quarta-feira, 14 de março de 2007

Guardo-te...

Guardo-te aqui , bem dentro de mim. Guardo-te com doçura e delicadeza porque és algo muito precioso para mim . Guardo cada toque da tua pele , guardo o teu sorriso transparente , a tua voz tão bonita, a suavidade do teu cabelo , o teu cheiro misturado ainda na minha pele ... guardo o teu olhar quando parado no meu me diz tanto , me oferece a tua alma . Guardo de ti cada gesto , cada caricia , cada beijo . Guardo o teu rosto , com os olhos fechados tão calmo , tão sereno ao meu lado . Guardo-te para sempre , meu amor . E tudo de ti é uma dádiva que recebo como um tesouro de incomensurável valor .
Que será de nós ? Não sei ... Que será de mim , se és o meu principio e fim ? Que será de mim, que não quero viver sem ti ?
Por vezes, pareces um menino , quando estamos juntos . Sinto-te tão feliz comigo , sinto que naquele momento te vês perfeito , completo , com uma alegria profunda e leve. Gosto do teu ar de menino porque sei que és um homem maduro , responsável , admirável . E sei que comigo és tu , puramente tu . Permites-te a sensibilidade, a poesia, o romantismo, a sinceridade que a vida real te rouba todos os dias. Partilhas a tua vida comigo e isso já diz tanto ...
Vieste para mim no meio de coisas proibidas , dificeis , quase inalteráveis . Vieste para mim , foste entrando na minha vida com tanto amor , com um carinho tão fora do vulgar ... ficaste , permaneces, queres estar para sempre . Asseguro-te : estarás . Só tu . E mesmo que a vida vença , o meu coração que te entreguei tão cedo e com tanta fé , é teu por direito divino . Cuida dele , cuida de mim .
Até já , meu amor ...

1 comentário:

Broken disse...

Doce Amiga

Regressei ao blogs, não deixes de me acompanhar nesta árdua viagem de um amor proibido!

http://conversocomigo.blogspot.com

Paula, sabes a minha opinião de perto. O vosso amor é sublime, sincero e, acima de tudo, franco.

Tens um coração enorme e cheio de amor para dar a "esse" homem que amas.

Estou certa que todos os obstáculos, inevitáveis, que não te permitem viver livremente esse amor, são pedras no teu caminho, que aos poucos e poucos, a grandeza e beleza do vosso amor, vão ultrapassar.

Os dias são para ser vividos um de cada vez. Medos e inseguranças, são a sombra no nosso caminho mas, com maior ou menor esforço, são "adjectivos" que podem ser afastados, se os evitarmos do pensamento.

O teu coração pertence-lhe assim como o "dele" te pertence a ti. Não tenho sombra de dúvidas que assim é, não tenho dúvidas que tratarão bem um do outro.

Jinho grande doce Amiga