer..é gosto vir aqui ler-te...porque quem espera sempre alcança..=)..por mais dores que sofra..acredito nisso..beijinhos uma ba tarde..

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Amiga, longa ausência... mas esta espera ! Desespera... Lindo!!!
Parabéns!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Patricia disse...

Amas mesmo esse rapaz, e isso, nota - se pela maneira que escreves, uma maneira tão pura e sincera que só quem ama verdadeiramente alguém consegue escrever. Está realmente bonito o teu texto . Gostei. Vou passando .

beijo

Minerva disse...

Sim é verdade... Há amores que nascem assim só de palavras, sem presença física. São intensos e puros e o que quer que acontença depois, esse começo marcará sempre a vossa história... Revi-me nas tuas palavras, ainda que a minha história seja diferente, bem diferente...

Abraço