quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

Se existires...

Hoje, não resisto a colocar aqui as palavras que pela primeira vez te trouxeram até mim, meu amor ...
Foi a primeira vez que te falei , sem saber sequer que era para ti que falava , que me irias ouvir , que existias ...
Agradeço-te para sempre por teres lido as minhas palavras e teres entendido . Sei que no fundo do teu coração , me sentiste a chamar-te .

" Amor é o que mais desejamos ter e mais precisamos de dar ...
Precisamos dele ... para ter paz e tormento, liberdade e abraços longos , apertados , silêncio e turbilhão na alma.
Para mim, esse sentimento tem o teu rosto , o teu aroma , a tua voz. Falo da minha solidão imensa... imensa... e tu tocas-lhe, quebrando todas as incertezas que carrego .
Tenho pensado em ti durante tanto tempo ... penso no teu rosto , no teu riso , nas tuas mãos , no seu toque.
Percorro dias e ruas e horas esperando reconhecer-te . Esperando poder dar-te as palavras adiadas por não terem quem as saiba ouvir. Espero-te aqui , só e em silêncio , e pergunto-me se andarás tão perdido como eu .
Não te conheço , não sei o teu nome , mas caminho para ti e um dia, darás sentido ao vazio que , sem ti , é permanente .
Há momentos em que a distância deixa de existir entre tu e eu ... quando os dias são demasiado longos e o sono não os vem apagar, é para ti que fujo e tu limpas a minha alma . E se chego a duvidar, perdoa-me , é a vida a roubar-te de mim.
Queria dizer-te que já cheguei a confundir-te com outros, tão grande era a minha vontade de te ter. Tentei encontrar neles e em mim , o amor que um dia , será nosso ... Quantas vezes ainda irei enganar-me , antes de encontrar-me nos teus olhos ?
Faltas-me tanto , mas estás em tudo e quando chegares, saberás do que falo .
Serás tu quem me quer , tal como sou ... Saberás entender as minhas verdades, os meus defeitos incuráveis , os meus silêncios , as minhas palavras. E trarás contigo o aroma dos dias mais fáceis e a certeza do amor .
Entende-me , não falo de ilusões ... não tens de ser perfeito , apenas real . Não tens de ser excepcional , apenas tens de me abraçar . Não tens de ser belo, porque o meu coração saberá que o és.
Se tu vieres, deixarei de estar perdida na tua falta tão real e tão triste . Eu tenho a certeza que , de alguma maneira, tu me podes ouvir quando a noite cala tudo e o meu silêncio te chama . E , em algum momento, depois de tanta espera, tantos espaços vazios, horas perdidas, tempestades, vou encontrar-te na calma de um dia como outro qualquer .
Vou acreditar sempre , mesmo que tu desistas...
Se existires, não te quero no meu sonho . Quero-te real , quero o teu olhar, o teu toque...
Onde estás tu , além de aqui, em mim ?... "
( Publicado por mim, nos Foruns do Sapo em 24. Março . 2006 )

E tu existes, meu amor . E acreditas em nós e no nosso sonho . Aposto que acreditaste desde a tua resposta a este post ... Tal como eu .
Sempre ... sempre.

Até já , meu amor ...

3 comentários:

Por uma lagrima disse...

O que acabo de ler não é uma mensagem de amor, mas um sonho em mensagem.
Reflecte bem o sentimento lindo de um coração puro.
Parabéns

broken disse...

Linda,

Num momento em que "fragilidade" é a palavra que melhor me define, só tu com estas palavras me poderias fazer sorrir.

O teu texto está fabuloso, as tuas palavras não podiam ser mais sinceras e tenho a absoluta certeza que essa pessoa que te respondeu e, acabou por cair nos teus braços, é alguém que te merece muito.

Do fundo do coração, espero que suportes a dor de não poderes tê-lo a teu lado tantas horas quanto querias, mas estou certa que conseguirás perceber, que as condições assim o obrigam.

Não desistas nunca de lutar por quem amas. Os caminhos do Amor não são fáceis, muito menos de um amor que não pode, por enquanto, ser vivido na plenitude.

Aproveita cada segundo a dois da melhor forma que puderes e guarda-os para os momentos de maior solidão. Ajudar-te-ão, certamente, a superar o tempo que falta para um novo momento.

Estarei sempre a teu lado. Ainda agora te conheci e já não passo sem te ler.

Jinho doce e muita força

P.S. Vou voltar em breve. Depois digo-te.

broken disse...

Então Linda?!

Tenho tantas saudades de te ler...

Que aconteceu?! Diz qualquer coisa.

Jinho doce