quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

Amor impossível ?

Ontem tu vieste ...
Ontem , quando a esperança falhou , tu vieste , tu sentiste , tu foste mais uma vez a Luz que nunca me desiludiu .
O telefone tocou . A tua pergunta : "Estás aí ? " . Sim , estou ...
E quando te julgava longe , tu disseste " Eu estou aqui . " .

Como todos os Amores impossíveis, o nosso é lindo e sublime . Cresceu mais que nós , instalou-se, fez-se viver , defendeu-se de todos os perigos .
Lembro-me do teu primeiro mail , no dia 01 de Abril de 2006 ... que mau augúrio ser no dia das mentiras , só pensei nisso muito mais tarde . Porque nunca te associei a falsidade ou mentira . Tu foste sempre limpído , transparente , mesmo quando tiveste de revelar o que eu não queria ouvir . Que na tua vida existia uma relação que já tinha sido de amor e de sonhos e que agora não passava de um contrato . Mas ainda assim , quase imutável ...
Queria roubar-te desse teu mundo , juro que queria . E sei da indignidade destas palavras... Queria que fosses egoísta e pensasses só em ti e em como és feliz comigo . Mas no fundo , entendo o imenso ponto de interrogação que sou na tua vida , como me disseste com lágrimas . Entendo que a tua vida não estava preparada para este sentimento , que as suas estruturas tão organizadas e firmes estão a ceder todos os dias perante uma força desconhecida , mas poderosa .
Eu acredito no sonho , meu Amor ... Sempre acreditei . Acredito que um dia , tu encontrarás a coragem para ficares onde é a tua casa , em mim .
Sei que não te sentes bem a mentir , não está em ti . Sei que sofres ...Meu Deus , como sei !... Essas horas que também partilhamos , entre palavras tristes e lágrimas , mostram-me o tamanho de tudo .
Sei que me amas como nunca na vida amaste ... não precisavas de o dizer , eu saberia sem palavras .
Mas as palavras têm sido o nosso chão , a nossa verdade . E mesmo quando só elas podem existir , tu nunca me deixas , meu amor ...
Tu és o meu sonho .
Até já , meu Amor ...

4 comentários:

tibeu disse...

Olá
Vim aqui por acso e parece-me que serei das primeiras a comentar.
Portanto vamos tentar ser amigas, virtual ou não pouco importa. Li o que escreveste e achei interessante.
Digo eu... porque não lutas por aquilo que gostas? Nada na vida é impossivel. Luta
Se quizeres passa pelo meu blog e traz um selo dos meus, o que mais gostares.Serve para alegrar o teu blog e lembrar-te que caso queiras tens uma nova amiga. Até breve
Um beijo

Por uma lagrima disse...

Foi no silêncio que li a tua história... Banhada em lágrimas, absorvi-a e compreendi-te...
Faltam-me as palavras...
Quero dar-te força... perdi-a.
Luta pelos teus ideais, luta por esse AMOR. Não te anules... sê forte.
Deixo-te um beijo com mto carinho

broken disse...

Paula,

Se já te apercebeste, sou uma pessoa muito frontal e verdadeira.

Quanto comento outros amigos virtuais, faço-o exactamente desta maneira.

Tinha muita coisa para te dizer, mas penso não ser aqui o melhor sítio.

Sei tão bem como tu o que é ter esse amor "impossível" connosco. A sensação que nos causa, a alegria que nos provoca, a infantilidade em que nos põe. Mas...também conheço o outro lado que, certamente, também conheces tão bem quanto eu. A ausência desse mesmo Amor.

Tens o meu mail, se te sentires àvontade, procura-me. Tenho muito medo do que possa acontecer contigo. Tenho um livro que te quero aconselhar a ler, tenho a minha história para te contar abertamente se assim o quiseres.

É na partilha dos nossos momentos bons e menos bons que nos revemos.

Não te quero de forma alguma dizer para desistir. A única coisa que te quero transmitir, é o "outro" lado, não o teu. Como sabes, estou nos dois.

Jinho grande

dor, amor, solidão disse...

Admiro a sua sensibilidade na maneira como escreve, toque que dá nas palavras que aqui escreve! Li o seu blog, e confesso que gostei muito!