terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Ontem...

Ontem foi um dia azul. perfeito , luminoso . Ontem estivemos juntos , na secreta união de uma magia que ainda nem sequer compreendemos na sua plenitude, tão nossa...
Quem acreditará em Nós senão nós próprios , meu amor ? Caminhamos na rua de mãos dadas, como se não existisse qualquer outra realidade. Beijamo-nos a cada olhar ... somos tão apaixonados pela presença um do outro .
Conhecer-te , deixar que entrasses na minha vida com esse inexplicável carinho e doçura que possuis , foi tocar o sublime , foi tocar o amor verdadeiro pela primeira vez . Ambos já o dissemos : nunca amei até tu apareceres . E ambos sabemos da imensa verdade contida nessas palavras .
Lembras-te da primeira vez que nos vimos ? ... Sei que sim , claro que sim ... Depois de tanta espera , depois de tantos sentimentos descobertos apenas em palavras , depois de tantos sonhos contidos , tu vieste ... Tal como entraste na minha vida , também nesse dia não houve um aviso , um prenúncio de que o farias . Apenas me comunicaste o facto de estares à minha espera, tão perto de mim ... Vem, eu estou aqui ...
Os 100 Kms que diariamente nos separam , nesse dia já tinham sido percorridos por mim ... Fui à rua onde trabalhas , procurei o teu carro , encontrei-o , toquei levemente onde as tuas próprias mãos todos os dias tocam ... precisava de o fazer , precisava de te tornar real . Mas não tive coragem de te dizer que estava ali . Senti-me tão tonta... E tu adivinhaste , como adivinhas sempre . Porque nessa noite , vi-te pela primeira vez ... Nem me lembro de ter caminhado para ti . Sei que acordei no teu beijo , no toque da tua mão ... Revejo esse momento incontáveis vezes , como talvez o mais belo e inexplicável da minha vida . A primeira vez que te vi ... E já te amava tanto . E hoje , sorrio ... o primeiro beijo que me deste foi na testa e tremias tanto quanto eu ... Depois os teus lábios encontraram os meus ... E nesse momento , eu soube que se por nada mais , teria nascido só para te amar , só para me sentir tão infinitamente amada por ti . E soube também que queria ficar nesses braços para sempre .
Ontem , revivemos um pouco do nosso segundo encontro : o almoço calmo no mesmo restaurante , o mar , o verde ... Tu quiseste que assim fosse , porque tu tornas tudo tão especial para mim, para nós ... Tu és um homem lindo , doce , puro , admirável e sei que se pudesses, me farias a mulher mais feliz do mundo , sei que ficarias comigo hoje e sempre . Mas ainda não podes , ainda és esse mau actor , como dizes . E eu não sei viver assim . Talvez seja uma falha minha , talvez te devesse amar sem pedir nada , mas não sei . Peço-te o sonho , peço-te demasiado ...
Meu amor, eu esperaria por ti paciente e silenciosamente se soubesse que no fim serias meu , verdadeiramente meu ...
Este espaço onde escrevo é um altar ao amor que sinto por ti ... Nele coloco amor . Delicadamente , teço véus de esperança , acendo velas cuja chama me ajudará a encontrar o caminho nos dias sem ti . As minhas mais doces palavras são para ti . E para quem nos quiser entender . Só tu merecerias palavras de um amor tão profundo , só tu ...
Até já , meu grande amor ...

2 comentários:

broken disse...

Linda,

Aos poucos e poucos vou tentando regressar à tranquilidade.

Todos os dias passo para ver novidades e hoje, quando te li, senti-me tremer por dentro e por fora.

Voltei a sentir-me fragilizada. Voltei a sentir cada palavra tua como sendo minha. Voltei a sofrer pelo que ainda me é tão tocante. voltei a deixar cair a lágrima. Voltei a perceber que, afinal, não estou assim tão segura como pensava estar.

Vou procurar-te por mail sim. Acho importante perceberes as dificuldades que existem do outro lado.

Percebi pelo post que escreveste, que te sentes meia perdida. Como te entendo... sei exactamente as tuas dúvidas em relação ao futuro, sei exactamente sobre o que te questionas, enfim...penso que a partilha da minha dolorosa experiência, poderá ajudar-te. Pelo menos, assim o espero.

Linda, deixo-te uma beijoca grande cheia de esperança na tua felicidade.

Princesa do Nada disse...

É uma grande coisncidencia mesmo!
Mas muito boa!!!
Adorei tudo o que li... Há coisas que pareço eu a falar ou a pensar...
E um até já, é menos doloroso que um adeus...
Como te entendo...

Um beijinho e
Ate já!